Região Viseu Dão Lafões exige restabelecimento urgente do IP3
9 Janeiro, 2020 207 visualizações

Região Viseu Dão Lafões exige restabelecimento urgente do IP3

image_pdfimage_print

A Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões exigiu hoje o restabelecimento urgente da circulação no Itinerário Principal (IP) 3, …

… que está cortada no sentido Coimbra-Viseu, em Penacova, devido a um desabamento ocorrido há três semanas.

Rogério Abrantes, presidente da CIM, frisou hoje em conferência de imprensa  que o deslizamento do talude no IP3 – que não foi consequência das obras de requalificação em curso, mas sim do mau tempo – interrompeu “a circulação desta via estrutural, insubstituível, numa primeira fase com o corte total da via e, desde há duas semanas, com o corte da circulação no sentido Souselas-Penacova”.

Para os autarcas dos 14 concelhos que integram a CIM Viseu Dão Lafões, é inadmissível que não se conheça “o calendário existente para o restabelecimento, integral, da circulação rodoviária”.

O responsável da CIM disse ainda que as últimas intempéries “vieram colocar a descoberto um conjunto de problemas existentes em diversas infraestruturas que se encontram sob a tutela do Governo”, de que são exemplo as estradas nacionais 2 e 228.

O também autarca de Carregal do Sal explicou estar a referir-se à “interrupção ou circulação condicionada de um conjunto de vias fundamentais para a conectividade da região”, sendo exemplo disso não só o IP3, mas também outras estradas nacionais que cruzam a região e que estão sob a tutela da administração central.

Rogério Abrantes disse que os autarcas esperavam que “os troços que inicialmente foram suspensos fossem sendo abertos após a realização dos trabalhos, o que não se verifica”.

Segundo o autarca, “estes constrangimentos têm impacto económico nesta região e nas demais regiões vizinhas”, bem como nos milhares de cidadãos que diariamente têm de percorrer o IP3 “no decurso das suas atividades profissionais ou no acesso aos cuidados de saúde, lesando a atividade económica e social de toda a região”.

O presidente da Câmara de Tondela, José António Jesus, lamentou que não se veja “qualquer frente de trabalho” na zona do IP3 onde ocorreu a derrocada, que tem três faixas de rodagem.

O presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, defendeu uma discriminação positiva para a região, de forma a “ser compensada pelo prejuízo que está a ter com o IP3”. Segundo Almeida Henriques, o Governo devia “isentar os habitantes desta região do pagamento de portagens na (autoestrada) A25 enquanto estiverem a decorrer as obras no IP3”.

com:lusa.pt
foto: Facebook CIM Viseu Dão Lafões

Anterior Agrupamento de Escolas de Penacova recebe programa de economia circular inovador
Seguinte Fim-de-semana com sol e muito frio. Mínimas vão descer

Notícias Relacionadas

Informação

Derrocada cortou estrada em Arouca. Desconhece-se a existência de vítimas

Um deslizamento de terras em Arouca, na segunda-feira à noite, deixou a EN326 cortada ao trânsito e, dada a acumulação de material derrocado,…

Última Hora

Pedrogão: Fundo Revita apoia 363 agricultores afetados com 812 mil euros

O Conselho de Gestão do Fundo Revita decidiu atribuir subsídios a 363 produtores afetados pelo incêndio que começou em junho em Pedrógão Grande,…

Última Hora

Turismo do Centro apresenta durante dois dias o maior debate sobre turismo interno em Portugal

O Turismo Centro de Portugal promove hoje e amanhã, 21 e 22 de maio, a sexta edição do Fórum de Turismo Interno “Vê Portugal”, principal evento…

Região

18 detenções, 509 infrações e 60 acidentes no distrito de Coimbra

O Comando Territorial de Coimbra procedeu, de 17 a 23 de julho, a várias operações, no distrito de Coimbra, como a prevenção e o combate à criminalidade violenta e a

Informação

Catorze concelhos do continente em risco máximo de incêndio

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou, hoje, em risco máximo de incêndio os concelhos de Monchique (Faro), Mação e Sardoal (Santarém), Vila de Rei, …

Informação

Praia Fluvial de Avô hasteou bandeiras “Praia Acessível” e “Praia da Rede de Aldeias do Xisto”

A Praia Fluvial de Avô, que após as intempéries causadas pelas enxurradas esteve interdita, reúne agora as condições necessárias e encontra-se apta a banhos.

Informação

Caldas da Rainha: GNR apreende artigos contrafeitos no valor de mais de 30 mil euros

O Comando Territorial de Leiria da Guarda Nacional Republicana (GNR), identificou nove pessoas, com idades entre os 22 e os 65 anos, por suspeita de venda de artigos contrafeitos, em Alvorninha, concelho

Informação

Silêncio do governo sobre o IC6 desagrada José Carlos Alexandrino

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do hospital mostrou-se ontem “bastante desagradado” com o governo, por não ter dado uma “palavra publicamente sobre o IC6”, …

Informação

“A Escola e o Meio” na Rádio Boa Nova

Este sábado, dia 21 de maio, entre as 19h00 e as 20h00, é emitido o 33.º programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do AEOH.

Região

Rali Serra do Açor em Arganil, Tábua e Oliveira do Hospital

O concelho de Arganil prepara-se para receber, já em outubro, o Rali Serra do Açor, que se insere no campeonato Federação Portuguesa de Automobilismo…

Informação

Nove mortos e 38 feridos graves na operação ‘Natal e Ano Novo’ da GNR

Nove pessoas morreram e 38 ficaram feridas gravemente nos mais de 2.260 acidentes registados pela GNR desde o dia 20 de dezembro até às 7h00 de hoje, no âmbito da

Informação

Lançamento do livro “Memórias” revelou-se num momento de “amor” (com vídeo)

A emoção e o sentimento tomaram, ontem à tarde, conta do lançamento do livro “Memórias – Música, Prosa e Poesia” da Rádio Boa Nova .