Governo só apoiou um décimo das segundas habitações atingidas pelas chamas em 2017
22 Maio, 2019 743 visualizações

Governo só apoiou um décimo das segundas habitações atingidas pelas chamas em 2017

image_pdfimage_print

No total, os grandes incêndios de 2017 destruíram mais de mil casas, a maioria na região Centro, mas a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro só recebeu candidaturas para reconstruir 90 habitações, revela a TSF.

Apenas quatro das cerca de 30 autarquias afetadas pelos grandes incêndios de 2017 concorreram ao programa do Governo para apoiar a reconstrução de segundas habitações.

Pampilhosa da Serra, Góis, Castanheira de Pera e Pedrógão Grande: foram as únicas autarquias que entregaram candidaturas à Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Centro para ter acesso ao empréstimo do Fundo de Apoio Municipal (FAM) que permite comparticipar parte das obras de reconstrução das segundas habitações afetadas pelos fogos de 2017.

À TSF a CCDR do Centro confirmou que só deu luz verde à reconstrução de 90 destas casas, embora tenham ardido mais de mil em 2017. Na prática, apenas estas quatro câmaras aproveitaram o mecanismo de apoio criado pelo Governo através do recurso ao FAM, sendo o empréstimo contraído independente da dívida corrente dos municípios.

Em Santa Comba Dão arderam 140 casas, mas a câmara só recebeu seis candidaturas. O presidente Leonel Gouveia lembra que muitos proprietários não têm hipótese nem interesse em investir.

Também a câmara de Tondela, que recebeu 30 candidaturas num total de 150 casas afetadas, deixou passar a data. Apesar de o prazo oficial ter terminado a 30 de abril e ter sido alargado três vezes, o autarca José António Jesus diz que foi difícil cumprir as metas devido a questões burocráticas.

Ao contrário de outras autarquias, Oliveira do Hospital não se candidatou ao empréstimo para comparticipar a reconstrução das segundas habitações. O Presidente José Carlos Alexandrino diz que o orçamento municipal consegue suportar a despesa mas, caso precisasse, não teria recorrido porque o apoio do Governo tem poucas vantagens: “Nós não temos necessidade de ir ao FAM porque até teríamos hipótese de fazer endividamento com melhor taxa de juro na banca comercial.”

Depois dos incêndios de 2017, o primeiro-ministro tinha salientado a importância das segundas habitações para manter vivo o Interior do país, tendo em conta os vínculos sociais e económicos ao território.

Quase dois anos depois, o autarca de Arganil, Luís Paulo Lopes, lamenta que o mecanismo de apoio criado pelo Governo tenha “empurrado” a despesa para cima das câmaras e dos proprietários.

 

Anterior Região: Acidente de viação provocou um morto
Seguinte Região Centro absorveu 5 ,1 mil milhões de euros de fundos europeus

Notícias Relacionadas

Nacional

Está apresentado o Troféu Rally Regional Centro (TRRC) 2017,que conta já na sua sexta edição.

Foi o Salão Nobre da Câmara Municipal de Penela que recebeu a apresentação oficial do Troféu Rally Regional Centro (TRRC) 2017,que conta já na sua sexta edição. No exterior do Município

Informação

FCOH reage através de comunicado a “insinuações e alguma desinformação” após o ultimo jogo do Campeonato que ditou a descida do clube oliveirense.

O jogo da última jornada do Campeonato de Portugal Prio que se realizou no Estádio Municipal de Oliveira do Hospital frente ao Pampilhosa, que terminou com o empate 1-1 e com

Informação

Região Centro cumpre metas da Vacinação com percentagens de 96%

As metas do Programa Nacional de Vacinação (PNV) estão a ser cumpridas no Centro do país, com percentagens iguais ou superiores a 96%, …

Informação

Ministro da Economia na inauguração da Festa do Queijo Serra da Estrela de Oliveira do Hospital

  A 26.ª edição da Festa do Queijo Serra da Estrela de Oliveira do Hospital que abre portas este sábado, 11 de março, será inaugurada pelo Ministro da Economia, Manuel

Última Hora

Líder do PS Arganil nomeado assessor do secretário de Estado da Agricultura

O presidente da Comissão Política Concelhia do PS de Arganil, Fernando Vale foi nomeado assessor do secretário de Estado da Agricultura. Fernando Vale é engenheiro florestal e, à data da

Informação

Seia recebe 4ª prova da Taça de Portugal de Maratonas BTT (XCM)

O concelho de Seia recebe este domingo, dia 30 de julho, a Maratona de Seia / XCM Aldeias de Montanha, prova pontuável para o ranking da Taça de Portugal XCM,…

Informação

Quinze detenções e 69 acidentes na última semana no distrito de Coimbra

Na semana de 21 a 27 de março, no âmbito de um conjunto de operações que visaram a prevenção e combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras,…

Última Hora

AD Nogueirense preparado para a nova época 2016/2017 e apresenta-se aos sócios esta terça feira 19h30

A.D.Nogueirense – Época 2016/2017   –   Plantel Sénior Treinador: Rui Vale Treinador Adj.: António Torres Treinador GR: Miguel Menezes Massagista: Paulo Rodrigues Guarda-Redes: – Pedro Rolo (Ex. Junior) – Zé Miguel (Renovação)

Informação

Aqua Village Health Resort & SPA ganha Prémio Cinco Estrelas Regiões pelo segundo ano consecutivo

O Aqua Village Health Resort & SPA, considerado o melhor resort de luxo para famílias da Europa, ganhou pelo segundo ano consecutivo o Prémio Cinco Estrelas Regiões (2019), na categoria

Informação

João Galamba vem a Oliveira do Hospital debater o Orçamento de Estado para 2016

O deputado na Assembleia da República, pelo círculo eleitoral de Coimbra, João Galamba é o principal orador do debate sobre o Orçamento do Estado para 2016 que vai decorrer em

Última Hora

Restaurantes e bares de Oliveira do Hospital com horário alargado no Natal

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital deliberou conceder um alargamento do horário de funcionamento, nesta quadra festiva de Natal e Ano Novo, …

Informação

Tondela: Homem detido por ter ateado seis focos de incêndio florestal

A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Centro, com a colaboração da GNR de Santa Comba Dão, deteve um homem, de 51 anos, desempregado, pela presumível prática do crime de incêndio