Serra da Estrela é candidata a Património Agrícola Mundial

Serra da Estrela é candidata a Património Agrícola Mundial

image_pdfimage_print

A Organização das Nações Unidas Para a Alimentação e Agricultura (FAO) considera a Serra da Estrela como “um ponto onde Portugal se encontra” e, por isso, é candidata ao programa de Sistemas Importantes do Património Agrícola Mundial (SIPAM).

A FAO, que se fez acompanhar por uma delegação chinesa de Zhagana, no passado fim-de-semana ao concelho de Oliveira do Hospital, procedeu à assinatura de um acordo de cooperação com a CIM Região de Coimbra que é candidata à Capital Europeia da Gastronomia 2021.

Os SIPAM, aos quais a região da Serra da Estrela se candidata, pretendem contribuir para a sua preservação dinâmica e a sua valorização.

Na cerimónia de assinatura deste acordo, que decorreu no passado sábado, no Stroganov Hotel, em Fiais da Beira, Francisco Sarmento, representante da FAO em Portugal, afirmou que “hoje estamos particularmente mais ocupados para saber como é que alimentamos este planeta de forma saudável” e considera que este “é o grande desafio”.

 

“Iniciativas como esta de Coimbra, ou até a classificação de sistemas agrícolas, dá-nos uma oportunidade de começar a construir o futuro”, referiu. Para Francisco Sarmento, o facto de “o Ministério da Saúde gastar entre 60 a 70 por cento dos seus orçamentos a tratar de doenças derivadas do padrão alimentar, põe em causa o próprio sistema de saúde pública”. O responsável afirmou que é impensável “voltar ao passado” e, para isso, “temos de valorizar o conhecimento tradicional associado a estes a estes sistemas agrícolas”.

Quanto à candidatura da Serra da Estrela, o representante da FAO em Portugal considera que esta é o “ponto onde Portugal se encontra” e, por isso, “tudo será feito para apoiar este projeto para que chegue a bom porto”.

Por sua vez, João Ataíde, presidente da CIM Região de Coimbra, fez questão de adiantar que “a CIM Região de Coimbra apresenta-se como colaboradora da Organização das Nações Unidas Para a Alimentação e Agricultura”. “A FAO escolheu e elegeu este local e toda a orla da Serra da Estrela como sítio de eleição para o plano da sustentabilidade da alimentação, o que quer dizer que a gastronomia e a alimentação vêm diretamente da terra de uma forma saudável e numa relação muito direta entre o Homem e o seu enquadramento geográfico. Vamos colaborar com a FAO para aquilo que for necessário em termos de apresentação do território. O que o júri elegeu como sendo um grande fator de majoração foi precisamente o plano de sustentabilidade e a relação entre a nossa alimentação tradicional e os locais”, concluiu.

Para José Francisco Rolo, vice-presidente do Município de Oliveira do Hospital, foi uma “honra receber esta iniciativa porque marca o início de um processo e dá um novo fôlego a um projeto que participámos desde a primeira hora que é o Coimbra- Região Europeia da Gastronomia 2021, onde temos envolvidos vários operadores na área da restauração”. “Este projeto permite valorizar a gastronomia local e elevar os patamares de qualidade de segurança alimentar”, adiantou.

Beatriz Cruz (jornalista estagiária)

Previous Cristina Costa, investigadora na área da micologia, é convidada do Espaço BLC3- Ciência no Interior
Next “SOS ARGANIL” promove nova ação de reflorestação

Artigos Relacionados

Última Hora

Alexandrino quer voltar a ver JI com “10, 15 ou 20 alunos”. Autarca prepara arranque de novo centro escolar na cidade (com vídeo)

O Jardim de Infância (JI) de Alvôco de Várzeas foi, esta manhã, o local escolhido pelo Município de Oliveira do hospital para assinalar o arranque do novo ano escolar.

Informação

Marchas Populares em Lagares da Beira

No próximo sábado, 29 de junho, realizam-se as Marchas Populares em Lagares da Beira, no Largo da Feira.

Desporto

FCOH segue em frente na Taça AFC e Sampaense perdeu em casa

O FCOH deslocou-se ao Penelense para disputar a 2ª eliminatória da Taça AFC. Foi preciso o prolongamento para decidir quem seguia em frente e foi o Oliveira do Hospital que

Desporto

Resultados desportivos do fim-de-semana

O Futebol Clube de Oliveira do Hospital (FCOH) venceu, ontem, o Fátima por 2-0, em jogo antecipado da 16ª jornada da Série C do Campeonato Nacional.

Região

Edifício da Biblioteca Municipal de Seia vai ser requalificado

O edifício da Biblioteca Municipal de Seia vai ser objeto de reabilitação, um investimento global de 160.673,89 €, anunciou a autarquia em comunicado. “Este é o terceiro edifício a ser

Informação

Conselho Estratégico Nacional do PSD reúne amanhã em Coimbra

O Conselho Estratégico Nacional do PSD para a área da Justiça, sob a Coordenação Nacional de Licínio Lopes Martins, organiza…

Última Hora

Seis meses após o grande incêndio: “Acho que é um luto que eu tenho de fazer, que ainda não fiz, e não sei se algum dia o vou fazer”

Faz amanhã seis meses, exatamente num domingo, que Hélder Correia, de 59 anos, viu o fogo consumir o que construiu a vida toda.

Informação

Abertas as inscrições para Escola de Pastores na região

Decorrem até 23 de agosto as inscrições para a Escola de Pastores, uma das ações no âmbito do Programa de Valorização do Queijo da Região Centro,…

Informação

Município de Penacova em combate contra “vespas invasoras”

O Município de Penacova, no âmbito do protocolo estabelecido com a RefCast e, em linha com o determinado no Plano de Ação Nacional para controlo do inseto Dryocosmus kuriphilus,…

Última Hora

Jovens estrangeiros querem atrair mais pessoas para a região do Pinhal Interior

Com o projecto Wildings, um grupo de jovens quer atrair mais pessoas para a região do Pinhal Interior. Para isso, têm um site, uma websérie e, em breve, um guia

Informação

Mário Patrão no pódio do Campeonato Nacional de Rally Raid

Depois de ter conquistado, na semana passada, o título de Campeão Nacional TT3 no Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, Mário Patrão subiu, este fim-de-semana, ao terceiro lugar do pódio da quarta

Destaque

José Carlos Alexandrino não se “conforma” com a desigualdade nos apoios para agricultores lesados dos incêndios

Passados quase sete meses do grande incêndio de 15 de outubro que assolou o concelho de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, presidente do Município, continua a reivindicar por melhores