Médicos do Centro acusam ministério de criar “uma selva” na contratação
1 Fevereiro, 2018 1635 visualizações

Médicos do Centro acusam ministério de criar “uma selva” na contratação

image_pdfimage_print

O presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos, Carlos Cortes, considerou hoje que o Ministério da Saúde está a criar “uma selva, sem regras e sem critérios” para a contratação de médicos.

Segundo Carlos Cortes, “há hospitais e centros de saúde com situações muito críticas”.

Além de “desrespeitar os concursos normalmente programados, o Ministério da Saúde está a privilegiar alguns hospitais sem qualquer critério, criando assim uma situação de gritante desigualdade entre unidades de saúde e entre médicos, uns esperando por um concurso que nunca mais surge e outros já com um contrato de médico especialista”, lamentou.

Na opinião de Carlos Cortes, “o Ministério da Saúde é o primeiro a prevaricar e introduzir iniquidade entre unidades de saúde”.

“Fica assim demonstrada a total incompetência do Ministério da Saúde na gestão dos recursos humanos, área sem a qual é impossível levar a cabo um adequado desempenho do Serviço Nacional de Saúde (SNS)”, acrescentou.

A estrutura da Ordem dos Médicos considera que o Ministério da Saúde tem “dois pesos e duas medidas”, porque “para alguns hospitais e centros de saúde permite a contratação de médicos fora do âmbito dos concursos normalmente previstos e, para outros casos, não autoriza esse procedimento”.

A isto soma-se o facto de continuar “a protelar os concursos dos 710 médicos recém-especialistas (dos quais 234 médicos da região Centro) que concluíram o internato de especialidade em 2017” e de, recentemente, ter permitido um “vergonhoso processo concursal manchado de ilegalidade”, em que médicos sem especialidade podem substituir médicos de família, acrescenta.

Com o objetivo de conhecer a realidade, a Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos contactou os 234 médicos da região Centro que concluíram o internato de especialidade no ano passado, por correio eletrónico e telefonicamente.

“Os resultados demonstram o estado atual do SNS e a desesperança destes recursos humanos de excelência”, considera.

Segundo a Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos, “65% ainda aguardam por concurso, 6% abandonaram o SNS e estão no setor privado, 28% foram colocados através de contratação direta”.

“Nove em cada 10 médicos opõe-se frontalmente à proposta do ministro da Saúde para a fusão dos dois concursos previstos para 2017 e que ainda não se realizaram”, acrescenta.

Anterior Mulher ferida com gravidade em atropelamento em Coimbra
Seguinte Presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital reúne com o Ministro da Saúde

Notícias Relacionadas

Última Hora

ASAE apreende cerca de 1 300 brinquedos e instaura 27 processos em Operação Brincar

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), atenta ao início da quadra natalícia, realizou, nas primeiras semanas de novembro, uma operação de fiscalização, a nível nacional,…

Última Hora

Acidente sem feridos na Catraia de S. Paio

Um acidente ocorrido esta manhã, pelas 09h00, entre duas viaturas ligeiras não causou feridos. A colisão verificou-se na Catraia de S. Paio, na principal via de acesso…

Região

Incêndio em autocarro não causou feridos em Coimbra

Um autocarro incendiou-se na manhã desta quinta-feira numa estrada municipal em Coimbra, informou fonte do Comando Distrital de Operações e Socorro (CDOS). 

Nacional

50 Concelhos de dez distritos em risco máximo de incêndio

Mais de meia centena de concelhos de dez distritos de Portugal continental apresentam hoje risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Última Hora

“Ca$h Resto Z€ro” com olhar sobre o “Dia T” e a Gala do Desporto

Em mais um “Ca$h Resto Z€ro” na Rádio Boa Nova, Vítor Neves convida a um olhar sobre a atualidade nos EUA e centra-se na Gala do Desporto realizada em Oliveira

Nacional

Alunos dos 11.º e 12.º poderão escolher exames nacionais que querem fazer

Os estudantes do 11.º e 12.º anos poderão escolher os exames nacionais que querem fazer de acordo com as disciplinas específicas pedidas pelas instituições do ensino superior a que se…

Última Hora

Oliveira do Hospital: Mais de 37 mil pessoas usufruíram das bibliotecas no último ano

A utilização da Biblioteca Municipal de Oliveira do Hospital e da Biblioteca/Ludoteca de Lagares da Beira resultou, no último ano, em números “nunca antes alcançados”. No total foram 37 026

Desporto

5ª Etapa da Volta a Portugal teve início em Oliveira do Hospital

Às 13h10 desta segunda feira, 5 de agosto, cumpriu-se o calendário de arranque da 5ª Etapa da 81ª Volta a Portugal em Bicicleta, em Oliveira do Hospital.

Última Hora

Nelas apoia construção do lar de Santar com 250 mil Euros

A Câmara Municipal de Nelas aprovou o apoio financeiro de 250 mil Euros para a construção do Lar e do Centro de Dia de Santar, em obra desde Maio passado

Última Hora

Covid-19: Hospital da FAAD já realizou cerca de 250 testes sorológicos (com vídeo)

O Hospital da Fundação Aurélio Amaro Diniz (FAAD) já realizou, até ao momento, cerca de 250 testes sorológicos de despistagem à Covid-19.

Última Hora

José Carlos Alexandrino volta a ser candidato à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital

O atual presidente de Câmara Municipal de Oliveira do Hospital é recandidato a um terceiro mandato para aquele órgão. A confirmação foi avançada pela própria Federação de Coimbra do PS.

Última Hora

Está prevista a chuva, mas o calor continua

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê para hoje, no continente, céu pouco nublado, apresentando períodos de maior nebulosidade no litoral oeste até final da manhã.