Hóquei Patins: “Temos um projeto que vai ser extremamente produtivo para a modalidade” (com vídeo)

A marcar o início da nova época desportiva na secção de hóquei patins do Futebol Clube de Oliveira do Hospital (FCOH), está o “espírito de família” e a ambição para alcançar “os melhores resultados”.

Jorge Gouveia, novo diretor da secção, eleito para o próximo biénio, à Rádio Boa Nova referiu que “foi equacionado um projeto para dar seguimento a um trabalho que tem vindo a ser feito no clube, nomeadamente nesta modalidade e na patinagem artística.

O facto de a secção contar com cerca de 150 atletas, desde escolinhas, benjamins, escolares, sub-13, sub-15, sub-19, seniores e patinagem artística, é prova de que “as zonas do interior” conseguem elevar, com dignidade, a modalidade.

“Temos um projeto para este biénio que, entendemos nós, vai ser extremamente produtivo para a modalidade”, afirmou Jorge Gouveia.

Neste momento, esta secção do FCOH tem “uma grande fragilidade em termos de atletas”. “Temos que pensar que a modalidade sofreu alterações neste último ano”, afirmou o responsável, referindo-se às modificações realizadas por parte da Federação Portuguesa de Patinagem, que provocaram “oscilações” em clubes. “Houve, inclusivamente, clubes que deixaram de ter atletas e escalões. No nosso caso, conseguimos manter os escalões, à exceção do sub-17 porque subimos a sub-19”, deu conta.

Na modalidade de hóquei patins, participam 98 atletas que, entre vários escalões, lutam pela melhor classificação nos Campeonatos Regionais e no Campeonato Nacional de Seniores.

A esta altura, Jorge Gouveia revelou à Rádio Boa Nova que a direção está a “fazer uma aposta muito grande na iniciação e na formação” para combater a lacuna de saída de jogadores no futuro, aquando do ingresso ao ensino superior.

“Vamos estar coesos, com espírito de equipa, para que consigamos sair todos com bons resultados e, acima de tudo, criar um espírito de família no hóquei”, defendeu.

Quanto à subida de divisão da equipa sénior, Jorge Gouveia afirma que “o sonho faz parte do ser humano”. “Acredito nos atletas. Acredito na vontade que eles têm em dar um bom contributo. São atletas esforçados e, portanto, podemos sonhar em ter um bom resultado”, afirmou.

De olhos postos nesta nova época que agora se inicia, o novo diretor da secção apela a toda a população “a ir cada vez mais ao pavilhão e puxar pelos atletas”. “É importante esta massa associativa”, concluiu.