Oliveira do Hospital tem sinalizados 22 casos de violência doméstica. “Preocupa-nos mais os que não sabemos”, alerta Ana Rodrigues (com vídeo)
25 Novembro, 2019 1642 visualizações

Oliveira do Hospital tem sinalizados 22 casos de violência doméstica. “Preocupa-nos mais os que não sabemos”, alerta Ana Rodrigues (com vídeo)

image_pdfimage_print

O Município de Oliveira do Hospital tem sinalizados, no âmbito do projeto “Igualdade Local- Cidadania Responsável”, 22 casos de violência de doméstica.

Os números foram revelados esta manhã por Ana Rodrigues, coordenadora do projeto, no programa realizado na Rádio Boa Nova destinado a assinalar o Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra a Mulher.


Os  22 casos que estão a ser acompanhados correspondem à “realidade que nos chega”, mas Ana Rodrigues refere que a equipa está muito mais preocupada com aquilo que não se sabe, porque os casos que são conhecidos estão a “ser tratados por várias instâncias”. No programa “Outras Conversas” desta manhã, a responsável referiu, a tomar por base os dados disponibilizados pela União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR), que “alguma coisa está a falhar” quando se tem conhecimento de violência efetivada no namoro. “Temos que agir nas escolas, nas famílias”, frisou Ana Rodrigues, referindo que no concelho, o projeto Igualdade Local- Cidadania Responsável procura “agir o mais precocemente possível”.

No programa destinado a assinalar o Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra a Mulher, a Rádio Boa Nova contou com a participação de Patrícia Santos, Jurista do projetos Igualdade Local- Cidadania Responsável que destacou a importância de sinalizar os casos de violência contra as mulheres, já que se trata de um crime público. GNR, Ministério Público ou próprio Município são os locais onde a vítima ou outra pessoa conhecedora do caso pode denunciar a situação que considera que “não é normal e correta”. Para além do número de apoio da APAV, Ana Rodrigues lembrou o número de apoio disponibilizada pelo município (238 605 260) onde é garantida confidencialidade total.

Teresa Serra, Conselheira Municipal para a Igualdade, integrou o programa desta manhã. Aconselhou os jovens que “se amam” a tomarem atenção aos primeiros sinais de ciúme pelo outro que servirá de alerta. Alertou ainda para as situações do divórcio, em que cada um segue a sua vida, mas depois usam o filho como “bola de pingue-pongue” e são os que mais sofrem. No arranque do programa, Teresa Serra destacou a necessidade de proteção da vítima de violência doméstica, mas mostrou-se também preocupada com o acompanhamento que deve ser prestado ao agressor.

Célia Franco, médica psiquiatra, responsável pela consulta de Saúde Mental que é assegurada no Centro de Saúde de Oliveira do Hospital também integrou o programa desta manhã. Constatou que sociedade foi ficando mais frágil e “a hierarquia já não é o que era”. “Com muita facilidade as pessoas se insultam entre si”. “ Assusta-me muito que os miúdos mais novos não desenvolvam o respeito pelos outros. É uma cultura de desrespeito que está instalada”, afirmou a conceituada médica psiquiatra. Associado a este facto, Célia Franco identifica em muitos casos, o consumo de substâncias como o álcool que leva a “alterações de comportamentos” e predispõe a “agressões e a ideias de ciúmes”. “É muito frequente em pessoas que bebem bebidas alcoólicas”, frisou.

Refira-se que dados do Observatório de Mulheres Assassinadas (OMA), da União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR), revelam que mais de 500 mulheres foram assassinadas nos últimos 15 anos em contexto de relações de intimidade em Portugal, e só neste ano ( de 1 de janeiro a 12 novembro)  já morreram 28, algumas baleadas, outras estranguladas ou espancadas, a maioria vítima de violência doméstica.

Tendo como fonte as notícias publicadas pela imprensa nacional, o OMA contou 28 mulheres assassinadas em contexto de relações de intimidade ou familiares, além de outras duas mortas em diferentes contextos, e 27 tentativas de homicídio.

