“Valerá a nossa vontade e nossa perseverança para lutar e fazer com que a J.Guerra continue”

“Valerá a nossa vontade e nossa perseverança para lutar e fazer com que a J.Guerra continue”

Prestes assinalar 50 anos de atividade, a empresa J.Guerra tem pela frente a árdua tarefa da recuperação. Há seis meses, o grande incêndio de 15 de outubro provocou a destruição total da unidade de sirgaria e passamanaria,…

… localizada na zona industrial de Oliveira do Hospital, num prejuízo estimado em 15 milhões de Euros.

Paulo e Cláudio Guerra são os rostos da “luta” diária que a empresa tem vindo a travar desde o dia 15 de outubro. “Todos os dias andamos a tentar reabilitar a empresa. Não tem sido fácil”, desabafa Paulo Guerra que, com o irmão, juntam “as peças para poder começar o processo de produção”. A tal obriga o historial da empresa que, neste ano, assinala meio século de existência e que é sinónimo da perseverança do seu fundador, Joaquim Guerra. Em causa está, como lembra Paulo Guerra, uma empresa que “era líder de mercado em passamanaria e sirgaria”. “Tínhamos cerca de 200 artigos diferentes repartidos por 20 ou 30 cores. Agora, nalguns artigos, não estamos a fazer nada. Noutros estamos a fazer um produto. O que é isso? Não podemos ir para a rua”, refere Paulo Guerra, aludindo para aquilo que é a nova realidade da J.Guerra.

As instalações da empresa, cerca de 12 mil metros quadrados, maquinaria, matéria prima e produto acabado ficaram reduzidas a uma amálgama de ferro, chapa e uma imensidão de cinza. Escaparam as viaturas e um edifício de apoio, localizado junto ao portão de entrada.

A “garra” de continuar o projeto de uma vida, levou a administração a adquirir as instalações de uma empresa desativada na Zona Industrial e a começar a laborar. “Ainda continuamos parados. Temos um setor de três ou quatro pessoas a produzir. O que é isto? Tínhamos um leque muito grande de artigos. Agora, ter só um artigo…para nós não é nada”, afirma Cláudio Guerra.

Após o incêndio, a empresa conseguiu segurar, com o apoio do IEFP e Segurança Social, a mão de obra qualificada, num total de quase 50 trabalhadores. “Mas espaço não temos. Não há em Oliveira do Hospital um espaço com 12 mil metros quadrados e também não há máquinas”, refere o jovem empresário. O irmão, Paulo, lembra que as máquinas que a empresa possuía “foram adaptadas e encomendadas por nós”. “Ontem, chegou uma máquina que foi encomendada há cinco meses”, contou, observando o irmão Cláudio que “há máquinas que nunca vamos conseguir comprar”.

Seis meses após o fogo, “a quebra é de 100 por cento”. “Estamos a recomeçar agora, mas não conseguimos fazer face às despesas que temos”, conta Paulo Guerra.

O objetivo, garante Cláudio, é recuperar as instalações ardidas. “Os nosso clientes conhecem a J.Guerra onde ela deixou de existir”, refere, notando porém que o apoio de 85 por cento do Estado é positivo, mas insuficiente já que apenas abrange instalações e maquinaria, mas deixa de fora a matéria prima e não contempla as perdas tidas com o produto acabado. “Estamos com garra. Mas quem perdeu 100 por cento, não vai recuperar 100 por cento” refere.

O prejuízo, após o fogo, é na ordem dos 15 milhões de Euros. A empresa ultima a candidatura destinada à recuperação, com um investimento associado de 10 mil milhões. Desde o dia 15 de outubro, tem valido “ a nossa vontade e nossa perseverança para lutar e fazer com que a J.Guerra continue”, refere Paulo Guerra, certo que tal como até aqui, valerá daqui por diante “o fundador, o nosso pai, que nos tem ajudado demais”.

No fatídico dia, Cláudio Guerra ainda tentou, mas não conseguiu, chegar próximo da empresa já tomada pelo incêndio. Paulo Guerra ficou preso no IP3 e só chegou a Oliveira do Hospital na manhã seguinte. Já nada havia a fazer. Recordam que o último trabalho realizado pela empresa foi para um projeto de decoração na embaixada do Qatar na Alemanha. Outros projetos ficaram em carteira. “Esperamos recuperar esses nichos de mercado”, rematam Paulo e Cláudio Guerra.

image_pdfimage_print
Previous Penacova aposta na gestão de combustível no âmbito da Prevenção e Defesa da Floresta Contra Incêndios
Next Seis meses após o grande incêndio: “Acho que é um luto que eu tenho de fazer, que ainda não fiz, e não sei se algum dia o vou fazer”

Artigos Relacionados

Informação

Região: Mulher de 75 anos morreu em mina

Uma mulher, de 75 anos, foi encontrada esta manhã sem vida numa mina, em Vila Nova de Monsarros, em Anadia, Aveiro, por equipas de socorro e emergência …

Educação

Festival Municipal da Canção realiza-se dia 4 de junho em Oliveira do Hospital

A iniciativa promovida pela  Câmara  de Oliveira do Hospital vai contar com 19 participantes e  14 canções…

Última Hora

 Centro de Portugal volta a ultrapassar o milhão de dormidas

Em junho, o Centro de Portugal confirmou a tendência de crescimento dos últimos meses e registou, pelo segundo mês consecutivo, mais de meio de milhão de dormidas. …

Destaque

Carnaval do Agrupamento de Escolas animou Oliveira do Hospital

Mais de 1400 pessoas, a maioria crianças deram hoje vida a mais um Carnaval do Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital (AEOH) alusivo ao tema “Património Cultural”.

