A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), na época natalícia, desenvolveu várias ações de fiscalização no âmbito da garantia da Segurança Alimentar

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), na época natalícia, desenvolveu várias ações de fiscalização no âmbito da garantia da Segurança Alimentar

image_pdfimage_print

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), na época natalícia, desenvolveu várias ações de fiscalização no âmbito da garantia da Segurança Alimentar, tendo fiscalizado 296 operadores económicos que comercializam produtos caraterísticos destas épocas, tais como o borrego, cabrito, leitão, azeite, peru, o bacalhau, o polvo, bem como os doces e frutos secos, entre outros.

Durante as ações de fiscalização foram verificadas as condições de higiene, segurança e qualidade dos géneros alimentícios, designadamente normas de comercialização, rotulagem, condições de conservação e armazenagem e ainda questões relativas ao licenciamento, tendo sido instaurados 27 processos de contraordenação e 2 processos-crime relacionados com comercialização de géneros alimentícios avariados e com abate clandestino que levou ao desmantelamento de um matadouro ilegal com 2 indivíduos detidos envolvidos nesta atividade ilegal.

Ainda durante este período, face ao aumento da procura por parte dos consumidores de determinados produtos, e face às promoções existentes nas cadeias, foi intensificada a fiscalização por parte das brigadas especializadas, para averiguação da prática de eventuais Práticas Individuais Restritivas do Comércio, designadamente a oferta para venda ou venda com prejuízo nos diversos operadores económicos, tendo sido dada especial atenção a produtos como bacalhau, azeite, leitão, conservas e outros.

As principais infrações detetadas foram o incumprimento dos requisitos gerais e específicos de higiene, a inexistência de processo ou processos baseados nos princípios do HACCP, a falta de mera comunicação prévia, o incumprimento da rotulagem da carne de bovino, a colocação no mercado de produtos de origem animal fabricados em estabelecimento não aprovado, a falta de requisitos em géneros alimentícios, a falta de preços em bens, infrações relacionadas com o livro de reclamações e falta de controlo metrológico em instrumentos de peso.

Foi suspensa a atividade de uma indústria de produtos da pesca por falta de licenciamento e apreendidas cerca de 6 toneladas de géneros alimentícios, 2 instrumentos de pesagem e material diverso usado na prática de infração de abate clandestino, no valor aproximado de 20.000 euros.

Previous Peditório anual a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro rendeu mais de 13 mil euros
Next Incêndio na fábrica de aglomerado do Grupo Sonae, sem danos pessoais

Artigos Relacionados

Informação

Ministro da Agricultura defende sanções aos municípios sem plano de prevenção

O ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, defende a “aplicação de sanções” aos municípios que não possuam um Plano Municipal de Defesa da Floresta contra incêndios atualizado. O ministro da

Informação

Chuva forte motiva aviso amarelo em 13 distritos

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera elevou, esta quarta-feira, de nove para 13 os distritos de Portugal continental sob “Aviso Amarelo” devido à previsão de chuva, pontualmente forte

Informação

Jovem oliveirense representa região Centro nas Olimpíadas Portuguesas de Geologia

O aluno Michael Nunes do 11º B do Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital vai representar a região Centro na fase final das Olimpíadas Portuguesas de Geologia que se vão realizar

Informação

22 Novos Secretários de Estado. Saiba quem são membros do próximo governo

O Presidente da República recebeu hoje, a seu pedido, o Primeiro-Ministro, António Costa, que lhe submeteu a lista de nomes propostos para Secretários de Estado.

Última Hora

Temperaturas descem. Mínimas registam 12ºC

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje no continente céu pouco nublado ou limpo, apresentando-se muito nublado ou encoberto…

Última Hora

Município de Arganil volta a isentar empresas do pagamento da derrama de IRC

A Câmara Municipal de Arganil volta a isentar as empresas instaladas no concelho do pagamento da derrama de Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas (IRC), mantendo o que tem

Região

Região: PJ deteve suspeito de abuso sexual a crianças

A Polícia Judiciária de Leiria deteve um homem, de 42 anos, suspeito da prática de vários crimes de abuso sexual de crianças e de pessoa incapaz de resistência, ocorridos na

Informação

Altice garante fibra ótica em 95 por cento do concelho de Oliveira do Hospital

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital garante a cobertura de fibra ótica em 95 por cento do concelho…

Última Hora

País: Morreu Freitas do Amaral

Morreu Diogo Freitas do Amaral aos 78 anos de idade. O antigo presidente e fundador do CDS foi internado no passado dia 16 de setembro nos cuidados intermédios …

Região

Região: Homem foi detido por caça ilegal. GNR apreendeu arma e munições

A GNR deteve em flagrante delito por caça ilegal um homem de 59 anos, em Castelo Branco, e apreendeu um espingarda e diversas munições.

Programas

“A Escola e o Meio” na Rádio Boa Nova

Este sábado, dia de 28 de janeiro, entre as 19h00 e as 20h00, é emitido o 17.º programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do

Última Hora

Carregal do Sal: Casal burla 5 mil euros a idoso

A GNR deteve, na passada sexta-feira, um casal, de 22 anos, pela prática do crime de burla qualificada, no concelho de Carregal do Sal.