Proteção Civil lança alerta à população devido ao mau tempo
14 Novembro, 2019 720 visualizações

Proteção Civil lança alerta à população devido ao mau tempo

image_pdfimage_print

A Proteção Civil emitiu, hoje , um aviso à população devido ao agravamento das condições meteorológicas previsto para os próximos dias.

Neve, vento e agitação marítima vão marcar as 48 horas que se seguem, adianta a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANPEC), através de comunicado, no qual destaca os períodos de chuva ou aguaceiros “que poderão ser de granizo e acompanhados de trovoada no Norte e Centro”.

As previsões de vento forte do quadrante oeste dão conta de “rajadas até 85 km/no Norte e Centro e forte nas terras altas, com rajadas até 95 km/h, podendo chegar até 110 km/h nos pontos mais altos da Serra da Estrela, nas terras altas do Sul, com rajadas até 75 km/h”.

A Proteção Civil alerta ainda para queda de neve acima dos 1000/1200 metros de altitude, que se poderá acumular entre os 5 e os 10 centímetros nas regiões Norte e Centro, descendo a cota temporariamente para 800 metros no extremo Norte, onde poderá acumular 10 cm (por exemplo em Montalegre e no Gerês).

Motivo de cuidado é também a agitação marítima, em especial na costa ocidental, com ondas de noroeste com 5 a 7 metros de altura significativa, podendo atingir 15 a 16 de altura máxima ao final do dia de amanhã, a norte do cabo Raso. A sul, prevê-se ondas de noroeste até 6 metros de altura significativa podendo atingir 12 metros de altura máxima até ao início da manhã de sexta-feira.

Os efeitos expectáveis do agravamento das condições passam por: piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água e gelo; possibilidade de cheias rápidas em meio urbano, por acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem; possibilidade de inundação por transbordo de linhas de água nas zonas historicamente mais vulneráveis; inundações de estruturas urbanas subterrâneas com deficiências de drenagem; danos em estruturas montadas ou suspensas; Dificuldades de drenagem em sistemas urbanos, nomeadamente as verificadas em períodos de preia-mar, podendo causar inundações nos locais historicamente mais vulneráveis; possibilidade de queda de ramos ou árvores em virtude de vento mais forte; possíveis acidentes na orla costeira; fenómenos geomorfológicos causados por instabilização de vertentes associados à saturação dos solos, pela perda da sua consistência.

Por outro lado, o impacto destes efeitos pode ser minimizado pela adoção de determinados comportamentos, segundo a Proteção Civil.

“Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas; e adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível acumulação de neve e formação de lençóis de água nas vias”, são algumas das recomendações daquela autoridade

Anterior Município de Nelas realiza obras de requalificação urbana nas Caldas da Felgueira
Seguinte Câmara de Oliveira do Hospital lança obras de 5,5 milhões de Euros (com áudios)

Notícias Relacionadas

Última Hora

Crianças plantaram árvores oferecidas pela Worten e ERP Portugal ao Município de Oliveira do Hospital

Decorreu, esta manhã, mais uma ação de reflorestação no concelho de Oliveira do Hospital. Cerca de 60 crianças plantaram árvores oferecidas pela Worten e ERP Portugal, na freguesia de Aldeia

Cultura

Nogueira do Cravo acolhe Experiências Criativas de Montanha

A Rede de Aldeias de Montanha, em parceria com o Município de Oliveira do Hospital, proporcionam este fim-de-semana, em Nogueira do Cravo, mais um evento com a marca “Experiências Criativas

Última Hora

Programa “A Escola e o Meio” na Rádio Boa Nova

Este sábado, dia 30 de novembro, entre as 19h00 e as 20h00, é emitido o 3.º e programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do

Educação

ISEC vai criar pranchas ecológicas

O Instituto Superior de Engenharia de Coimbra está a desenvolver uma prancha para quem está a aprender a surfar.

Região

Incêndio atingiu prédio devoluto na Baixa de Coimbra

Um incêndio deflagrou, ontem, num prédio devoluto na Baixa de Coimbra, tendo sido extinto por 50 operacionais.

Informação

CISE organiza saída de campo e curso de identificação de cogumelos

O CISE – Centro de Interpretação da Serra da Estrela organiza este sábado, dia 2 de novembro, mais uma saída de campo para observação de cogumelos, com o intuito de

Região

Condeixa: Trânsito cortado na A1 para remover pesado que se despistou

O trânsito na autoestrada A1 está cortado perto do nó de Condeixa (Coimbra), no sentido sul/norte, para as autoridades removerem o veículo pesado que se despistou ao início da manhã.

Informação

Cáritas de Coimbra participa em encontro europeu sobre Ambientes Amigáveis

A Cáritas Diocesana de Coimbra participa hoje, dia 9 de maio, e manhã, dia 10, no LifeScience Park, na Cracóvia – Polónia, para participar Encontro do Grupo de Ação D4

Informação

Pastagens estão na base da “alimentação animal” e no “ordenamento do território”

Oliveira do Hospital foi palco da 40.ª Reunião de Outono da Sociedade Portuguesa de Pastagens e Forragens (SPPF), subordinada ao tema “Pastagens e Forragens na Alimentação Animal e no Ordenamento do

Região

Incêndio que deflagrou no Monte do Colcurinho foi dominado a meio da manhã

Foi dominado às 10h37 desta segunda feira o incêndio que deflagrou ontem, pelas 16h28, numa encosta do Monte do Colcurinho, perto da localidade da Gramaça, …

Destaque

UCC Pinheiro dos Abraços assegura cuidados de proximidade há quatro anos

A Unidade Cuidados na Comunidade (UCC) Pinheiro dos Abraços assinalou quatro anos de atividade, marcados pela aproximação dos cuidados de saúde junto da população de Oliveira do Hospital, sobretudo no

Destaque

Mulher despista-se e embate contra posto de combustível em Oliveira do Hospital (com vídeo)

O posto de abastecimento do Grupo Tavfer, localizado na Chamusca da Beira, no concelho de Oliveira do Hospital, foi alvo de um embate de um carro, esta manhã, pelas 7h43.