“Os Verdes” voltam a questionar o Governo sobre poluição no Rio Cobral
13 Fevereiro, 2020 882 visualizações

“Os Verdes” voltam a questionar o Governo sobre poluição no Rio Cobral

image_pdfimage_print

A deputada Mariana Silva, do Grupo Parlamentar Os Verdes, entregou na Assembleia da República uma pergunta, …

… em que questiona o Governo, através do Ministério do Ambiente e da Ação Climática (MACC), sobre problemas ambientais que afetam o rio Cobral, afluente do rio Mondego, que atravessa os municípios de Seia e de Oliveira do Hospital, em particular as descargas e efluentes sem o devido tratamento.

Na missiva que dirige ao governo, Mariana Silva lembra que “ já em 2004, em visita a várias freguesias percorridas por este curso de água Torroselo, Várzea (Seia) e Meruge (Oliveira do Hospital), os autarcas locais realçaram que a poluição das águas do Rio Cobral representava graves impactos na qualidade de vida das pessoas e no próprio ecossistema, apontando como causas possíveis para esta poluição descargas de efluentes, sem o devido tratamento, por algumas queijarias localizadas no concelho de Seia”.

Refere a deputada que “embora tendo sido construída uma Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR), em São Romão, concelho de Seia, com o objetivo de proceder ao tratamento dos efluentes domésticos e industriais, o problema continuou, sobretudo em épocas de maior caudal, levando Os Verdes a questionar o Governo através da pergunta n.º 1367/XII/2ª, de 6 de março de 2013, sobre este atentado ambiental que se presume tenha origem numa unidade de lacticínios”.

Na ocasião, lembra Mariana Silva, “na resposta o Ministério da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território referiu que o rio era sucessivamente fiscalizado e que entre 2006 e 2009 foram feitas 15 inspeções a queijarias, tendo sido lavrados autos de notícia em virtude de descargas sem título, em locais não autorizados ou fruto do não cumprimento de melhorias nos equipamentos de tratamento de águas residuais”.

“O governo adiantava ainda que, em 2011 a APA – ARH Centro tinha realizado um workshop com diversas entidades envolvidas nesta problemática, onde foi concluído que as autarquias de Seia e de Oliveira do Hospital e industrias dos lacticínios iriam apresentar um estudo com eventual solução conjunta, que poderia passar pela construção de uma ETAR industrial ou outro sistema de recolha e valorização deste tipo de efluentes, mas sem qualquer desenvolvimento dois anos depois”, verifica.

“Em 2013, em reunião do Partido Ecologista Os Verdes com a autarquia de Meruge, foi igualmente afirmado que a resolução do problema passaria pela construção de uma ETAR especifica, para proceder ao tratamento dos efluentes industriais provenientes das queijarias”, afirma a deputada.

Porém, Mariana Silva, constata que “na semana passada, a Junta de Freguesia de Meruge voltou a denunciar a poluição no rio Cobral, devido a descargas de efluentes, alegadamente com origem nas queijarias localizadas a montante, no concelho de Seia, e que ocorrem há cerca de 15 dias. Tal como no passado, este atentado ambiental coincide com o mesmo período das ocorrências, ou seja, numa altura de grande precipitação quando o rio leva mais caudal”.

“Segundo o autarca da Freguesia, a água do rio encontrava-se leitosa, mal cheirosa e com espuma à superfície, tendo este crime ambiental sido reportado novamente ao Serviço de Proteção da Natureza e Ambiente (SEPNA) da GNR”, refere.

Para a deputada, “o que está em causa não são as queijarias, atividade importante nesta região, mas o destino dos efluentes, alegadamente sem tratamento, que são lançados ao Rio Cobral, reduzindo, a jusante, a qualidade de vida das pessoas e a biodiversidade existente neste curso de água”.

Por isso, pergunta ao Ministério do Ambiente e da Ação Climática se “já identificou os responsáveis pelas sucessivas descargas de efluentes que ao longo dos anos têm fustigado o rio Cobral.” Entre outras questões, a deputada quer saber se está prevista a construção de alguma ETAR industrial, especificamente para proceder ao tratamento dos efluentes das queijarias localizadas no concelho de Seia e que ações o MAAC tem desenvolvido para evitar a poluição do Rio Cobral.

Anterior ARCIAL comemora 40º aniversário
Seguinte Oliveira do Hospital recebe IX Encontro(s) Cidadania e Responsabilidade Sócio-Ambiental

Notícias Relacionadas

Última Hora

Movimento pelo Interior apresenta hoje mais de 20 medidas

O Movimento pelo Interior (MPI) apresenta hoje o seu relatório final, com 24 medidas “transversais ao espetro partidário”, em que defende a transferência de 25 serviços públicos…

Informação

Trinta e sete concelhos de nove distritos sob risco máximo de incêndio

Trinta e sete concelhos de nove distritos do interior norte e centro e Monchique, em Faro, encontram-se hoje sob risco ‘Máximo’ de incêndio.

Informação

Ministério da Saúde abre concurso para 86 médicos de família. 30 vagas são para a ARS Centro

O Ministério da Saúde anunciou a abertura de um procedimento concursal para preenchimento de 86 postos de trabalho na área de Medicina Geral e Familiar.

Informação

Em Rio de Mel fazem-se os preparativos para a concretização do “sonho” (com vídeo)

Na localidade de Rio de Mel, no concelho de Oliveira do Hospital, os habitantes fazem os preparativos para a viagem de sonho que é proporcionada pela Fundação Inatel.

Informação

“Estendal dos Direitos” sensibiliza para os direitos das crianças e jovens em Oliveira do Hospital

A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Oliveira do Hospital está a dinamizar a iniciativa “Estendal dos Direitos” junto dos alunos do Agrupamento de Escolas de Oliveira

Informação

Aldeias evacuadas e seis meios aéreos a combater chamas em Góis

Ao início da manhã, a presidente da Câmara de Góis, Lurdes Castanheira, alertava: “Nós temos uma situação grave e se calhar pode passar a ser gravíssima porque o incêndio passou

Região

Região: GNR encerra destilaria ilegal e identifica três homens

A GNR desmantelou, na segunda-feira, em Leiria uma destilaria e identificou três homens por suspeitas de introdução …

Informação

Distrito: 64 acidentes e 730 infrações na última semana

Na semana de 8 a 14 de outubro, o Comando Territorial de Coimbra da GNR registou a ocorrência de 64 acidentes e 730 infrações …

Informação

Jerónimo de Sousa desloca-se domingo à Zona Industrial de Oliveira do Hospital

O Secretário Geral do PCP, Jerónimo de Sousa desloca-se no próximo domingo, dia 5, pelas 16h30, à Zona Industrial de Oliveira do Hospital …

Última Hora

Acidente com trator provoca uma vítima mortal em São João da Pesqueira

Um homem com cerca de 46 morreu, hoje, na sequência de um acidente com um trator agrícola em São João da Pesqueira.

Última Hora

Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas decorre em Seia

O concelho de Seia vai beneficiar, de 12 de agosto a 2 de setembro, de uma segunda fase do Programa de Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas 2019.

Destaque

Covid-19: Portugal regista 9.886 infetados e 246 mortos

O Boletim epidemiológico desta sexta-feira dá conta que já morreram em Portugal 246 pessoas devido à Covid-19. Número de infetados subiu para 9.886. Casos de recuperação mantêm-se nos 68.