Proteção Civil lança alerta à população devido ao mau tempo
14 Novembro, 2019 719 visualizações

Proteção Civil lança alerta à população devido ao mau tempo

image_pdfimage_print

A Proteção Civil emitiu, hoje , um aviso à população devido ao agravamento das condições meteorológicas previsto para os próximos dias.

Neve, vento e agitação marítima vão marcar as 48 horas que se seguem, adianta a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANPEC), através de comunicado, no qual destaca os períodos de chuva ou aguaceiros “que poderão ser de granizo e acompanhados de trovoada no Norte e Centro”.

As previsões de vento forte do quadrante oeste dão conta de “rajadas até 85 km/no Norte e Centro e forte nas terras altas, com rajadas até 95 km/h, podendo chegar até 110 km/h nos pontos mais altos da Serra da Estrela, nas terras altas do Sul, com rajadas até 75 km/h”.

A Proteção Civil alerta ainda para queda de neve acima dos 1000/1200 metros de altitude, que se poderá acumular entre os 5 e os 10 centímetros nas regiões Norte e Centro, descendo a cota temporariamente para 800 metros no extremo Norte, onde poderá acumular 10 cm (por exemplo em Montalegre e no Gerês).

Motivo de cuidado é também a agitação marítima, em especial na costa ocidental, com ondas de noroeste com 5 a 7 metros de altura significativa, podendo atingir 15 a 16 de altura máxima ao final do dia de amanhã, a norte do cabo Raso. A sul, prevê-se ondas de noroeste até 6 metros de altura significativa podendo atingir 12 metros de altura máxima até ao início da manhã de sexta-feira.

Os efeitos expectáveis do agravamento das condições passam por: piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água e gelo; possibilidade de cheias rápidas em meio urbano, por acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem; possibilidade de inundação por transbordo de linhas de água nas zonas historicamente mais vulneráveis; inundações de estruturas urbanas subterrâneas com deficiências de drenagem; danos em estruturas montadas ou suspensas; Dificuldades de drenagem em sistemas urbanos, nomeadamente as verificadas em períodos de preia-mar, podendo causar inundações nos locais historicamente mais vulneráveis; possibilidade de queda de ramos ou árvores em virtude de vento mais forte; possíveis acidentes na orla costeira; fenómenos geomorfológicos causados por instabilização de vertentes associados à saturação dos solos, pela perda da sua consistência.

Por outro lado, o impacto destes efeitos pode ser minimizado pela adoção de determinados comportamentos, segundo a Proteção Civil.

“Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas; e adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível acumulação de neve e formação de lençóis de água nas vias”, são algumas das recomendações daquela autoridade

Anterior Município de Nelas realiza obras de requalificação urbana nas Caldas da Felgueira
Seguinte Câmara de Oliveira do Hospital lança obras de 5,5 milhões de Euros (com áudios)

Notícias Relacionadas

Informação

Incêndios: Associação de Vítimas diz que extensão de medidas não altera desigualdades

A extensão das medidas de apoio às vítimas dos incêndios de junho ao território devastado pelos fogos de outubro “não altera as desigualdades”, …

Informação

Gouveia realiza ações de fogo controlado na Serra da Estrela

A Câmara Municipal de Gouveia inicia hoje ações de fogo controlado na Serra da Estrela, que se prolongam até quinta-feira, com o objetivo de aprimorar técnicas e de fomentar o

Destaque

Oliveira do Hospital candidata seis aldeias às “Sete Maravilhas de Portugal- Aldeias”

Aldeia das Dez, Alvôco de Várzeas, Avô, Bobadela, Lourosa e S. Gião são as aldeias do concelho de Oliveira do Hospital candidatas ao concurso “7 Maravilhas de Portugal – Aldeias”.

Informação

Casa da Cultura de Seia acolhe Exposição do Concurso Fotográfico “Guardiões da Serra da Estrela”

A Exposição do Concurso Fotográfico “Guardiões da Serra da Estrela”, uma iniciativa do Movimento de Cidadãos Por Uma Estrela Viva e os Guardiões da Serra da Estrela, vai ter inauguração no próximo

Informação

Feira do Queijo Digital “permite que a retoma da economia aconteça de forma mais célere”

A Ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, inaugurou esta manhã, em Oliveira do Hospital, a primeira  Feira do Queijo Digital, …

Educação

Tábua: Município garante transporte a 65 alunos do Ensino Secundário e Profissional

No seguimento do início das aulas presenciais para os alunos do 11ºe12º ano e Ensino Profissional, no passado dia 18 de maio, o Município de Tábua, em colaboração com as

Última Hora

Compre(em)Seia e Marketplace incentivam consumo e comércio digital

O Município de Seia apresenta, no próximo dia 8 de junho, o programa de estímulo económico “Compre(em)Seia” e da plataforma digital “Senas.pt”, onde será assinado o Acordo de Parceria entre

Nacional

29 Concelhos em risco máximo de incêndio. Aviso amarelo alargado a 15 distritos no fim-de-semana

Vinte e nove concelhos dos distritos de Bragança, Vila Real, Guarda, Viseu, Castelo Branco e Faro estão hoje em risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e

Cultura

Jorge Ramos apresentou “Volto Já…” entre família e amigos

Jorge Ramos apresentou, ontem à noite, o seu quinto livro, intitulado “Volto Já…” que é resultado de “dois anos e meio de escrita” e, através do qual, pergunta “à vida

Informação

EPTOLIVA promoveu Turismo enogastronómico na Beira Serra

“Turismo enogastronómico na Beira Serra: o papel das Confrarias Gastronómicas”, foi o tema principal do II Fórum de Turismo, realizado no âmbito …

Última Hora

Queima das Fitas de Coimbra começa hoje com serenata

A Queima das Fitas de Coimbra começa hoje com a serenata monumental na Sé Velha, sem a realização da habitual garraiada.

Última Hora

Município de Seia promove “Saúde em Movimento” junto de seniores

Seia tem um projeto de promoção da atividade física direcionado a pessoas com idade igual ou superior aos 55 anos e reformados, que este ano completa a sua 10ª edição.