Município de Arganil lança concurso público para ampliação da zona industrial da Relvinha
13 Dezembro, 2019 272 visualizações

Município de Arganil lança concurso público para ampliação da zona industrial da Relvinha

image_pdfimage_print

A Câmara Municipal de Arganil deu mais um importante passo para modernização e requalificação do parque industrial da Relvinha, no Sarzedo, ao proceder à abertura do concurso público para a concretização da ampliação da Zona Oeste.

Segundo nota enviada à Rádio Boa Nova, o concurso, lançado no dia 20 de novembro, tem um preço base de 3.596.842,33 euros e um prazo de execução de 360 dias (cerca de um ano), podendo as propostas ser apresentadas até 20 de dezembro.

Em causa está a criação de mais de duas dezenas de lotes empresariais, com dimensões a variar entre os 6.500 e os 37.500 metros quadrados. Esta ampliação do Polo Oeste, que representa um investimento superior a 3,5 Milhões de euros, financiado pelo FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Europeu, vai incidir sobre uma área de aproximadamente 600 mil metros quadrados.

A expansão desta zona de atividade económica, que tem como principal objetivo acolher novos investimentos, vem permitir a criação de melhores condições de ordenamento, de organização e de gestão do território e, contribuirá para o desenvolvimento de um modelo de ocupação territorial mais equilibrado, mais estruturado e mais apto do ponto de vista urbanístico e ambiental.

Luís Paulo Costa, presidente da Câmara, justifica a importância do investimento com o impacto que terá na dinamização do tecido empresarial local e no consequente desenvolvimento económico do concelho. “Trata-se de uma aposta com bastante tempo de maturação e que tem alimentado a ambição de um desenvolvimento municipal sustentado”, frisa o autarca, afirmando que “a ampliação do parque empresarial vem promover e fortalecer a capacidade de atração e fixação de investimentos, capazes de criar mais e melhor emprego e, assim, contribuir para níveis de qualidade de vida e de coesão social mais consolidados e qualificados”.

A modernização, estruturação e ampliação dos espaços vocacionados para a instalação de empresas (e também dos espaços existentes) tem vindo a ser um dos objetivos centrais das políticas de desenvolvimento municipal. Sobretudo porque a atual zona industrial da Relvinha se encontra lotada e, realça Luís Paulo Costa, “não se pode estar em pior posição do que ter de dizer que não a eventuais empresas que se queiram instalar no nosso território, por falta de espaço e condições; seria estar a fechar portas ao investimento e ao desenvolvimento económico local”.

Nos últimos dois anos, o processo de expansão exigiu um longo e necessário trabalho burocrático, estando agora a entrar na fase da infraestruturação. “Diria que dentro de um ano teremos condições para dizer aos investidores que podem começar a construir”, avança o autarca eleito pelo PSD. A pretensão do executivo camarário passa por atrair e facilitar a instalação de empresas, procurando sectores de mão-de-obra qualificada que permita fixar os jovens do concelho, mas também atrair jovens de outros municípios.

Encontrando-se Arganil num território com densidade populacional reduzida, muito do trabalho e do empenho da autarquia vai no sentido de tornar o concelho mais apelativo, apresentando respostas aos cidadãos. “Temos feito o que está ao nosso alcance para afirmar a atratividade do território, criando condições para que as pessoas se fixem e usufruam da melhor qualidade de vida possível no concelho”, salienta o presidente da Câmara, aludindo ao pacote de benefícios fiscais previstos pela autarquia que beneficiam munícipes (taxa mínima de IMI e devolução dos 5% de IRS aos cidadãos) e empresas (derrama de 0% sobre o lucro das empresas).

Para reforçar o papel de Arganil no contexto regional, não só como espaço habitacional qualificado mas também, e sobretudo, no que diz respeito à oferta de espaços de atividade económica estruturados e qualificados, a autarquia conta com a privilegiada localização geográfica do parque empresarial da Relvinha, que se apresenta já como o principal motor de desenvolvimento económico do município. “A proximidade e a relação funcional existente e evidente entre o Parque Industrial da Relvinha e a vila de Arganil, bem como a presença da

EN342-4 e a proximidade ao nó do IC6, constituem fatores de atração que fundamentam e evidenciam o caráter estratégico da localização deste espaço de atividades económicas”.

