“Valerá a nossa vontade e nossa perseverança para lutar e fazer com que a J.Guerra continue”
13 Abril, 2018 1032 Views

“Valerá a nossa vontade e nossa perseverança para lutar e fazer com que a J.Guerra continue”

Prestes assinalar 50 anos de atividade, a empresa J.Guerra tem pela frente a árdua tarefa da recuperação. Há seis meses, o grande incêndio de 15 de outubro provocou a destruição total da unidade de sirgaria e passamanaria,…

… localizada na zona industrial de Oliveira do Hospital, num prejuízo estimado em 15 milhões de Euros.

Paulo e Cláudio Guerra são os rostos da “luta” diária que a empresa tem vindo a travar desde o dia 15 de outubro. “Todos os dias andamos a tentar reabilitar a empresa. Não tem sido fácil”, desabafa Paulo Guerra que, com o irmão, juntam “as peças para poder começar o processo de produção”. A tal obriga o historial da empresa que, neste ano, assinala meio século de existência e que é sinónimo da perseverança do seu fundador, Joaquim Guerra. Em causa está, como lembra Paulo Guerra, uma empresa que “era líder de mercado em passamanaria e sirgaria”. “Tínhamos cerca de 200 artigos diferentes repartidos por 20 ou 30 cores. Agora, nalguns artigos, não estamos a fazer nada. Noutros estamos a fazer um produto. O que é isso? Não podemos ir para a rua”, refere Paulo Guerra, aludindo para aquilo que é a nova realidade da J.Guerra.

As instalações da empresa, cerca de 12 mil metros quadrados, maquinaria, matéria prima e produto acabado ficaram reduzidas a uma amálgama de ferro, chapa e uma imensidão de cinza. Escaparam as viaturas e um edifício de apoio, localizado junto ao portão de entrada.

A “garra” de continuar o projeto de uma vida, levou a administração a adquirir as instalações de uma empresa desativada na Zona Industrial e a começar a laborar. “Ainda continuamos parados. Temos um setor de três ou quatro pessoas a produzir. O que é isto? Tínhamos um leque muito grande de artigos. Agora, ter só um artigo…para nós não é nada”, afirma Cláudio Guerra.

Após o incêndio, a empresa conseguiu segurar, com o apoio do IEFP e Segurança Social, a mão de obra qualificada, num total de quase 50 trabalhadores. “Mas espaço não temos. Não há em Oliveira do Hospital um espaço com 12 mil metros quadrados e também não há máquinas”, refere o jovem empresário. O irmão, Paulo, lembra que as máquinas que a empresa possuía “foram adaptadas e encomendadas por nós”. “Ontem, chegou uma máquina que foi encomendada há cinco meses”, contou, observando o irmão Cláudio que “há máquinas que nunca vamos conseguir comprar”.

Seis meses após o fogo, “a quebra é de 100 por cento”. “Estamos a recomeçar agora, mas não conseguimos fazer face às despesas que temos”, conta Paulo Guerra.

O objetivo, garante Cláudio, é recuperar as instalações ardidas. “Os nosso clientes conhecem a J.Guerra onde ela deixou de existir”, refere, notando porém que o apoio de 85 por cento do Estado é positivo, mas insuficiente já que apenas abrange instalações e maquinaria, mas deixa de fora a matéria prima e não contempla as perdas tidas com o produto acabado. “Estamos com garra. Mas quem perdeu 100 por cento, não vai recuperar 100 por cento” refere.

O prejuízo, após o fogo, é na ordem dos 15 milhões de Euros. A empresa ultima a candidatura destinada à recuperação, com um investimento associado de 10 mil milhões. Desde o dia 15 de outubro, tem valido “ a nossa vontade e nossa perseverança para lutar e fazer com que a J.Guerra continue”, refere Paulo Guerra, certo que tal como até aqui, valerá daqui por diante “o fundador, o nosso pai, que nos tem ajudado demais”.

No fatídico dia, Cláudio Guerra ainda tentou, mas não conseguiu, chegar próximo da empresa já tomada pelo incêndio. Paulo Guerra ficou preso no IP3 e só chegou a Oliveira do Hospital na manhã seguinte. Já nada havia a fazer. Recordam que o último trabalho realizado pela empresa foi para um projeto de decoração na embaixada do Qatar na Alemanha. Outros projetos ficaram em carteira. “Esperamos recuperar esses nichos de mercado”, rematam Paulo e Cláudio Guerra.

image_pdfimage_print
Previous Penacova aposta na gestão de combustível no âmbito da Prevenção e Defesa da Floresta Contra Incêndios
Next Seis meses após o grande incêndio: “Acho que é um luto que eu tenho de fazer, que ainda não fiz, e não sei se algum dia o vou fazer”

Artigos Relacionados

Última Hora

Filme Promocional do Centro de Portugal ganhou mais um prémio internacional

Um filme promocional do Turismo Centro de Portugal juntou mais um prestigiante prémio internacional à sua coleção. Poucas semanas depois de ter recebido um “Silver Screen”….

