Oliveira do Hospital com orçamento de cerca de 32 milhões de Euros para 2020
31 Dezembro, 2019 1959 visualizações

Oliveira do Hospital com orçamento de cerca de 32 milhões de Euros para 2020

image_pdfimage_print

O Município de Oliveira do Hospital aprovou, por maioria, na última Assembleia Municipal, realizada no passado dia 27 de dezembro, o orçamento para 2020 no valor de 31 718 318 Euros, com dois votos contra do CDS-PP e quatro abstenções do PSD.

O ponto número oito da Ordem do Dia da Sessão Ordinária da Assembleia, que previa a apreciação e a votação do Orçamento da Receita e da Despesa para o próximo ano, gerou alguma discussão entre deputados dos vários partidos.

Do lado do CDS-PP, Sérgio Minas, afirmou que o orçamento para 2020 “é definido e assente em linhas orientadoras que já vêm sendo seguidas desde anos anteriores”. “É um orçamento repetitivo, pouco evolutivo, com muitas rúbricas praticamente inalteradas”, disse, defendendo que “é um orçamento desenquadrado da realidade e, talvez, acima das reais possibilidades do executivo, com uma capacidade de realização que se prevê baixa”. Contudo, o deputado do CDS-PP assinalou “de bom grado” a “inclusão da execução do Campus Educativo que vai dar uma nova centralidade à cidade”. Na ocasião, Sérgio Minas referiu que “Oliveira do Hospital precisa de uma verdadeira força de oposição construtiva que se perdeu há anos”.

André Duarte (PS) defendeu que o orçamento “foi desenhado a régua e esquadro”, ou seja, “é algo possível”. “Senhor presidente, vale a pena ser ambicioso”, disse. Para o deputado do PS, o que mais impressiona é o lado da despesa. “Aí vemos os objetivos desta equipa, o esforço extraordinário de financiar as freguesias com 650 mil Euros, de alocar 900 mil Euros a instituições sem fins lucrativos e de suportar as escolas com mais de quatro milhões de Euros”, justificou.

Deputado do PSD, João Brito mostrou-se duvidoso na proposta do executivo, pois, na sua perspetiva “são despesas que não vão existir nem vão ser concretizadas”. “O PSD vê este orçamento como mais um que não traduz a realidade do nosso concelho. O PSD vê com bons olhos as obras inscritas, contudo é preciso concretizá-las”, afirmou.

Carlos Maia, presidente da concelhia do PS de Oliveira do Hospital, em resposta às intervenções da oposição, relembrou a tragédia que assolou o concelho em outubro de 2017. “Tivemos um grande revés no meio disto tudo porque podem ter a certeza: se não tivesse acontecido, hoje não estávamos seguramente a discutir aqui as obras que não estão feitas”, afirmou, defendendo que “os compromissos são para cumprir”.

Também em discordância com os deputados da oposição, Rui Monteiro (PS) referiu que “este orçamento reflete a opção clara na ambição, no desenvolvimento, no rigor e na preocupação social do Município que resulta há dez anos”. “Não comparem orçamentos. Comparem execução. Nunca ninguém executou tanto como este executivo”, concluiu.

Em resposta às intervenções neste oitavo ponto da ordem do dia (Bruno Amado, Sérgio Minas, Carlos Inácio, André Duarte, João Brito, Luciano Correia, Aníbal Correia, Carlos Maia, Tiago Martins e Rui Monteiro), José Carlos Alexandrino, presidente do Município oliveirense, lamentou que “a oposição só tenha ideias de cópias de outros concelhos”.

“Eu sei que vocês sentem-se incomodados com o nosso sucesso e com a nossa maneira de governar”, disse, realçando que “hoje o concelho de Oliveira do Hospital é um concelho diferente”. “Hoje, Oliveira do Hospital tem uma identidade própria. Criámos uma estratégia porque faltava coragem nesta Câmara, rematou.

Anterior Operação Natal e Ano Novo da GNR: Dez mortos e 45 feridos graves
Seguinte Toda a equipa da Rádio Boa Nova, deseja-lhe um excelente ano de 2020

Notícias Relacionadas

Última Hora

Oliveira do Hospital já lançou “inquérito de opinião” para escolha de artistas da EXPOH 2020

Tal como tinha sido anunciado pelo presidente da autarquia, o Município de Oliveira do Hospital lançou a primeira fase do “Inquérito de Opinião”,…

Informação

Região: Homem encontrado morto numa piscina

Um homem foi encontrado morto numa piscina, esta quarta-feira, em S. Martinho das Chãs, no concelho de Armamar.

Última Hora

Sátão: Despiste na EN229 faz uma vítima mortal

Um homem de 25 anos morreu esta terça-feira na sequência de um despiste na Estrada Nacional (EN) 229, que liga Viseu a Sátão.

Última Hora

País: Época crítica em incêndios começa hoje com dispositivo idêntico a 2015

A época mais crítica em incêndios florestais começa hoje, com um total de 9.708 operacionais, 2.235 equipas, 2.043 viaturas e 47 meios aéreos, um dispositivo idêntico ao de 2015.

Destaque

Despiste com capotamento provocou dois feridos em Oliveira do Hospital

Um despiste provocou, ao início desta tarde, dois feridos, no sentido Oliveira do Hospital – Catraia de S. Paio, junto à conhecida zona da Lameira.

Última Hora

Eptoliva promove conferência Eptofuturos “O Poder dos Influencers Digitais em Tempos de Pandemia”

A Escola Profissional Eptoliva realiza hoje, pelas 18h00, mais uma conferência webinar no âmbito do ciclo de conferências Epto Futuros, sob o tema “O Poder dos Influencers Digitais em Tempo de Pandemia”.

Região

Região: Despiste de moto fez uma vítima mortal

Um homem, com idade na casa dos 60 anos, morreu, ontem à noite, após ter-se despistado de motociclo, em Sever de Vouga, …

Politica

Comissão Política Concelhia do PS de Tábua tomou posse

A Comissão Política Concelhia de Tábua do Partido Socialista tomou posse no passado dia 26 de junho, na sede do PS de Tábua. A estrutura é constituída por 21 elementos.

Última Hora

Tribunal de Contas valida reconstrução de 31 casas em Arganil no valor de 4,2 milhões

O Tribunal de Contas deu visto à reconstrução das 31 habitações permanentes afetadas pelo incêndio de 15 de outubro no concelho de Arganil, cujo valor ascende aos 4,2 milhões de

Região

Leiria: Mulher morre em colisão com camião na A1

Uma mulher de 30 anos perdeu a vida ao início da noite de quarta-feira na sequência de uma colisão na A1, na zona de Leiria. 

Sociedade

“Igreja permanecerá aberta apenas para cultos privados” e funerais passam a ser “celebrados no cemitério”

A Conferência Episcopal Portuguesa decidiu, hoje, suspender missas, catequeses e outros atos de culto. Em Oliveira do Hospital, a “Igreja permanecerá aberta apenas para cultos privados” e funerais passam a

Sociedade

Luís Lagos questiona regresso de competências ao tribunal e acusa Alexandrino de “número político”

O deputado do CDS-PP na Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital, Luís Lagos, acusou o presidente da autarquia de fazer um “número político”,…