O projeto de ampliação das infraestruturas da zona industrial da relvinha, que deverá ficar terminado em 2021, prevê a construção de um sistema integrado de drenagem de águas pluviais; a criação de 23 lotes e instalação de rede de infraestruturas, tais como redes de abastecimento de água, rede de saneamento, energia elétrica, rede para alimentação de gás e telecomunicações; a construção da rede viária; a instalação de sinalização e tratamento paisagístico.

Anterior Saúde: Alexandrino rejeita que acordo com a FAAD seja “famigerado”. “Abençoado acordo”, contrapõe
Seguinte Câmara de Seia e juntas de freguesia distribuem cabazes de Natal a famílias carenciadas

Notícias Relacionadas

Última Hora

EXPOH foi palco de ação de sensibilização ambiental

Ontem, dia 24, a EXPOH – Feira Regional de Oliveira do Hospital foi  palco da ação de sensibilização ambiental “Cada coisa no seu lugar”, …

Educação

Município de Oliveira do Hospital oferece fruta aos alunos

O Município de Oliveira do Hospital vai oferecer fruta, ao longo de todo o ano letivo, a todos os alunos do pré-escolar e do 1.º CEB do Agrupamento de Escolas

Região

13 estrangeiros identificados em situação irregular na região Centro

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) anunciou hoje ter identificado 50 cidadãos de nacionalidade estrangeira na zona do Centro do país, 13 dos quais com situação documental irregular em

Informação

FCOH volta a liderar o campeonato após deslize do Condeixa

O Futebol Clube de Oliveira do Hospital (FCOH) voltou à liderança do Campeonato da Divisão de Honra da Associação de Futebol de Coimbra após vencer o Vinha Rainha por duas

Informação

ADIBER assinou protocolo que beneficia a Beira Serra em mais de 2,1 milhões de Euros

A ADIBER  assinou, em Mangualde, o Protocolo de Articulação Funcional com a Autoridade de Gestão do PDR2020, que permite à região da Beira Serra …

Região

O verão está a chegar e a chuva também

A chuva regressa a partir desta segunda-feira a Portugal continental, mas com temperaturas que podem chegar aos 30 graus Celsius nas regiões do Alentejo, …

Destaque

OHá+Saúde: Oliveira do Hospital vai comparticipar medicamentos a pessoas com carência económica

O Município de Oliveira do Hospital vai proceder, a partir do dia 1 de janeiro de 2020, à comparticipação de medicamentos a pessoas que se encontrem “em situação de carência

Cultura

34º Festival de Folclore de Lagares da Beira é uma “mostra de usos, costumes e tradições de cada região”

O Rancho Folclórico e Cultural de Lagares da Beira promove amanhã, dia 17 de agosto, o 34º Festival Folclore, em Lagares da Beira, com a participação de cinco ranchos. Trata-se

Informação

18 detenções, 509 infrações e 60 acidentes no distrito de Coimbra

O Comando Territorial de Coimbra procedeu, de 17 a 23 de julho, a várias operações, no distrito de Coimbra, como a prevenção e o combate à criminalidade violenta e a

Região

Mil e quinhentos seniores participaram em convívio concelhio

O Município de Seia voltou a proporcionar um dia de lazer e convívio aos idosos e pensionistas do concelho, com a realização de mais uma edição do Convívio Sénior,…

Última Hora

“15 Memórias do Fogo” presente no Buenos Aires Web Festival

A WebSerie 15 Memórias do Fogo acaba de ser selecionada para o Buenos Aires Web Festival. A obra dos jovens realizadores Rodrigo Oliveira e Tiago Cerveira, naturais de Arganil e

Informação

ASAE apreende vinho premium falsificado à venda online

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica, através da sua Unidade Nacional de Informações e Investigação Criminal (UNIIC), desenvolveu, nos últimos meses,…