Governo sugere eventos de empresas no Interior para relançar turismo
26 Outubro, 2017 825 visualizações

Governo sugere eventos de empresas no Interior para relançar turismo

image_pdfimage_print

A secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, apelou ontem às empresas para realizarem reuniões e outras iniciativas nos concelhos mais afetados…

… pelos incêndios, contribuindo para o relançamento do setor turístico no Interior.

“Os equipamentos já cá estão”, realçou Ana Mendes Godinho à agência Lusa, em Oliveira do Hospital, durante uma visita a este município do distrito de Coimbra para se inteirar dos danos que os incêndios de dia 15 causaram nas atividades turísticas.

O momento, segundo a governante, “é de mobilização e de olhar para o futuro”, face à necessidade de “promover o que de bom tem esta região”, com dezenas de unidades hoteleiras construídas nos últimos anos, parques de campismo, montanhas, rios e praias fluviais, além de paisagens únicas e gastronomia diversificada.

Na sua opinião, importa agora que as autarquias, o Governo, demais entidades públicas e operadores “trabalhem em conjunto para não haver tempo perdido em candidaturas para a frente e para trás”.

Ontem, a secretária de Estado do Turismo foi “ver no local o impacto dos incêndios”, com visitas a Pampilhosa da Serra, Tábua e Oliveira do Hospital, na companhia de autarcas destes concelhos, com os quais procurou envolver os privados “no passo seguinte”.

“É necessário repor rapidamente as condições da atividade turística”, com ponderação da “intervenção prioritária no terreno”, disse.

Para Ana Mendes Godinho, devem ser “promovidos de forma mais eficaz os produtos que existem nesta zona, já a olhar para o futuro”.

O Governo entende que o novo calendário de eventos para os diferentes municípios da região Centro afetados pelos incêndios deste ano deverá, se possível, ir mais longe e “pôr as atividades turísticas a funcionar ainda melhor” do que no passado recente.

Na visita à região, Ana Mendes Godinho foi acompanhada também pelo presidente da Entidade Regional de Turismo do Centro, Pedro Machado.

As centenas de incêndios que deflagraram no dia 15, o pior dia de fogos do ano, segundo as autoridades, provocaram 45 mortos e cerca de 70 feridos, perto de uma dezena dos quais graves.

Os fogos obrigaram a evacuar localidades, a realojar as populações e a cortar o trânsito em dezenas de estradas, sobretudo nas regiões Norte e Centro.

Esta é a segunda situação mais grave de incêndios com mortos em Portugal, depois de Pedrógão Grande, em junho deste ano, em que um fogo alastrou a outros municípios e provocou, segundo a contabilização oficial, 64 vítimas mortais e mais de 250 feridos. Registou-se ainda a morte de uma mulher que foi atropelada quando fugia deste fogo.

Anterior Secretário de Estado das Florestas anuncia criação de unidades especiais de combate aos incêndios e comando único para sapadores
Seguinte Exército começou a entregar comida aos animais em Oliveira do Hospital

Notícias Relacionadas

Sociedade

Virgílio Ribeiro & Costa “ganha força” com nova e moderna exposição de mobiliário

A empresa Virgílio Ribeiro & Costa, de Oliveira do Hospital, inaugura no próximo sábado, 18 de junho, o renovado espaço de venda ao público, apostando numa ampla…

Informação

Restaurantes e bares de Oliveira do Hospital com horário alargado no Natal e Ano Novo

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital (CMOH) deliberou conceder um alargamento do horário de funcionamento, …

Última Hora

PJ deteve casal suspeito do crime de abuso sexual de crianças

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, identificou e constituiu arguidos quatro pessoas, dois homens e duas mulheres,…

Última Hora

Inglês morreu em ida ao mar na praia de Mira

Um cidadão inglês morreu afogado na Praia de Mira, esta segunda-feira de manhã. A mulher só se apercebeu do sucedido cerca de uma hora e meia depois, quando averiguou o

Informação

ASAE apreendeu cerca de 400 artigos de carnaval

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu cerca de 400 artigos de Carnaval, designadamente disfarces de adulto e criança,…

Destaque

COVID-19: Empresas de confeção suspendem laboração em Oliveira do Hospital

Pelo menos quatro empresas da área têxtil/confeção do concelho de Oliveira do Hospital já decidiram  suspender a laboração devido à pandemia do Covid-19.

Educação

EPTO FUTUROS: “Em Portugal estima-se que morram, por ano, seis mil pessoas à custa da poluição” alerta Francisco Ferreira

“Mobilidade com Ambiente” foi o grande tema de mais uma conferência EPTO FUTUROS, realizada ontem, que juntou especialistas da área…

Última Hora

Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital distinguiu alunos com diplomas de mérito

Na passada sexta feira, dia 16 de setembro, decorreu no pavilhão gimnodesportivo da escola sede do Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital (AEOH)…

Última Hora

FCOH: “Estamos a um passo de cumprir o objetivo da época”

O Futebol Clube de Oliveira do Hospital (FCOH) está a “um passo” de se sagrar campeão da Divisão de Honra da Associação de Futebol de Coimbra (AFC) e de subir

Desporto

Desporto de fim de semana

No basquetebol o Sampaense não joga este fim de semana e vai na próxima jornada deslocar-se ao Benfica (26Nov) Os campeonatos nacionais estão parados este fim de semana devido aos

Sociedade

Risco máximo de incêndio em sete concelhos de quatro distritos do país

Sete concelhos dos distritos Faro, Portalegre, Santarém e Castelo Branco apresentam hoje um risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Sociedade

S. Gião é a nova praia fluvial classificada no concelho de Oliveira do Hospital

Oliveira do Hospital conta, este ano, com mais uma praia fluvial classificada: S. Gião. Com a classificação publicada em Diário da República, sobe para quatro o número de praias fluviais