Presidente e vereadores abdicam de “prendas” a que têm direito em defesa da “ética e conduta profissional”
17 Dezembro, 2019 1972 visualizações

Presidente e vereadores abdicam de “prendas” a que têm direito em defesa da “ética e conduta profissional”

image_pdfimage_print

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, informou na última reunião pública do executivo que,…

…ele próprio e os vereadores em permanência no executivo, vão abdicar dos presentes até 150 Euros que lhes forem entregues por munícipes e aos quais têm direito, tal como consta no código de ética e conduta profissional.

O documento que foi aprovado por unanimidade na última reunião pública da autarquia oliveirense é resultado, segundo explicou o presidente, de um conjunto de diplomas que existem em torno da lei do trabalho e que demonstram a conduta que as Câmaras Municipais devem ter, bem como os seus trabalhadores.

O código agora aprovado está a ser “decalcado nos 19 municípios da Comunidade Intermunicipal da (CIM) da Região de Coimbra, depois de ter sido aprovado no último Conselho Intermunicipal daquela estrutura realizado em Penacova . O objetivo do documento “feito por juristas dentro das leis do trabalho” é possibilitar que os 19 municípios que integram a CIM possuam um “código de ética e conduta profissional”.

De um modo geral, explicou José Carlos Alexandrino, o presidente da Câmara Municipal e vereadores em permanência podem receber presentes dos munícipes num valor até 150 Euros, não o podendo fazer quando aquele montante for ultrapassado.

O autarca logo referiu, porém, que está “à vontade” porque sempre entregou todos os bens na cantina da Câmara Municipal e que assim continuará a proceder. “Eu não levarei nada para minha casa, nem até aos 150 Euros. Da minha parte e do executivo não levaremos nada para casa, mesmo que o código permita isso”, afirmou, notando que tal como prevê o código ficará registado ,onde é que serão entregues os bens que foram doados, seja no Banco de Recursos Sociais, numa família, ou outros.

Também Carlos Carvalheira, vereador do PS em não permanência, subscreveu “estes princípios de transparência e integridade”. “Só assim é que se consegue trazer mais gente para a política e para a democracia”.

José Carlos Alexandrino referiu também que o código de ética e conduta profissional não se esgota no executivo, razão pela qual já reuniu com alguns funcionários da autarquia, já que o código defende a instituição. Destacou princípios como “a lealdade no serviço o princípio do sigilo”. “Às vezes ouvem-se coisas lá fora, que deviam estar no sigilo. As pessoas estão aqui ao serviço da Câmara e devem prestigiar a instituição. Qualquer funcionário que conheça uma irregularidade de um colega, ou do próprio presidente da Câmara ou de um vereador, deve-a denunciar. Isso também é de lei,”, constatou o autarca.

Anterior Continuação das obras no IP3 consta no Orçamento do Estado para 2020
Seguinte Coimbra: Homem detido por tráfico de estupefacientes

Notícias Relacionadas

Informação

GNR deteve três homens por tráfico de droga em Viseu

Três homens, com idades entre os 22 e os 26 anos, foram detidos pelo crime de tráfico de drogas, no concelho de Viseu, no âmbito de uma investigação que decorria

Última Hora

CCPOH em 7º lugar no campeonato nacional

O Clube de Caça e Pesca de Oliveira do Hospital (CCPOH) disputou, no passado sábado, dois encontros a contar para o campeonato nacional da 2ª divisão de ténis de mesa.

Informação

Município de Oliveira do Hospital incentiva ampliação de esplanadas com isenção de taxa

O Município de Oliveira do Hospital vai autorizar o aumento das áreas das esplanadas aos estabelecimentos de restauração e bebidas cuja abertura foi aprovada pelo Governo, no âmbito do plano

Informação

Homem detido por ter ateado incêndio em Condeixa

A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Centro, com a colaboração do Núcleo de Proteção Ambiental da GNR de Coimbra, deteve um homem, de 28 anos,…

Última Hora

Candidatura liderada pelo CDS quer respostas sobre processo de remoção de amianto do Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital

A Coligação Construir o Futuro (CDS-PP / MPT / PPM), em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, manifesta a sua “preocupação e apreensão com o desenrolar do processo de substituição

Região

PJ investiga tentativa de ‘carjacking’ em Coimbra 

A Polícia Judiciária (PJ), através da Diretoria do Centro, está a investigar uma tentativa de “carjacking” ocorrida ao início da madrugada de quarta-feira, na zona da Portela, em Coimbra.

Informação

 Município de Oliveira do Hospital adere à Hora do Planeta

O Município de Oliveira do Hospital adere no próximo sábado, 24 de março, à “Hora do Planeta”, desligando as luzes exteriores no edifício dos Paços do Município e no Largo

Programas

“A Escola e o Meio”na Rádio Boa Nova

Este sábado, dia 25 de maio, entre as 19h00 e as 20h00, é emitido o 26.º programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do AEOH.

Região

No derby distrital em basquetebol jogado este sábado em Coimbra, a Académica venceu o Sampaense (91-68).

Com os parciais de 27/20, 16/15, 27/18 e 21/15, cedo se percebeu que não iria ser fácil para a equipa de S. Paio de Gramaços. Com algumas dificuldades na defesa,

Destaque

Oliveira do Hospital pede alargamento de prazo para a limpeza dos terrenos (com vídeo)

A Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital aprovou na sexta feira, dia 23, uma proposta a requerer ao governo o alargamento do prazo para a limpeza florestal, até ao dia

Destaque

Nogueira do Cravo: Homem disparou sobre mulher e tentou suicídio a seguir com caçadeira. Casal acabou por morrer

Uma mulher de 48 anos e um homem de 51 anos morreram esta manhã, na casa onde residiam em Nogueira do Cravo, no concelho de Oliveira do Hospital. Cerca das

Última Hora

25 de Abril: CDS-PP ausente de “ato simbólico” de hastear das bandeiras em Oliveira do Hospital

CDS-Partido Popular de Oliveira do Hospital não se vai fazer representar no ato simbólico de hastear das bandeiras…