Seia: Câmara promoveu sessões de esclarecimento sobre limpeza de terrenos e uso do fogo
18 Fevereiro, 2019 659 visualizações

Seia: Câmara promoveu sessões de esclarecimento sobre limpeza de terrenos e uso do fogo

image_pdfimage_print

A Câmara Municipal de Seia, através do Serviço Municipal de Proteção Civil, realizou durante a semana passada, nas freguesias prioritárias devido ao risco elevado de incêndio,…

…um conjunto de ações de sensibilização sobre as medidas preventivas e obrigatórias de proteção aos aglomerados populacionais e habitações isoladas, a desenvolver no âmbito do Sistema Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios, e sobre a realização de queimas e queimadas (alterações introduzidas recentemente pelo DL 14/2019 de 21 de janeiro).

A iniciativa, que contou com a colaboração dos presidentes de Juntas e Uniões de Freguesias, da Guarda Nacional Republicana e das três corporações de bombeiros voluntários do concelho, incorporou nesta fase as áreas prioritárias, nomeadamente Vide, Loriga e Alvoco da Serra (dia 11), Teixeira, Teixeira de Baixo e Cabeça (dia 12), Sabugueiro, Sazes da Beira, Vila Cova à Coelheira e Sandomil (dia 13), e Valezim (dia 14), e posteriormente realizar-se-á nas restantes freguesias do concelho.

Segundo comunicado enviado à Rádio Boa Nova, para além da apresentação e explicação da obrigação de execução das redes secundárias de faixas de gestão de combustível, definidas nos termos da lei e reforçadas na Lei de Orçamento de Estado de 2019, estas sessões são uma oportunidade para a população colocar dúvidas, bem como ter contacto com o levantamento previamente elaborado pelos serviços da autarquia que identificam as áreas a manter limpar em redor dos aglomerados populacionais, casas isoladas e polígonos industriais.

A obrigatoriedade da criação de faixas de proteção expressa na lei estabelece que os proprietários, arrendatários, usufrutuários ou entidades que, a qualquer título, detenham terrenos confinantes a edificações, designadamente habitações, estaleiros, armazéns, oficinas, fábricas ou outros equipamentos, são obrigados a proceder à gestão de combustível numa faixa de 50 metros à volta das edificações ou instalações.

Por força do Orçamento de Estado para 2019, os trabalhos de gestão de combustível devem ser realizados até dia 15 de março, sendo que o seu incumprimento prevê a aplicação de coimas, que variam entre 140€ a 5.000€ (pessoas singulares) e 800€ a 60.000€ (pessoas coletivas), em 2019 aumentadas para o dobro, a que acrescem despesas efetuadas com a gestão do combustível (em caso de execução coerciva dos trabalhos).

Proteção Civil tem nova linha de apoio

O Município de Seia criou uma linha de apoio à Proteção Civil – 238 313 035, para onde os munícipes podem comunicar a intenção de realizar queimas, sinalizar ninhos de vespas velutinas (asiáticas), entre outras situações de proteção civil.

A nova linha de apoio visa, sobretudo, libertar a linha da Proteção Civil existente, reservando-a unicamente para situações de emergência, em resposta ao elevado número de comunicações das últimas semanas, especialmente relacionados com queimas e queimadas, fruto das novas. Por este mesmo motivo, a nova linha de apoio apenas funciona durante os dias úteis e no horário de expediente, das 9h00 às 17h00.

De acordo com a legislação em vigor a realização de queimas está agora sujeita a comunicação prévia à Câmara Municipal. A informação pode ser comunicada para a linha de apoio (238 313 035) da Câmara Municipal (durante o horário de expediente e à sexta-feira até às 15h00), para o e-mail apoiosmpc@cm-seia.pt, ou diretamente no portal do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, I. P. – https://fogos.icnf.pt/InfoQueimasQueimadas.

