Centenas de escolas fechadas no país devido a manifestação dos trabalhadores em funções públicas

Centenas de escolas de norte a sul do país estão encerradas por causa do pré-aviso de greve emitido pelos dos sindicatos dos trabalhadores em funções públicas…

… para permitir a participação na manifestação marcada para hoje em Lisboa.

Segundo disse à Lusa Artur Sequeira, da Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais, a contabilização exata das escolas não está a ser feita porque o pré-aviso de greve se destina especificamente a permitir a deslocação e participação destes trabalhadores na manifestação nacional.

“Não estamos a fazer nenhuma contagem de escolas pois o pré-aviso de greve é para a deslocação. (…) Tenho a indicação de que há centenas de escolas fechadas, mas não temos uma contagem, pois não era um pré-aviso para encerrar escolas, apesar de muitas encerrarem. Os funcionários para virem à concentração têm de faltar”, explicou.

Centenas de trabalhadores não docentes são esperados nesta manifestação, que decorre a partir das 14h00 em frente ao Ministério da Educação, em Lisboa, e serve para reivindicar a integração de precários e mais funcionários nas escolas.

A estrutura sindical reclama a integração por via excecional, sem concurso, de cerca de dois mil funcionários que reúnem as condições para a vinculação aos quadros do Estado. No local da manifestação será depois aprovada uma resolução para entregar ao ministério.

Os trabalhadores não docentes pretendem também negociar carreiras especiais e assegurar que não ficam na tutela das autarquias, ao abrigo de um processo de descentralização que contestam.