No Salão Encantu’s o regresso “está a ser bom, mas calmo”. “Não podemos embarcar em facilitismos” (com vídeo)
28 Maio, 2020 1281 visualizações

No Salão Encantu’s o regresso “está a ser bom, mas calmo”. “Não podemos embarcar em facilitismos” (com vídeo)

image_pdfimage_print

Joana Ribeiro, conhecida cabeleireira da cidade de Oliveira do Hospital, reabriu a porta do seu salão no dia 4 de maio. Passados 24 dias, a jovem cabeleireira conta à Rádio Boa Nova que “está a ser um regresso bom, mas calmo”.

O conhecido salão Encantu’s fechou as portas no dia 14 de março devido à pandemia Covid-19. Joana Ribeiro contou os dias em que ficou confinada. Foram 52 dias. Por isso, desenganem-se os que pensavam que, na reabertura, o salão iria estar cheio de clientes. “Tinha que ser com conta, peso e medida, porque senão deitava por água abaixo aqueles 52 dias”, referiu a jovem cabeleireira à Rádio Boa Nova.

Durante aqueles 52 dias, Joana “tinha muita vontade de trabalhar, quer pelo gosto, quer pela necessidade. Sentia muita falta da parte social que o meu trabalho engloba”.

Agora, de porta aberta, “vai havendo trabalho, mas ainda não há aquela afluência, porque há muita gente em teletrabalho e ainda não tiveram a necessidade de retocar o cabelo ou fazer as unhas”.

Porém, falar em trabalho é falar “em cautela” e “marcações”.

Até agora, Joana Ribeiro, refere que “está  a ser um regresso bom, mas calmo”.  “Noto que transmito segurança. Sempre primei muito pelos pormenores decorativos e levei tudo para casa, para ser mais fácil a desinfecção do espaço. O objetivo é direcionar para o cuidado e desinfeção”, referiu a proprietária do Salão Encantu’s que, se antes “já tinha cuidados” com a esterilização e desifeção dos materiais, agora teve preocupação de se informar melhor com pessoas na área, para poder corresponder. Referiu que “na área da estética”, em que também realiza muitos trabalhos e demorados  “reduzi os equipamentos e coloquei um acrílico”.

No Salão Encantu’s só é permitida a presença de duas pessoas, “preferencialmente uma” e, todas as clientes “têm sido compreensivas ao nível do uso da máscara”. “Eu uso sempre máscara e as clientes também usam sempre e desinfetam as mãos à chegada e saída. As pessoas estão a colaborar muito bem”, explicou.

Quanto ao futuro, Joana Ribeiro espera que, efectivamente, “consigamos retomar a normalidade possível”. “Se cada um fizer a sua parte bem feita, já está bom. Não podemos embarcar em facilitismos. O que eu tenho medo é dos aglomerados. É por isso que faço as marcações”, concluiu, assegurando ter condições de segurança para receber as suas clientes no salão que é facilmente arejado, porque conta com duas entradas de ar.

Anterior Oliveira do Hospital tem mais 200 desempregados. Alexandrino receia desemprego em “catadupa”
Seguinte Portugal regista 1.369 mortos e 31.596 infetados por Covid-19

Notícias Relacionadas

Cultura

FACIT 2019 pretende “promover as empresas e as freguesias”

O Município de Tábua, em parceria com a ADI- Agência para o Desenvolvimento Integrado de Tábua e Oliveira do Hospital, apresentou, na passada terça-feira, o cartaz referente à Feira Agrícola,

Educação

LPCC implementa projeto piloto “Os Super Saudáveis” no Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital

O Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro (NRC-LPCC) apresentou, ontem, o projeto pioneiro de “intervenção primária”…

Região

Dois feridos em colisão no IC2 em Albergaria-a-Velha

Uma colisão entre um camião e um carro no IC2, na Branca, Albergaria-a-Velha, provocou, na manhã desta sexta-feira, dois feridos.

Região

Município de Penacova melhora rede escolar com a construção da nova EB1 de Figueira de Lorvão

O Município de Penacova vai avançar com a construção do novo Centro Educativo de Figueira de Lorvão. A assinatura do Auto de Consignação da Empreitada…

Informação

Organização Mundial de Saúde declara coronavírus como uma pandemia

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou na tarde desta quarta-feira que o novo coronavírus (o Covid-19) é uma pandemia.

Última Hora

Coimbra com 45 dias de festa em Programa de Natal e Fim de Ano

Coimbra prepara-se para receber a quinta edição do programa “Luzes Sobre a Baixa”, com início dia 1 de dezembro, que pretende assinalar a época natalícia, ao longo de 45 dias.

Sociedade

Desfile de Carnaval sai às ruas de Seixo da Beira este domingo

O desfile de Carnaval sai às ruas da freguesia de Seixo da Beira já este domingo, dia 3 de março.

Informação

Marchas Populares de Oliveira do Hospital foram uma grande “manifestação cultural” (com vídeo)

O Parque do Mandanelho de Oliveira do Hospital foi palco, no sábado, dia 22 de junho, de uma das “grandes noites” do concelho: as Marchas Populares. Para o presidente do

Informação

António Loureiro reflete em livro sobre “Fracasso e Misericórdia no Matrimónio”

“Fracasso e Misericórdia no Matrimónio” é o nome do novo livro de António Loureiro, pároco de Oliveira do Hospital. Um tema sobre o qual se propôs refletir …

Região

Pedro Dias assume homicídio de GNR, mas porque levou “murros e pontapés”

Pedro Dias garantiu, esta manhã, que estava com medo e desnorteado na altura em que ocorreram os crimes em Aguiar da Beira.

Última Hora

Câmara de Oliveira do Hospital cria Gabinete de Apoio aos Empresários Afetados pelos Incêndios

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital (CMOH) abre esta quarta-feira, dia 8 de novembro, um Gabinete de Apoio aos Empresários Afetados pelos Incêndios (GAEAI), …

Última Hora

Cáritas Coimbra promove primeira campanha solidária de 2019

A Cáritas Diocesana de Coimbra vai realizar a uma primeira campanha de recolha de produtos de higiene e alimentares de 2019. Esta ação será acolhida …