Última Hora

Rodrigues Gonçalves anunciou que não se vai recandidatar por “perda de confiança” do Partido Socialista  (Notícias atualizada)

António Rodrigues Gonçalves, presidente da Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital, comunicou na sexta feira ter colocado…

Última Hora

Incêndios: Um quinto dos agricultores afetados apresentou pedidos de pagamento. Outros admitem desistir

Passados sete meses do término das candidaturas para o apoio aos incêndios de 15 de outubro de 2017, cerca de um quinto dos agricultores (19%) com prejuízos acima dos cinco

Última Hora

Faleceu o diretor do jornal “ A Comarca de Arganil”

O diretor do jornal “ A Comarca de Arganil”, António Lopes Machado faleceu hoje, aos 90 anos, no hospital Egas Moniz, em Lisboa, onde se encontrava internado devido ao agravamento

Última Hora

Rafael Reis é o primeiro camisola amarela na Volta a Portugal

O português Rafael Reis, da Caja Rural, é o primeiro camisola amarela da 80.ª edição da Volta a Portugal em bicicleta, pela vitória desta quarta-feira no prólogo de Setúbal,…

Sociedade

Última hora: António Guterres aclamado como secretário-geral da ONU

Actualização:  António Guterres foi esta tarde indicado por aclamação, como secretário-geral das Nações Unidas, após a votação do Conselho de Segurança da ONU. Agora só falta a votação final da Assembleia-Geral da

Opinião

Ca$h Resto Z€ro com olhar sobre as autárquicas de 1 de outubro

De regresso à Rádio Boa Nova, com o habitual espaço de opinião “Ca$h Resto Z€ro”, Vítor Neves olha esta sexta-feira as eleições autárquicas do próximo dia 1 de outubro.

Região

Multiópticas abriu em Oliveira do Hospital

O início do novo ano marcou a abertura da loja Multiópticas na cidade de Oliveira do Hospital. Localizada na Rua do Colégio, em pleno centro da cidade, a loja espera

Última Hora

Pedrógão Grande: um ano após o incêndio o “inferno continua”

Um ano após os incêndios que tiraram a vida a 66 pessoas, o presidente da Câmara Municipal de Pedrógão Grande faz um balanço que “nem é positivo, nem é negativo

Última Hora

Associação de Vítimas contra desvalorização da agricultura nas ajudas do Estado

A Associação das Vítimas do Maior Incêndio de Sempre em Portugal (AVMISP) rejeita a “discriminação nos apoios” à recuperação da economia do Interior, …

Região

Dois detidos na Guarda e no Sabugal por posse de várias armas

Esquadra de Investigação Criminal da PSP da Guarda deteve dois indivíduos por recetação e posse de armas proibidas.

Informação

Coimbra: Acidente no IC2 provoca dois feridos graves

Um carro despistou-se, ao início desta tarde, no IC2 no sentido sul-norte antes da saída para o Hospital dos Covões, em Coimbra.

Última Hora

Faleceu o Comendador Valentim Morais, natural de Avô

Valentim Gonçalves Morais nasceu a 4 de Setembro de 1930 em Avô, Oliveira do Hospital. Muito jovem rumou para Lisboa onde nos anos 60 adquiriu uma pequena gráfica, a Mirandela

Última Hora

ANCOSE promove Centro de Recria para “não deixar extinguir a raça bordaleira”

O incêndio de 15 de outubro provocou a morte de mais de cerca de cinco mil animais no concelho de Oliveira do Hospital e a ANCOSE estima que, na região

Última Hora

Concelho de Arganil recebe apoio para recuperação das casas ardidas

O Município de Arganil oficializou, ontem, a atribuição do primeiro apoio destinado à recuperação das habitações afetadas pelo incêndio de 15 de outubro…

Destaque

Volta a Portugal do Futuro vai ter subida ao Monte do Colcurinho no dia 6 de setembro

A Volta a Portugal do Futuro, uma competição carismática desde 1992, conta, este ano, com uma chegada ao Monte do Colcurinho, no concelho de Oliveira do Hospital.

Sociedade

Seia promove Simpósio sobre Envelhecimento Ativo

No próximo dia 27 de janeiro, entre as 9h00 e as 16h30, o CISE – Centro de Interpretação da Serra da Estrela,em Seia,  acolhe o I Simpósio sobre Envelhecimento Ativo.

Sociedade

Encontro sénior juntou 450 idosos em Oliveira do Hospital

Ontem cumpriu-se o habitual encontro sénior em Oliveira do Hospital que juntou perto de milhar de utentes das várias instituições do concelho num “convívio” destinado a assinalar a quadra natalícia.

Politica

António Costa inaugura a BLC3 no próximo sábado

O Primeiro Ministro António Costa visita no próximo sábado, dia 27 de maio, o concelho de Oliveira do Hospital onde deverá proceder à inauguração da BLC3.

Região

Colocação da primeira pedra da “Escola de Todos Nós” em Midões

Decorre amanhã, dia 6 de fevereiro, às 15h00, a cerimónia de colocação da “Primeira Pedra”, que marca o início das obras de reabilitação do Infantário de Midões, em Tábua, três

Última Hora

EPTOLIVA promoveu Semana e Concurso de Leitura

Decorreu na EPTOLIVA – Escola Profissional de Oliveira do Hospital, Tábua e Arganil, entre os dias 5 e 9 de março, a Semana da Leitura, destacada por um conjunto de

Última Hora

S. Sebastião da Feira renova galardão de “praia acessível”

A Praia Fluvial de S. Sebastião da Feira, no concelho de Oliveira do Hospital, hasteou esta tarde a bandeira de “praia acessível”, renovando o galardão pelo segundo ano consecutivo.

Informação

Oliveira do Hospital prestou homenagem às vítimas

O Município de Oliveira do Hospital prestou homenagem às vítimas mortais dos incêndios do dia 15 de Outubro… 

Informação

Oliveira do Hospital fecha 2015 com saldo positivo de 1,3 milhões de Euros

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital fechou as contas de 2015 com um saldo positivo de 1,3 milhões de Euros. As contas foram aprovadas, na última reunião do executivo