Pedrógão: Sobe para dez o número de arguidos em caso de apoios a casas destruídas pelo incêndio
15 Novembro, 2018 588 visualizações

Pedrógão: Sobe para dez o número de arguidos em caso de apoios a casas destruídas pelo incêndio

image_pdfimage_print

O número de arguidos envolvidos no inquérito sobre a reconstrução de casas em Pedrógão Grande subiu de quatro para dez, todos eles requerentes de apoio.

Segundo a Procuradoria-Geral da República (PGR), depois de ter sido anunciado em setembro que havia quatro arguidos, o número sobe agora para dez, todos eles “requerentes de apoios”, no âmbito do inquérito que investiga “irregularidades relacionadas com a reconstrução e reabilitação dos imóveis afetados pelos incêndios de Pedrógão Grande”.

De acordo com a nota publicada pelo Departamento de Instrução e Ação Penal (DIAP) de Coimbra em setembro, em investigação “estão factos suscetíveis de integrarem os crimes de corrupção, participação económica em negócio, burla qualificada e falsificação de documento”.

Em causa estão denúncias feitas por duas reportagens, uma da Visão e outra da TVI, que aludiam a situações eventualmente ilegais na atribuição de fundos para a reconstrução de habitações afetadas pelo incêndio de 2017, que deflagrou em Pedrógão Grande.

As duas reportagens referiam que casas que não eram de primeira habitação foram contempladas com obras em detrimento de outras mais urgentes e também que casas que não arderam foram reconstruídas com fundos solidários.

A presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, Ana Abrunhosa, disse não ter dúvidas sobre os procedimentos formais, mas, ainda assim, enviou para ao Ministério Público 21 processos para análise.

O presidente da Câmara de Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, Valdemar Alves, também negou estas acusações, mas enviou igualmente para análise um conjunto de processos.

O Conselho de Gestão do Fundo Revita revelou, em outubro que, das 259 casas de primeira habitação selecionadas para reconstrução devido aos incêndios de junho de 2017, sete processos vão ser alvo de “reavaliação por parte dos municípios”.

O presidente da Câmara de Pedrógão Grande anunciou ter pedido a saída do Conselho de Gestão do Fundo Revita, estrutura criada pelo Governo na sequência do incêndio de junho de 2017 naquele concelho.

Além da sua saída, Valdemar Alves optou por substituir Bruno Gomes, antigo vereador e técnico do município que coordenava o gabinete responsável pelos processos de reconstrução de casas destruídas pelo fogo e que tinha assento na comissão técnica do Revita.

Recorde-se que o incêndio que deflagrou em 17 de junho de 2017, no concelho de Pedrógão Grande, e que alastrou depois a concelhos vizinhos, provocou 66 mortos e 253 feridos, sete deles com gravidade, tendo destruído cerca de 500 casas, 261 das quais eram habitações permanentes, e 50 empresas.

Anterior Greve das cantinas fecha escolas de Lagares, Ponte das Três Entradas e sede do Agrupamento em Oliveira do Hospital
Seguinte Município de Penacova em Cerimónia Comemorativa do Centenário do Armistício em França

Notícias Relacionadas

Sociedade

Feira do Porco e do Enchido volta a animar Meruge

Foi dado o pontapé de saída para a 14ª edição da Feira do Porco e do Enchido de Meruge, que decorre dia 13 de Novembro no emblemático cenário da Laje

Última Hora

Guarda: Despiste de um motociclo provoca um morto e um ferido grave

O despiste de um motociclo na localidade de Corujeira, no concelho da Guarda, provocou um morto e um ferido grave.

Sociedade

ADIBER mantém abertas candidaturas para investimentos no sector primário

Segundo nota de imprensa, a ADIBER informa que,”estão abertos desde 1 de Julho passado, os Avisos de Concurso para apoio a investimentos no sector primário na Região da Beira Serra

Última Hora

GNR apreendeu três caçadeiras e 53 cartuchos e deteve jovem na sequência de ameaça

O Comando Territorial de Coimbra, através do Núcleo de Investigação Criminal da Lousã, deteve no passado dia 4 de dezembro,…

Desporto

Conheça o calendário desportivo de fim-de-semana

O Sampaense Basket inicia, este fim-de-semana, o seu percurso no Campeonato da Proliga. A equipa de São Paio de Gramaços disputa a 1ª jornada da Zona Norte frente ao Maia,

Informação

André Gaspar com desfecho inglório em Poiares

O Rali de Poiares Caxamar recebeu a estreia ao volante de André Gaspar, aos comandos do BMW da ActionRacing.

Informação

Semana da Páscoa com muita chuva, nuvens e frio

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, a semana que antecede a Páscoa começa com chuva. Para esta segunda-feira, está prevista precipitação …

Última Hora

Fim-de-semana com temperaturas acima dos 26ºC

O fim-de-semana vai ser marcado por céu pouco nublado ou limpo e temperaturas que vão oscilar entre os 26 e os 30 graus Celsius, disse à Lusa a meteorologista Madalena

Última Hora

Atualização do recenseamento eleitoral suspensa a partir de hoje

A atualização do recenseamento eleitoral está suspensa a partir de hoje e até dia 1 de outubro, data das eleições autárquicas, de acordo com o mapa-calendário das operações eleitorais divulgado

Última Hora

Homem de 90 anos morre em acidente de trator no concelho de Coimbra

Um homem de 90 anos morreu hoje vítima de um acidente com trator agrícola em Souselas, no concelho de Coimbra, disse à agência Lusa fonte dos Bombeiros Sapadores da cidade.

Sociedade

Cidade de Oliveira do Hospital “encheu-se” de gente com o regresso do Downtown Nocturno

Passados oito anos o Downtown Nocturno regressou a Oliveira do Hospital e foi motivo para que muitas centenas de pessoas mostrassem o interesse por este tipo de prova.

Última Hora

Acusado de atropelar peregrinos admite culpa, mas “não estava embriagado”

O arguido que atropelou mortalmente cinco peregrinos em Coimbra admitiu hoje a culpa no acidente, mas assegurou que, apesar de ter bebido “umas cervejas”,