Moradora queixa-se de ruído de bar na cidade de Oliveira do Hospital
5 Setembro, 2019 7631 visualizações

Moradora queixa-se de ruído de bar na cidade de Oliveira do Hospital

image_pdfimage_print

Uma moradora na cidade de Oliveira do Hospital foi, esta manhã, à reunião pública do Município queixar-se do ruído…

… que resulta de um bar localizado próximo da casa onde reside. Maria da Piedade disse ser uma mulher “tolerante”, mas considerou que a “paciência tem limites”.

Mãe de um “filho autista e que precisa de descanso”, a moradora entende que outros valores se levantam, razão pela qual na última noite solicitou a intervenção da GNR, já que “eram 3h49 da manhã e ainda se encontrava de pé”. Esta manhã, a mulher disse ser “muito tolerante e paciente, mas que a esta altura está exaurida e exausta”.

Na reunião do Município de Oliveira do Hospital, Maria da Piedade apelou ao executivo para que faça uma avaliação acústica nos bares e casa dos condóminos e uma revisão do horário de licenciamento. “Aquilo não pode estar aberto até às 2h00 da manhã, porque se propaga até às 4h00 e 5h00. É preciso avaliar esse impacto nocivo para a saúde”, referiu a moradora.

Maria da Piedade já tinha feito uma comunicação à Câmara Municipal, que segundo referiu, deu resposta às questões de higiene e das beatas, mas não se referiu ao ruído. José Carlos Alexandrino, presidente do MOH não se mostrou surpreendido com a queixa de Maria da Piedade na reunião de hoje, lendo mesmo o e-mail que ontem, dia 4, dirigiu ao comandante da GNR tendo em vista uma maior fiscalização no que respeita ao encerramento dos bares na horário estipulado (2h00, mais meia hora de tolerância).


O autarca adiantou que o Município tem aprovado de forma excecional (no Natal, na Páscoa, por exemplo) o alargamento do horário. “Temos sempre mantido o horário das 2h00, já que tem havido pressão dos bares para alargamento do horário”, referiu. Segundo o autarca, Maria  da Piedade não é a única a queixar-se, motivo pelo qual já solicitou à GNR uma maior fiscalização. Para o autarca verifica-se “um abuso”.

Sobre esta matéria, João Paulo Albuquerque, vereador do PSD, verificou que se os bares deixarem de poder estar abertos até às 2h, se acaba com a noite em Oliveira do Hospital, tal como já aconteceu em Seia e Nelas, por exemplo. Para o vereador, “sempre houve bares e condóminos e sempre houve soluções”, questionando a moradora se os ruídos saíam do bar ou aconteciam no exterior. Maria da Piedade, chegou a exemplificar os ruídos e a compará-los com tambores, mais parecendo “estamos em África”. “Ninguém consegue dormir”, frisou. Albuquerque notou que mesmo que se mantenha o horário, “o ruído tem que acabar”, já que “há soluções para isto, seja forçando o proprietário a fazer isolamento sonoro, ou a baixar o volume”.

José Carlos Alexandrino referiu ainda que o bar em questão não é o único que o preocupa. “Há muitos bares que me preocupam”, referiu o autarca, informando que a GNR tem aplicado coimas mas só relativas ao incumprimento dos horários. Mostrou-se igualmente preocupado com a ocorrência de “altercações entre jovens”.

Anterior Viseu: Queria destruir ninho de vespas mas acabou por provocar incêndio florestal
Seguinte SMS preventivo de risco de incêndio chegou a cerca de 6 milhões de pessoas

Notícias Relacionadas

Informação

Desporto de fim-de-semana

O Futebol Clube de Oliveira do Hospital (FCOH) , a competir no Campeonato de Divisão de Honra da Associação de Futebol de Coimbra, vai jogar em casa, este domingo, frente

Região

Câmara de Oliveira do Hospital lança obras de 5,5 milhões de Euros (com áudios)

O Executivo Municipal de Oliveira do Hospital aprovou, esta manhã, o lançamento de empreitada de três obras…

Última Hora

Incêndios: Oliveira do Hospital é o concelho com mais projetos aprovados para recuperação de empresas

À data de 21 de dezembro de 2017 o concelho de Oliveira do Hospital era o que contava com mais projetos aprovados para a recuperação de empresas afetadas pelos incêndios

Última Hora

Fim-de-semana com calor mas com céu nublado e aguaceiros

Este fim-de-semana os termómetros não vão registar descida das temperaturas, mas o céu apresentará períodos de céu muito nublado e aguaceiros.

Última Hora

Leiria: Colisão entre veículo ligeiro e motociclo provoca um morto

Um homem morreu, hoje, na sequência da colisão entre um veículo ligeiro de passageiros e um motociclo no IC2, em Leiria.

Última Hora

Pombal: Intoxicação alimentar leva oito pessoas ao hospital

Oito pessoas sofreram, ontem, uma intoxicação alimentar no restaurante de um parque aquático de Pombal.

Última Hora

Greve em protesto contra amianto fechou escola em Taveiro

Uma paralisação em protesto contra o amianto existente na escola básica (EB) de 2.º e 3.º ciclos de Taveiro, Coimbra, levou hoje…

Informação

Feliciano da Silva lançou novo livro de poesia: “O Meu Lindo Jardim Florido” (Com áudio)

Foi mais uma vez rodeado de muitos amigos e familiares que Feliciano da Silva lançou o seu quinto livro de poesia, uma obra editada pelo autor e com a parceria

Informação

Alice Espingarda não baixa os braços após o 15 de outubro “impossível de esquecer”

Os incêndios de 15 de outubro deixaram rastos e muitos relatos para contar. Passadas três semanas da tragédia, Alice Espingarda relembra a fatídica noite em que, …

Desporto

Conheça o calendário desportivo do fim-de-semana

O Futebol Clube de Oliveira do Hospital e a Associação Desportiva Nogueirense disputam, este domingo, 7 de abril, pelas 16h00, a 29ª jornada da Série C do Campeonato Nacional.

Informação

Maioria dos idosos vítimas de alegada intoxicação em lar já teve alta

A maioria dos 24 idosos hospitalizados na segunda-feira por uma alegada intoxicação alimentar num lar de Condeixa-a-Nova, no distrito de Coimbra, já regressou à instituição.

Região

Chuva coloca seis distritos sob aviso amarelo. É esperada trovoada e granizo

Seis distritos do continente estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de chuva ou aguaceiros, temporariamente fortes e acompanhados de trovoada, …