Em ambas as situações o requerente deverá dar indicação do NIF, nome completo, morada, telefone, localização da queima, data da realização da queima e que tipo de queima pretende executar (amontoados ou extensiva).

Por sua vez, a realização de queimadas só é permitida após autorização do município, tendo em conta a proposta de realização da queima, o enquadramento meteorológico e operacional, bem como a data e local onde a mesma é proposta. A execução de queimadas carece de acompanhamento, através da presença de técnico credenciado em fogo controlado ou operacional de queima ou, na sua ausência, de equipa de bombeiros ou de equipa de sapadores florestais.

Posteriormente, a decisão é comunicada ao proponente através de correio eletrónico ou sms. A realização de queimas e queimadas sem autorização e sem o acompanhamento é considerada uso de fogo intencional.

Anterior Início de semana com trovoada, chuva, neve e agitação marítima
Seguinte Conheça os resultados desportivos

Notícias Relacionadas

Última Hora

Viseu: GNR apreende armas roubadas ao exército suíço

Um homem foi identificado pelo núcleo de investigação de Moimenta da Beira da GNR por posse de armas que …

Informação

Oliveira do Hospital: Casal entregou ouro a falsos funcionários da Segurança Social

Um casal de idosos foi levado a entregar os fios de ouro que usava, diariamente, a dois indivíduos que se fizerem passar por falsos técnicos da Segurança Social.

Região

Freguesia em Oliveira do Hospital perdeu 80 empregos em duas serrações

Pelo menos 80 pessoas perderam o emprego na área da União de Freguesias de Ervedal e Vila Franca da Beira, em Oliveira do Hospital, …

Informação

“Há décadas que há trabalho que devia ter sido feito e não foi”, diz presidente ANMP

O presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses, Manuel Machado, esteve hoje reunido com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no Palácio de Belém, para discutir as medidas a

Região

Viseu: Idoso de 84 anos morre atropelado dentro de instituição

Um idoso de 84 anos morreu, esta sexta-feira, atropelado por um autocarro no interior da Fundação Mariana Seixas, em Ranhados, Viseu. A notícia é avançada pelo Correio da Manhã.

Região

Fundo Revita analisa hoje processos da reconstrução de casas em Pedrógão

A Comissão Técnica do Revita (órgão gestor dos fundos de apoio à reconstrução das casas afetadas pelo grande incêndio de junho de 2017) vai reunir-se esta sexta-feira, às 14:30, nas

Informação

Incêndios: Governo determina “Situação de Alerta” até domingo para todos os distritos do continente

O Governo proibiu a realização de queimadas em todo o território nacional desde as 00h00 de hoje, uma vez que as previsões meteorológicas apontam para um “agravamento do risco de

Cultura

Município de Oliveira do Hospital tem a “Cultura em Movimento”

O programa “Cultura em Movimento”, que visa a descentralização da oferta cultural do Município de Oliveira do Hospital, prossegue amanhã, dia 19 de maio, em Meruge.

Nacional

Balanço 2019: Menos mortos, mais acidentes e mais feridos

Em 2019, as autoridades registaram menos vítimas mortais nas estradas portuguesas, mas mais acidentes, mais feridos, quer graves quer ligeiros, do que em relação a 2018. Este é o balanço

Região

Hospitais de Coimbra com redução de transplantes devido a bactéria

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) confirmou a redução da atividade na Unidade de Transplantação Hepática devido ao facto de existirem doentes portadores de uma bactéria, que, no

Informação

Vinte e três concelhos de sete distritos em risco máximo de incêndio

Vinte e três concelhos dos distritos de Faro, Braga, Porto, Viseu, Aveiro, Coimbra e Guarda estão hoje em risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da

Informação

Município de Oliveira do Hospital revela sucesso da iniciativa #AdoptarParaCuidar

O Município de Oliveira do Hospital regressou, na semana passada, às escolas do 1.º CEB para verificar o sucesso da iniciativa #AdoptarParaCuidar,…