Fundo Revita analisa hoje processos da reconstrução de casas em Pedrógão
7 Setembro, 2018 725 visualizações

Fundo Revita analisa hoje processos da reconstrução de casas em Pedrógão

image_pdfimage_print

A Comissão Técnica do Revita (órgão gestor dos fundos de apoio à reconstrução das casas afetadas pelo grande incêndio de junho de 2017) vai reunir-se esta sexta-feira, às 14:30, nas instalações da Associação Pinhais do Zêzere.

A iniciativa é da Câmara Municipal de Pedrógão Grande, que convocou o encontro “na sequência de notícias várias apontando suspeita de irregularidades em processos concernentes à reconstrução de algumas habitações”.

A comissão técnica do Revita integra elementos designados pelos presidentes das câmaras municipais de Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande, elementos da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) e elementos da Unidade de Missão para a Valorização do Interior.

Em causa, está o inquérito aberto em julho pelo Ministério Público para investigar irregularidades na reconstrução de casas afetadas pelo incêndio de junho de 2017, após reportagem da revista Visão.

A 30 de agosto, a presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), Ana Abrunhosa, disse aos jornalistas que já foram remetidos ao Ministério Público 21 processos no âmbito de alegadas irregularidades na reconstrução de habitações.

De acordo com as reportagens da Visão e, posteriormente, da TVI, há casas que terão sido classificadas como de primeira habitação quando eram de segunda habitação ou estavam simplesmente abandonadas e degradadas.

O incêndio que deflagrou em junho de 2017 em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, e alastrou a concelhos vizinhos, provocou 66 mortos e mais de 250 feridos, sete dos quais graves, e destruiu meio milhar de casas, 261 das quais habitações permanentes, e 50 empresas.

O Fundo Revita, criado pelo Governo para apoiar as populações e a revitalização das áreas afetadas pelos incêndios de junho de 2017, recebeu o contributo de 61 entidades, com donativos em dinheiro, em bens e em prestação de serviços.

Os donativos em dinheiro rondam os 4,4 milhões de euros, a que se juntam 2,5 milhões de euros disponibilizados pelo Ministério da Solidariedade e da Segurança Social, apurou o relatório do Fundo Revita.

De acordo com os últimos dados do Fundo Revita, estão concluídos os trabalhos de reconstrução de 160 das 261 casas de primeira habitação afetadas pelos incêndios de junho de 2017, encontrando-se ainda em obras 101 habitações.

Anterior PJ deteve suspeito de pornografia de menores em Gouveia
Seguinte Grupo de Voluntariado Comunitário realizou sorteio a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro (com áudio)

Notícias Relacionadas

Informação

Cristiano Ronaldo eleito melhor do Mundo em 2016

Cristiano Ronaldo, que já ganhou a Bola de Ouro da revista France Football, recebeu ontem o seu quarto troféu de melhor jogador do mundo, num ano em que conquistou …

Informação

Praia fluvial de Avô entre as melhores de Portugal

A praia fluvial de Avô, no concelho de Oliveira do Hospital integra o top 10 das melhores praias fluviais de Portugal.

Informação

Hospitais de Coimbra curaram 307 doentes de Hepatite C desde 2015

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) já curou 307 doentes de Hepatite C no último ano e meio no âmbito do programa de erradicação da doença.

Destaque

Mulher morreu horas depois de ter sido atropelada pelo próprio carro em Oliveira do Hospital

Uma mulher de 72 anos morreu, ontem, no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, depois de ter sido colhida pelo próprio carro, à entrada da garagem, na cidade de Oliveira

Informação

Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital promoveu intercâmbio com Rozenberg School (com vídeo)

O Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital promoveu intercâmbio com Rozenberg School (Bélgica), acolhendo alunos…

Região

Mais de dois milhões de euros para valorização dos queijos da Região Centro

Quinze entidades vão desenvolver um projeto para a valorização de três queijos da Região Centro, num investimento superior a dois milhões de euros e que prevê a criação de uma

Última Hora

SIRESP vai colocar 451 antenas até maio

A Rede de Emergência de Comunicações do Estado (SIRESP) vai colocar 451 antenas satélite, a partir de março, nas áreas consideradas de risco de incêndio este ano, anunciou hoje o

Última Hora

Altice inicia em Seia a apresentação do projeto de infraestruturação de fibra ótica na Serra da Estrela

O Presidente Executivo da Altice Portugal, Alexandre Fonseca, apresenta amanhã (10 de fevereiro), em Seia, no decorrer de um almoço com empresários, autarcas e demais instituições locais, …

Informação

«Racismo e a Não discriminação» esteve em debate na Cerâmica Arganilense

O auditório da antiga Cerâmica Arganilense acolheu, no dia 23 de novembro, o evento cultural “Racismo e a Não-Discriminação”, promovido pelo Município de Arganil,…

Última Hora

Mais de 30 concelhos de nove distritos em risco máximo de incêndio

Mais de 30 concelhos de nove distritos de Portugal continental estão hoje em risco ‘máximo’ de incêndio, de acordo com informação do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Informação

País: Dois feridos em incêndio na nova fábrica da “Kayaks Nelo”

Um incêndio nas futuras instalações da empresa Nelo, na EN13, na freguesia de Fajozes, em Vila do Conde, esta sexta-feira de manhã, causou dois feridos ligeiros.

Programas

“Centro TV” em destaque no “Espaço BLC3”

Em mais um “Espaço BLC3- Ciência no Interior” a conversa acontece esta terça-feira, pelas 19h00, com Paulo Leitão, promotor do projeto “Centro TV”. A Centro TV é um projeto inovador