Última Hora

Nelas acolheu “Concurso Municipal de Ideias de Negócio”

“Water4life” de Daniela Matias e João Moura, do Agrupamento de Escolas de Canas de Senhorim, foi a ideia vencedora do Concurso Municipal de Ideias de Negócio, que decorreu ontem, 9

Última Hora

CIM Região de Coimbra reivindica revitalização turística dos territórios afetados pelos incêndios

A CIM Região de Coimbra, em articulação com a tutela do Turismo, vai tomar medidas para a revitalização…

Região

Incêndios voltam a interromper circulação na linha da Beira Alta

A linha ferroviária da Beira Alta encontra-se novamente interrompida, desta vez no troço entre Santa Comba Dão e Carregal do Sal, desde cerca das 14h20 de hoje,…

Última Hora

“Se não for candidato pelo PS não o serei por outra força partidária. A minha carreira política ficará por aqui”

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital escusou-se, há instantes, a responder à questão que lhe foi dirigida por Luís Lagos (CDS PP) sobre uma possível recandidatura ao

Informação

“A Escola e o Meio” na Rádio Boa Nova

No sábado, dia 20 de maio, entre as 19h00 e as 20h00,  foi emitido o 30.º programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do AEOH.

Programas

“A Escola e o Meio” na Rádio Boa Nova

Este sábado, dia 13 de janeiro, entre as 19h00 e as 20h00, é emitido o 13.º e programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do

Nacional

Operação Natal da GNR, terminou com mais acidentes.

Terminou com mais acidentes a operação Natal Tranquilo da GNR. Este ano, entre sexta e domingo, houve 594 acidentes, mais do que em 2015. Por outro lado, foram menos as

Nacional

Chuva mantém-se no fim-de-semana

De acordo com a previsão do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), para esta sexta-feira está previsto, para além da chuva, céu nublado, apresentando-se geralmente muito nublado nas

Sociedade

Dois homens detidos em Coimbra por tráfico de droga

A Polícia Judiciária anunciou hoje a detenção de dois homens, de 35 e 38 anos, em Coimbra, pela presumível autoria do crime de tráfico de estupefacientes.

Última Hora

Educação Ambiental: A qualidade da Água

A qualidade da água é tema em destaque no conjunto de programas de Educação Ambiental promovido pelo Município de Oliveira do Hospital e a Rádio Boa Nova.

Informação

Operação Baco: GNR intensifica fiscalização da condução sob influência de álcool

A Guarda Nacional Republicana (GNR), a partir de amanhã, e até dia 28 de maio, intensifica a fiscalização da condução sob influência de álcool, com o objetivo de prevenir a

Sociedade

Desde o início do ano ocorreram cinco incêndios em habitações em Oliveira do Hospital. No distrito foram 120

No período de 1 de janeiro a 26 de março deste ano ocorreram cinco incêndios urbanos no concelho de Oliveira do Hospital, menos três do que em 2015 …

Destaque

Oliveira do Hospital assinalou dia da tolerância com “Cassador de Muros” e críticas a Donald Trump

Oliveira do Hospital assinalou ontem o Dia Internacional da Tolerância com a apresentação do livro “O Cassador de Muros” de Ana Filomena Amaral.

Informação

Sentido sismo de magnitude 2,8 na zona de Góis

Um sismo de magnitude 2,8 (escala de Richter) e cujo epicentro se localizou a cerca de seis quilómetros a norte-nordeste da Pampilhosa da Serra foi sentido no domingo, informou o

Informação

Incêndio em Andorinha combatido por 250 bombeiros e sete meios aéreos está em fase de resolução

Um incêndio florestal, na localidade de Andorinha, na freguesia de Travanca de Lagos, no concelho de Oliveira do Hospital, que teve início pelas 14h05 desta quinta feira está já em

Última Hora

 GNR apreendeu armas de fogo

O Comando Territorial de Coimbra da GNR, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE), apreendeu no dia 26 de fevereiro, …

Destaque

Homem morreu após ter sido encontrado inconsciente em terreno agrícola de Fiais da Beira

Um homem foi, ontem ao final da tarde, encontrado inconsciente num terreno agrícola em Fiais da Beira, acabando por ser confirmado o óbito no Centro de Saúde de Oliveira do

Região

Lembraças de artesanato em exposição de Natal no Município de Góis

  O Município de Góis está a promover uma exposição coletiva de natal,…

Última Hora

“Família e Menores” de regresso ao Tribunal de Oliveira do Hospital (com vídeo)

Os processos de Família e Menores vão passar a ser julgados no Tribunal de Oliveira do Hospital, que passa a ser designado Juízo de Competência Genérica, informou hoje o Ministério

Informação

Morreu Nicolau Breyner

Morreu Nicolau Breyner. Ator e realizador tinha 75 anos de idade e faleceu, esta segunda-feira, após um ataque cardíaco, avança a TVI 24. João Nicolau de Melo Breyner Lopes, de