Oliveira do Hospital: De 127 casas, 55 estão concluídas e seis ainda não estão recomeçadas
8 Novembro, 2018 1564 visualizações

Oliveira do Hospital: De 127 casas, 55 estão concluídas e seis ainda não estão recomeçadas

image_pdfimage_print

De um universo de 127 casas afetadas pelo grande incêndio de 15 de outubro de 2017, em Oliveira do Hospital estão concluídas 55 habitações e seis ainda não iniciaram a obra, adiantou José Carlos Alexandrino, presidente do Município, numa visita a um dos casos ainda em reconstrução.

Ana Abrunhosa, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), visitou, esta manhã, algumas casas no concelho de Oliveira do Hospital que se encontram em fase de reconstrução, após terem sido devastadas pelo grande incêndio de 15 de outubro de 2017.

Na casa de Abílio e Odete Brás, na localidade de Vilela, que tem data prevista de conclusão em dezembro, a presidente da CCDRC adiantou que “no programa de apoio, existem 815 casas aprovadas”, sendo que “estão concluídas 332”, onde cerca de 50 são reconstruções totais.

“Temos muito trabalho pela frente”, disse, realçando que as casas que tem visitado “estão em diferentes fases de construção”. “Há 500 em construção mas há 500 concluídas e eu prefiro ver desta perspetiva”, afirmou Ana Abrunhosa que, mais uma vez, sublinhou a “fase complexa” dos processos, nomeadamente legalizações, titularidades e licenciamentos.

“Estamos a falar de dinheiro do Orçamento do Estado. Dos 60 milhões de euros que estas 815 casas envolvem, já estão pagos 20 milhões”, salientou, garantindo que as entidades têm duas “obrigações”, isto é, “devolver a dignidade às pessoas e cumprir a lei porque estão em causa recursos públicos”.

Também José Carlos Alexandrino mostrou novamente descontentamento face à demora de alguns processos, contudo, considera que são necessários para não cometer ilegalidades. Segundo o autarca, o procedimento deveria ser mais “célere” para “realizar mais depressa” no terreno.

Palavras de apreço às entidades envolvidas nos processos de reconstrução do concelho não faltaram na intervenção de Luís Nina. Na ocasião, o presidente da Junta de Freguesia de Nogueira do Cravo, afirmou que “nunca faltou apoio nem ajuda”. “A Junta de Freguesia, Câmara Municipal e CCDRC desde a primeira hora que acudiram logo as necessidades das pessoas. É muita devastação e nada aparece de um dia para o outro. As coisas estão a reconstruir-se. Toda a gente está a renascer”, afirmou.

Odete Brás, que viu a sua casa reduzida a cinzas naquela fatídica noite, agradeceu o apoio que lhe foi prestado “até ao momento”. “Não nos deixaram passar fome nem frio. Só tenho de agradecer a todos que não deixaram que nos faltasse nada”, agradeceu.

Beatriz Cruz (jornalista estagiária)

Anterior Deputado Pedro Coimbra pede requalificação total da EN 230 em Oliveira do Hospital
Seguinte Proteção Civil emite aviso à população pelo agravamento do estado do tempo

Notícias Relacionadas

Sociedade

António Loureiro reflete em livro sobre “Fracasso e Misericórdia no Matrimónio”

“Fracasso e Misericórdia no Matrimónio” é o nome do novo livro de António Loureiro, pároco de Oliveira do Hospital. Um tema sobre o qual se propôs refletir …

Informação

Aveiro: Fogos mobilizam mais de 700 bombeiros e cortam A1, A25 e IC2

A situação dos fogos no distrito de Aveiro agravou durante a última madrugada.

Última Hora

Presidente da CIM RC apela à ARS Centro para alargar com urgência os testes de deteção do COVID-19

O presidente da Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra, José Carlos Alexandrino, está preocupado com o aumento de casos de COVID-19 no território da CIM.

Última Hora

“Oliveira do Hospital é um exemplo no país”, referiu Secretária de Estado do Turismo (com vídeo)

Foi hoje inaugurada, ao final da tarde, a 10ª edição da EXPOH – Feira Regional de Oliveira do Hospital, com a presença da Secretária de Estado do Turismo,…

Última Hora

Livro que conta a história de Rui Bernardino vai ser apresentado em Oliveira do Hospital

“É possível” é o título do livro que conta a história de vida de Rui Bernardino, um jovem de Lagares da Beira, até aos dias de hoje. O livro vai

Região

Festa Solidária ajuda vítimas dos incêndios em Nelas

O “Indiferente” com o apoio do Município de Nelas realiza nos dias 10,11, 17 e 18 de novembro (dois fins de semana), a partir das 22h00, uma “Festa Solidária”, …

Informação

Cáritas Coimbra promove primeira campanha solidária de 2019

A Cáritas Diocesana de Coimbra vai realizar a uma primeira campanha de recolha de produtos de higiene e alimentares de 2019. Esta ação será acolhida …

Última Hora

Gala das Confrarias Gastronómicas vai premiar quem mais se destacou na promoção dos territórios

No próximo dia 15 de dezembro, vai realizar-se a terceira edição da Gala da Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas (FPCG), em Condeixa-a-Nova. Este evento, que acontece de três em três

Informação

Sinistralidade: 18 detenções, 872 infrações e 62 acidentes no distrito de Coimbra

O Comando Territorial de Coimbra procedeu, de 8 a 14 de janeiro, a várias operações, no distrito de Coimbra, como a prevenção e o combate à criminalidade violenta e a

Cultura

‘Guitarra Chillout’ ecoa 45 anos de Liberdade na Pampilhosa da Serra

‘Guitarra Chillout’ é a próxima proposta do ciclo ‘À Volta do Fado’ do programa ‘Coimbra Região de Cultura’ e vai fundir novas tecnologias e formas musicais à Guitarra de Coimbra,…

Última Hora

Municípios assinam protocolos para recuperação de casas ardidas  até final do ano

O município de Tondela assinou, ontem, o protocolo para a recuperação das 219 casas afetadas pelos incêndios de 15 e 16 de outubro,…

Sociedade

Chuva está de regresso

A semana vai ser marcada por chuva fraca ou chuviscos, mais persistentes no litoral norte e centro, vento fraco a moderado e descida da temperatura mínima e máxima.