Contas feitas, significa que, em média, houve três mulheres assassinadas todos os meses e uma média de cinco mulheres vítimas de formas de violência extrema.

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) registou em cinco anos mais de 100.000 crimes em contexto de violência doméstica e apoiou mais de 43.000 pessoas, a maioria (86%) mulheres.

Anterior Curto-circuito originou incêndio numa habitação na Sobreda e provocou três feridos
Seguinte BLC3 acolheu “Ciclo de Eventos – Dinâmicas para a Inovação” da ANI

Notícias Relacionadas

Opinião

Ca$h Resto Z€ro: “A Eptoliva é hoje uma voz deste interior serrano onde é urgente aprender a ter orgulho…Longa vida! Parabéns Eptoliva!”

No habitual espaço de opinião Ca$h Resto Z€ro, Vítor Neves centra-se, esta sexta-feira,  nos  28 anos da Escola Profissional Eptoliva que se comemoram hoje, dia 15.

Região

Região: Unidade de Ação Fiscal da GNR desmantelou rede de contrafação

A Unidade de Acção Fiscal, através do Destacamento de Acção Fiscal de Coimbra, desmantelou nos dia 19 e 20 de fevereiro, “uma rede organizada que se dedicava ao fabrico e

Informação

“A Escola e o Meio” na Rádio Boa Nova

Este sábado, dia 4 de março, entre as 19h00 e as 20h00, é emitido o 21.º programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do AEOH.

Informação

Cáritas Coimbra dissemina SmartWork na Polónia

Nos dias 9 e 10 de maio, a Cáritas Diocesana de Coimbra irá estar presente na Reunião do Grupo de Ação D4 da Parceira Europeia de Inovação…

Opinião

Ca$h Resto Z€ro: “Uma história de amor pela Rádio Boa Nova há sete anos”

Em mais um espaço de opinião “Ca$h Resto Z€ro”, Vítor Neves olha hoje “dentro do contexto das pessoas”, nomeadamente os “sete anos de Zé Conde e Natália Novais” na Rádio

Informação

Oliveira do Hospital aprova o Plano de Ação do CLDS 4G

Oliveira do Hospital, em sede de reunião do Conselho Local de Ação Social (CLAS), aprovou o Plano de Ação do Contrato Local de Desenvolvimento Social (CLDS-4G) com que o Município

Informação

Região: PJ deteve suspeito de pornografia e aliciamento de menores para fins sexuais

 A Polícia Judiciária anunciou a detenção, no dia 25 de maio, na sequência de emissão de mandados de detenção em inquérito do DIAP de Santarém,…

Última Hora

Campanha do Turismo Centro de Portugal conquistou Prémios Internacionais de Viagem e Turismo

A campanha promocional “Turismo Centro Portugal – Visitar e Ficar é Ajudar”, do Turismo Centro de Portugal, foi uma das grandes vencedoras dos prestigiados Prémios Internacionais de Viagem e Turismo “International

Informação

Assembleia Municipal de Nelas aprovou Orçamento por larga maioria

Na Assembleia Municipal de Nelas, realizada no dia 28 de dezembro, foi aprovado por maioria o orçamento municipal e as grandes opções do plano para o ano de 2017.

Sociedade

Oliveira do Hospital acolhe debate “Florestas e Legislação: Que futuro?”

O Município de Oliveira do Hospital recebe no próximo dia 7 de dezembro, no Salão Nobre, um importante debate sobre a floresta portuguesa.

Última Hora

Seia promove 2º Orçamento Participativo Escolar

Os alunos dos estabelecimentos de ensino do concelho de Seia são novamente convidados a participar no Orçamento Participativo Escolar,…

Região

“Espaço BLC3” estreia esta terça-feira na Rádio Boa Nova

“Espaço BLC3 – Ciência no Interior” é o novo programa que inicia, hoje, na Rádio Boa Nova, numa parceria com a BLC3- Campus de Inovação e Tecnologia.