Grande incêndio foi há seis meses. “O nosso principal objetivo é que isto nunca mais volte a acontecer”

Grande incêndio foi há seis meses. “O nosso principal objetivo é que isto nunca mais volte a acontecer”

A constituição da Associação de Vítimas do Maior Incêndio de Sempre em Portugal (AVMISP) foi uma reação imediata à tragédia que, no dia 15 de outubro, se abateu …

… sobre o concelho de Oliveira do Hospital e a região. Passados seis meses, Luís Lagos presidente da AVMISP olha com “ansiedade” para o que foi feito e falta fazer, notando que o objetivo maior é que “isto nunca mais volte a acontecer”.

Por coincidência, foi exatamente num dia de domingo que os oliveirenses e gentes da região viveram, no dia 15 de outubro, o pior dia das suas vidas. A Luís Lagos faltam as palavras para descrever aquele fatídico dia. “Recordo com grande amargura”, diz hoje à Rádio Boa Nova, para no entanto se recusar a encarar aquele como o “pior dia das nossas vidas”, ainda que saiba de antemão que “aquilo que nos aconteceu, não pode acontecer num país de primeiro mundo”. Por isso, logo reagiu e com outros avançou com a criação da AVMISP. Não demorou uma semana. “O nosso principal objetivo é que isto nunca mais volte a acontecer”, garante.

Meio ano passado desde o grande incêndio, Luís Lagos partilha a “ansiedade” que sente. “A destruição realizou-se em cinco segundos, mas a recuperação demora muito mais”, refere, aludindo à carga burocrática associada à recuperação de casas, empresas e atividade agrícola. Entende o dirigente que a “região precisa, de facto, de renascer”, mas verifica que tal ainda não está acontecer. Em seis meses, o aumento dos apoios conseguidos nas áreas agrícola e empresarial” representa uma conquista para a AVMISP. “Mas isso não chega”, refere Luís Lagos que, a esta altura, entende que “é preciso um debate a dois tempos: o debate reivindicativo” e “o debate da interioridade que já deveria ter existido”. Precisamos que esta região se desenvolva e tenha capacidade de tração”, defende o dirigente.

No que respeita à recuperação das primeiras habitações, Luís Lagos gostaria que se cumprisse a vontade já manifestada pelo Presidente da República que apontou o final deste ano como prazo limite. Mas constata: “são muitas casas, muito papel e muita burocracia para analisar”. Preocupa-o o apoio de apenas 2500 Euros para o recheio das habitações. “Não é suficiente”, alerta.

A representar familiares de vítimas mortais do concelho e da região, o dirigente só lamenta que as indemnizações não tenham sido pagas antes do Natal. “De resto, correu muito bem. Não há nenhuma queixa dos associados”, frisou, verificando que o processo dos feridos “está mais demorado” porque foi iniciado “mais tarde”.

A AVMISP tem sede em Oliveira do Hospital, mas rapidamente alcançou dimensão regional, representando cerca de 300 lesados de vários concelhos como Tondela, Santa Comba Dão, Mortágua, Seia, Tábua, Arganil, entre outros.

Previous Seis meses após o grande incêndio: “Acho que é um luto que eu tenho de fazer, que ainda não fiz, e não sei se algum dia o vou fazer”
Next Seis meses após o grande incêndio: Alexandrino considera que “há aqui um tempo de esperança”

Artigos Relacionados

Última Hora

Aqua Village fechou 2018 com 15 mil hóspedes e mais de 32 mil dormidas (com vídeo)

Localizado nas Caldas de S. Paulo, no concelho de Oliveira do Hospital, o Aqua Village Health Resort & SPA é uma unidade de referência no país e no mundo.

Informação

CIM Coimbra defende reformulação das ajudas à agricultura

O Conselho Intermunicipal da CIM Região de Coimbra aprovou, por unanimidade, um documento que propõe a reformulação das ajudas públicas previstas…

Informação

Candidatura da Serra da Estrela a Geopark Mundial da Unesco integra Fórum Português de Geoparques

8 A adesão a Geopark foi aprovada pelos restantes membros do Fórum (Geopark Naturtejo, Arouca Geopark, Geopark Açores e Geopark Terras de Cavaleiros), que promoveram o apoio e acompanhamento do

Região

202 famílias vítimas dos incêndios já receberam apoio do Governo

A Segurança Social já concedeu 104 mil euros em apoios a 202 famílias afetadas pelos incêndios de outubro de 2017, de forma a ajudar em gastos relacionados com rendas, fármacos,

Informação

Bispo de Coimbra cumpre visita pastoral ao concelho de Oliveira do Hospital

O Bispo de Coimbra realiza, neste mês de março, uma visita às paróquias do concelho de Oliveira do Hospital. Amanhã, D. Virgílio Antunes vai estar em direto na Rádio Boa Nova.

Região

Sinistralidade: três detenções, 709 infrações e 79 acidentes no distrito de Coimbra

O Comando Territorial de Coimbra procedeu, de 20 a 26 de novembro, a várias operações, no distrito de Coimbra, como a prevenção e o combate à criminalidade violenta e a

Última Hora

Oliveira do Hospital já investiu 236 mil euros no Incentivo à Natalidade

O Município de Oliveira do Hospital investiu, até 31 de dezembro de 2015, 236 mil euros no incentivo à natalidade beneficiando 213 crianças de 213 famílias. Os números constam do

Região

GNR na estrada durante a Páscoa 

A Guarda Nacional Republicana (GNR) vai intensificar o patrulhamento nas estradas mais movimentadas do país, entre os dias 29 de março e 2 de abril, com o intuito de “apoiar

Última Hora

Dois feridos, um deles grave, em acidente em Montemor-o-Velho

Uma colisão rodoviária no concelho de Coimbra na manhã desta terça-feira fez pelo menos dois feridos, um deles em estado grave.

Educação

 “Mini repórteres” da Rádio Boa Nova partiram à descoberta da gastronomia local

No âmbito do programa “Férias Ativas”, as crianças voltam a ser “Mini Repórteres” na Rádio Boa Nova numa parceria com o Município de Oliveira do Hospital.

Região

Região: PJ deteve um homem suspeito de tentar matar o irmão

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, identificou e deteve um homem com 47 anos de idade, …

Destaque

Paulo Rogério com novo rótulo nos queijos “Renascer das Cinzas”

Confiante nos tempos que se avizinham após o trágico incêndio de 15 de outubro, Paulo Rogério, um dos maiores criadores de queijo da Serra da Estrela do concelho, criou o