Força da população marcou o 1.º aniversário dos fogos de Pedrógão
18 Junho, 2018 948 visualizações

Força da população marcou o 1.º aniversário dos fogos de Pedrógão

image_pdfimage_print

A confiança de responsáveis políticos e religiosos na força das populações e no futuro da região interior afetada pelo incêndio que eclodiu há um ano em Pedrógão Grande, marcou as celebrações do primeiro aniversário da tragédia.

O Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa, que esteve em Castanheira de Pera e Pedrógão Grande, distrito de Leiria, no fim de semana, sublinhou ontem, à entrada da missa de homenagem às vítimas, que existe na região uma “mistura de que é feita a vida” e, se considerou importante o passado que não se pode esquecer, “é mais importante o futuro”, disse o chefe de Estado.

Marcelo argumentou ainda que “todos”, nos dias de hoje, estão a tentar construir “mais coesão, para haver menos desigualdade entre os diferentes ‘Portugais'”, depois de no sábado, em Castanheira de Pera, ter afiançado que uma das grandes lições a retirar do incêndio que deflagrou há um ano em Pedrógão Grande e que provou 66 vítimas mortais e mais de 250 feridos foi o despertar de um “Portugal metropolitano” em relação aos ‘Portugais’ desconhecidos.

Já o primeiro-ministro António Costa, que participou na missa de homenagem em Pedrógão Grande, realçou a capacidade de resiliência e de superação das populações, considerando que são “uma força inspiradora”.

António Costa destacou também a capacidade de reconstrução na região afetada pelo grande incêndio de Pedrógão Grande e lembrou que apenas três pessoas não tiveram vontade de reconstruir as suas casas de primeira habitação e que a generalidade das empresas afetadas decidiu avançar com a reposição do potencial produtivo. ´

Por seu turno, o bispo da Diocese de Coimbra, Virgílio Antunes, enalteceu na sua homilia a “fortaleza interior” e a força da esperança da população afetada pelos incêndios de Pedrógão Grande.

As cerimónias e outras iniciativas  serviram, igualmente, para vários alertas, desde logo um, do primeiro-ministro António Costa, que defendeu que o país tem de se habituar “a não aguardar pelas tragédias” para dar importância àquilo que é estrutural, elegendo a floresta e o interior como prioridades.

António Costa sublinhou que o desafio é “para muitos anos”, visto que a revitalização do interior e a reforma florestal serão matérias que levarão “o seu tempo”, face ao território extenso e “muito abandonado” do interior.

lusa.pt

Anterior Morreu mulher atropelada em Coimbra
Seguinte Oliveira do Hospital lembra César de Oliveira por ocasião dos 20 anos da sua morte

Notícias Relacionadas

Informação

Terminou o Campeonato de Portugal Prio para o FCOH, enquanto o Nogueirense tem agora de disputar o play-off de despromoção.

Foi uma jornada de má memória para as duas equipas do concelho. O FCOH que acreditou até ao fim que era possível a manutenção, deitou tudo por terra e acabou

Última Hora

Cáritas Coimbra promove 9ª Campanha de Prevenção de Maus Tratos a Crianças e Jovens

A Cáritas Diocesana de Coimbra promove, uma vez mais, o Laço Azul – Campanha de Prevenção de Maus Tratos a Crianças e Jovens durante o mês de abril.

Informação

Campanha “Vales de Natal” termina a 8 de janeiro

A campanha de Natal – promovida pela ADI – Agência para o Desenvolvimento Integrado de Tábua e Oliveira do Hospital com a parceria dos Municípios de Tábua e de Oliveira

Última Hora

País: Número de casos de sarampo subiu para 66

Foram diagnosticados mais quatro casos de sarampo, elevando para 66 o número de doentes infetados pelo atual surto, segundo a Direção-Geral da Saúde.

Última Hora

GNR deteve homem de 34 anos suspeito de tráfico de droga

Um homem de 34 anos foi detido, na segunda feira, dia 17, na Figueira da Foz, por suspeita de tráfico de droga. A GNR procedeu ainda à apreensão de produto

Última Hora

Viseu: GNR ministra Curso de Investigação às Causas dos Incêndios Florestais

A Guarda Nacional Republicana (GNR), até ao dia 16 de novembro, está a ministrar, em Viseu, o Curso de Investigação às Causas dos Incêndios Florestais.

Última Hora

Mais de 60 concelhos de nove distritos em risco máximo de incêndio

Mais de 60 concelhos de nove distritos de Portugal continental apresentam hoje risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Destaque

PS volta a contar com José Carlos Alexandrino para “uma grande vitória” em Oliveira do Hospital (com áudio)

O PS e José Carlos Alexandrino oficializaram, ontem à tarde, a candidatura à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital de olhos postos numa “grande vitória”.

Última Hora

Atropelamento provoca uma vítima mortal em Idanha-a-Nova

Uma mulher morreu hoje na sequência de um atropelamento por um veículo ligeiro na localidade de Relva, freguesia de Monsanto, no concelho de Idanha-a-Nova.

Informação

Há mais uma pessoa com covid-19 infetada nos hospitais de Coimbra

Subiu para 28 o número de infetados por Covid-19 no concelho de Oliveira do Hospital. O caso mais recente é uma pessoa internada nos hospitais de Coimbra com outras patologias

Última Hora

Gouveia realiza ações de fogo controlado na Serra da Estrela

A Câmara Municipal de Gouveia inicia hoje ações de fogo controlado na Serra da Estrela, que se prolongam até quinta-feira, com o objetivo de aprimorar técnicas e de fomentar o

Informação

Biblioteca promove Jantar Literário com Dr. Francisco Antunes

A Biblioteca/Ludoteca de Lagares da Beira realiza, no próximo dia 10 de maio, o 2º Jantar Literário dedicado e com a participação do Dr. Francisco Antunes.