GNR registou 628 infrações no controlo do Nemátodo da Madeira do Pinheiro
8 Janeiro, 2019 910 visualizações

GNR registou 628 infrações no controlo do Nemátodo da Madeira do Pinheiro

image_pdfimage_print

No último ano, a GNR registou um total de 628 infrações no transporte de plantas coníferas, madeiras e seus derivados, no âmbito da operação “Resina 2018”, com o objetivo de controlar a dispersão do Nemátodo da Madeira do Pinheiro (NMP).

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, a GNR refere que o “NMP é um dos organismos com maior potencial destrutivo para a floresta de coníferas, ou seja, o pinheiro bravo, e tem sido responsável por fortes limitações ao comércio internacional de madeira, sendo considerado um organismo prejudicial para a União Europeia (EU) e listado como organismo de quarentena pela Organização Europeia do Mediterrâneo”.

Através do Serviço de Proteção da Natureza e Ambiente (SEPNA), a GNR atuou na verificação do cumprimento das restrições à circulação daquele maeriale no controlo da documentação legalmente obrigatória, como o manifesto, passaporte fitossanitário e marcação do material de embalagem. “A referida marcação é efetuada a tinta ou a fogo, e deve, permanentemente, estar legível e colocada em local visível, a qual atesta o tratamento a que a madeira foi sujeita”, refere.

Em 2018, a GNR fiscalizou 24 115 veículos que transportavam material de coníferas, tais como paletes, tábuas, barrotes, troncos, plantas, estilha (restos triturados) e outros derivados, tendo sido detetadas 628 infrações, das quais se destacam: 583 por marcação ilegível da madeira, principalmente ao nível das paletes, que atesta o tratamento da mesma para eliminação da doença; 34 por ausência total de marcação e quatro por falta de passaporte fitossanitário, obrigatório para o movimento da madeira.

Segundo a GNR, nas situações em que o transporte do material se destina ao território continental, os infratores estão sujeitos a coimas que, caso se trate de pessoas singulares ou de pessoas coletivas, podem atingir o valor de 2 500 a 25 000 euros, respetivamente. Nas infrações detetadas, em que o material conífero se destina a outros países, o valor máximo das coimas pode variar entre os 3 700 e os 44 000 euros, dependendo se se trata de pessoa singular ou coletiva.

Anterior Fundão: Fogo com origem em queimada provocou um morto
Seguinte Frio acentua-se com descida da temperatura máxima

Notícias Relacionadas

Informação

Cidade de Oliveira do Hospital “encheu-se” de gente com o regresso do Downtown Nocturno

Passados oito anos o Downtown Nocturno regressou a Oliveira do Hospital e foi motivo para que muitas centenas de pessoas mostrassem o interesse por este tipo de prova.

Informação

Covid-19: Beiras e Serra da Estrela avança para aquisição conjunta de material de proteção

Os municípios da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIM-BSE) decidiram estabelecer procedimentos para aquisição conjunta de equipamentos de proteção e de saúde…

Informação

Câmara de Góis vai construir Parque Municipal

A Câmara de Góis vai avançar com a construção do Parque Municipal de Góis. A autarquia já assinou o Auto de Consignação com a empresa QT Civil – Engenharia e

Informação

Fogos de outubro de 2017 foram fenómeno inédito e com falhas no combate

Os incêndios de outubro de 2017 na região Centro constituíram um fenómeno inédito, resultante da conjugação de fatores meteorológicos, mas a Comissão Técnica Independente (CTI) também concluiu que houve falhas

Última Hora

FAAD recorre a “sms” e “emails” para alertas de consultas, exames e cirurgias

O Hospital da Fundação de Aurélio Amaro Diniz, em Oliveira do Hospital,  vai privilegiar as novas tecnologias para os alertas de realização de consultas, exames auxiliares de diagnóstico e intervenções

Educação

Município de Oliveira do Hospital atribuiu 50 mil euros em bolsas de estudo para o ensino superior

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital volta a apoiar os alunos economicamente carenciados do concelho que frequentam estabelecimentos de ensino superior público.

Região

Turismo Centro de Portugal recebeu prémio em Espanha

O Turismo Centro de Portugal (TCP) recebeu ontem mais uma prestigiante distinção, no decorrer da 2ª edição dos Prémios de Turismo da Extremadura “Gente Viajera”.

Região

Projeto quer criar ecopontos para resíduos florestais em Viseu

O promotor da central de biomassa de Viseu quer criar ecopontos para resíduos florestais nas 25 freguesias do concelho, com as receitas a reverterem a favor das autarquias, informou o

Politica

Ana Abrunhosa defendeu Coesão Territorial no Dia do Município de Oliveira do Hospital. Primeiro Ministro quer que seja Ministra da Coesão Territorial

Ana Maria Pereira Abrunhosa até agora presidente da Comissão de Coordenação de Desenvolvimento Regional do Centro viu ontem o seu nome ser proposto pelo ministro António Costa para Ministra da

Desporto

São Romão acolhe 1º Festival de Patinagem Artística

A secção de patinagem artística do Seia Futebol Clube organiza amanhã, dia 16 de junho, o 1º Festival de Patinagem Artística.

Última Hora

Covid-19 já fez 435 mortos em Portugal e há 15.472 infetados

A Direção-Geral da Saúde (DGS) revela, no boletim epidemiológico, que a Covid-19 já fez 435 mortos, um aumento de 26 mortes em 24 horas, o que reflete uma taxa 6,36%. Há ainda

Informação

Encontro de Janeiras em São Paio de Gramaços

No próximo domingo, 13 de janeiro, pelas 15h30, realiza-se um Encontro de Janeiras, na Igreja Matriz de São Paio de Gramaços, no concelho de Oliveira do Hospital.