Entrevista com Carlos Veiga: “A ESTGOH só pode crescer”
15 Abril, 2016 2282 visualizações

Entrevista com Carlos Veiga: “A ESTGOH só pode crescer”

image_pdfimage_print

A formar quadros desde 2001, a Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital (ESTGOH) é cada vez mais uma referência no concelho, na região e no mundo. Frequentada por estudantes de oito nacionalidades, a ESTGOH prepara a abertura de uma nova licenciatura em gestão de bioindústrias e espera atrair cada vez mais alunos.

Pertence ao Instituto Politécnico de Coimbra, mas é em Oliveira do Hospital que a ESTGOH tem vingado desde 2001. E assim deverá continuar. A escola que “tem alunos a trabalhar pelo mundo fora”, quer também formar alunos do mundo que escolheram a ESTGOH para estudar e frequentar Erasmus. Só neste ano, a ESTGOH conta com a presença de alunos de oito nacionalidades, em particular da Índia, vários países de África, Polónia e outras nações. Uma realidade que enche de orgulho o presidente da escola, Carlos Veiga, que está determinado em proporcionar “boas oportunidades” aos alunos que se formam na ESTGOH preparando-os para “este mundo multicultural”.

No trabalho de afirmação da escola insere-se a captação de novos alunos. Os últimos números de admissão de estudantes são animadores para a escola que espera continuar a alargar aquele universo. A realização de um “Dia Aberto” direcionada aos alunos finalistas do ensino secundário e profissional do concelho e da região facilita aquela tarefa. Contribui também “a boa relação” com o tecido empresarial e com as instituições. Razões para que Carlos Veiga, presidente da ESTGOH, considere que “a escola só pode crescer”.

Às três licenciaturas em funcionamento vai-se juntar uma nova licenciatura na área da gestão das bioindústrias, respondendo a escola à estratégia de desenvolvimento regional. Falar em cursos da ESTGOH é também falar em elevadas taxas de empregabilidade. Este ano são cerca de 300 os alunos que frequentam a escola. A estes juntam-se cerca de três dezenas de docentes.

Continuam a faltar as instalações que substituam o edifício que é provisório desde 2001. “Paredes” que, entende Carlos Veiga, não são o mais importante. “Não é por causa das instalações que deixamos de fazer o nosso trabalho. A consolidação da escola passa pelo aumento da comunidade educativa e abertura da escola a outros públicos e à cidade”, refere o responsável que, concorda com a ideia do município de vir a localizar a escola noutro local central da cidade, nomeadamente o edifício da EB1.

Anterior Juventude Popular lamenta “posicionamento impávido” da Câmara e apela a que “tome parte” no problema da Fundação D. Maria Emília Vasconcelos Cabral
Seguinte Jovem oliveirense representa região Centro nas Olimpíadas Portuguesas de Geologia

Notícias Relacionadas

Destaque

Covid-19: Mais duas mortes e 300 novos casos em Portugal

O boletim da Direção-Geral da Saúde, divulgado esta terça-feira, indica que nas últimas 24 horas foram reportados…

Informação

Mais de duas centenas de participantes na 3ª edição do Trail do Colcurinho

Mais de duas centenas de participantes oriundos dos mais diversos pontos do país marcaram presença ontem, dia 21 de outubro, na 3.ª edição do Trail Colcurinho,…

Educação

Oliveira do Hospital promove formação “Oficina do território”

Durante o mês de julho, o Município de Oliveira do Hospital vai promover a formação “Oficina do território: um programa educativo para Oliveira do Hospital” …

Última Hora

Câmara Municipal e Turismo Centro de Portugal reúnem com empresários do setor turístico em Oliveira do Hospital

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital acolhe amanhã, dia 16 de novembro, pelas 15h30, no Salão Nobre dos Paços do Município,…

Última Hora

Covid-19: Centro de Diagnóstico Móvel em Coimbra já está a funcionar

Quase um mês depois de avanços e recuos quanto à data de abertura do Centro de Diagnóstico Móvel (CDM) Covid-19, instalado na Praça da Canção, em Coimbra, o espaço entrou

Última Hora

GNR apreendeu uma caçadeira e 56 cartuchos em investigação por violência doméstica

O Comando Territorial de Coimbra da GNR, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) apreendeu, ontem,…

Região

Região: Ex recluso novamente detido após assaltar sete casas de idosos

A GNR deteve, ontem, um homem com 32 anos, pelo crime de sete furtos qualificados, no concelho de Nelas, distrito de Viseu.

Informação

Covid-19: Portugal regista 989 mortos e 25.045 infetados

Nas últimas 24horas, morreram 16 pessoas devido ao novo coronavírus em Portugal, elevando para 989 o número de vítimas mortais, de acordo com  o boletim epidemiológico desta quinta-feira. 

Última Hora

Mundo: Nobel da Paz para Campanha Internacional para Abolição de Armas Nucleares

O Nobel da Paz de 2017 foi atribuído à Campanha Internacional para a Abolição de Armas Nucleares. A presidente do Comité, Berit Reiss-Andersen, …

Última Hora

PSP de Coimbra apreendeu 675 doses individuais de cocaína e heroína

A PSP de Coimbra anunciou, hoje, a apreensão de 675 doses individuais de cocaína e heroína em sacos de plástico enterrados num vaso de uma esplanada da cidade.

Informação

PJ deteve casal suspeito do crime de abuso sexual de crianças

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, identificou e constituiu arguidos quatro pessoas, dois homens e duas mulheres,…

Informação

Autarca da Figueira da Foz apresenta queixa-crime contra autores de injúrias no Facebook

O presidente da Câmara da Figueira da Foz apresentou queixa-crime contra dois autores de comentários considerados injuriosos feitos no Facebook (uma professora aposenta e um colaborador de uma empresa multinacional, ambos residentes no concelho), na sequência da publicação de