Série documental “15 memórias do fogo” dá voz às vítimas dos fogos de outubro

Série documental “15 memórias do fogo” dá voz às vítimas dos fogos de outubro

image_pdfimage_print

A ‘websérie’ documental “15 memórias do fogo” estreia-se no domingo, com o objetivo de contar 15 histórias em torno dos fogos de outubro de 2017, para dar voz e visibilidade às pessoas afetadas.

O projeto é da autoria de Tiago Cerveira e Rodrigo Oliveira, oriundos de Oliveira do Hospital e Arganil, respetivamente, que decidiram avançar com a ‘websérie’ documental, feita sem quaisquer apoios, como uma forma de “não deixar esquecer a tragédia” e também dar voz aos anseios das pessoas afetadas, contaTiago Cerveira.

Na série documental, a memória do que foi o 15 de outubro é como se fosse “a cabeça do polvo”, o ponto de partida de cada um dos testemunhos para depois se falar de consequências económicas, sociais e psicológicas ou sobre perspetivas de futuro, disse.

Em “15 memórias do fogo”, há a história de um jovem de 34 anos que se salva das chamas quando decide ir atrás de um javali à procura de uma zona não queimada, mas também relatos centrados nas consequências.

“Há relatos de pessoas que precisam de ajuda, outras de apoio psicológico, porque, acima de tudo, está uma crise social instalada. Isto não foi mais um incêndio”, sublinha Tiago Cerveira.

Daí falarem com um jovem agricultor que produzia azeite biológico e que viu hectares de olivais centenários ardidos, ou com uma pessoa que perdeu a casa de habitação.

“Há empresas completamente dizimadas, pessoas com uma reforma pequena que perderam tudo e que nunca mais vão recuperar”, frisa Tiago Cerveira, considerando que o desamparo e a desesperança acabam por ser transversais aos relatos e histórias que foram ouvindo.

Para o fotógrafo Tiago Cerveira, na série não se procuram “fazer histórias do coitadinho”, antes dar voz às pessoas e garantir que a tragédia de outubro não fica esquecida.

“É o nosso contributo, para não se esquecerem de nós”, mostrando “histórias onde a imprensa também não chegou”, vincou.

A série tem episódios de cinco a sete minutos (todos legendados em inglês) e vai sair um de 15 em 15 dias, no ‘site’ www.15memoriasdofogo.pt, bem como nas redes sociais Facebook, Youtube e Vimeo.

Tiago Cerveira, fotógrafo e realizador, é o responsável pelo projeto de vídeo e fotografia sobre a Serra da Estrela e a Beira Serra “O Meio e a Gente”, e o designer Rodrigo Oliveira é presidente da SOS Arganil, associação criada após os incêndios de outubro.

lusa

Previous "Ataques" levam Luís Lagos a deixar lugar de deputado na Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital
Next Estradas na Serra da Estrela cortadas devido à queda de neve

Artigos Relacionados

Informação

Rádio Boa Nova entrevista os candidatos à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital. Candidato do PSD recusa participar

A Rádio Boa Nova inicia amanhã, dia 19 de setembro, o conjunto de entrevistas aos candidatos à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital …

Sociedade

Esta semana as temperaturas vão subir. Há risco elevado de incêndio no sul do país

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje no continente céu pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de maior nebulosidade nas regiões Norte e Centro, com

Última Hora

Medidas de apoio às populações afetadas pelos incêndios de junho entram hoje em vigor

A lei que estabelece as medidas de apoio às vítimas dos incêndios florestais de junho na região Centro e de reforço da prevenção e combate foi publicada…

Politica

PSD está contra a atribuição da medalha de Ouro à presidente da CCDRC

A Comissão Política de Secção do PSD de Oliveira do Hospital reforça, em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, a oposição à atribuição da medalha de Ouro à presidente …

Região

“Pedimos apoio igual. Há muitas pessoas que estão a ficar para trás” (com áudio)

Passados quatros meses desde o grande incêndio de 15 de outubro, a Associação de Vítimas do Maior Incêndio de Sempre em Portugal (AVMISP) insiste no tratamento “igual” para com os

Última Hora

Mulher encontrada morta após incêndio na Guarda

Uma mulher, cuja idade ainda não foi possível apurar, foi encontrada morta, esta quinta-feira numa habitação localizada no Sabugal, na Guarda.

Última Hora

Ana Paula Abreu, investigadora na área das microalgas, é a convidada do Espaço BLC3- Ciência no Interior

Em mais um Espaço BLC3 – Ciência no Interior, a conversa hoje acontece com a jovem investigadora Ana Paula Abreu…

Região

Seia promove sessão de esclarecimento “Vespa asiática: perigos, cuidados e métodos de combate”

O Município de Seia, em parceria com a Coopbei – Cooperativa apícola de Mangualde, vai promover no próximo dia 16 de fevereiro, às 14h00, no CISE – Centro de Interpretação

Região

Museu da Vista Alegre e Centro de Negócios do Fundão venceram nos RegioStars 2018

O Museu do Património da Vista Alegre e o Centro de Negócios do Fundão saíram vitoriosos no concurso RegioStars, considerados uma espécie de “óscares europeus” para projectos de desenvolvimento regional.

Última Hora

Atletas do CCPOH em estágio da Associação de Ténis de Mesa de Coimbra

Quatro atletas dos escalões de formação de ténis de mesa do Clube de Caça e Pesca de Oliveira do Hospital (CCPOH) estiveram presentes, na passada quarta-feira,…

Região

CCDRC vence Prémio Europeu de Promoção Empresarial com Empresas Gazela  

A iniciativa de promoção das empresas Gazela da região Centro, promovida pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), foi distinguida…

Região

Praticante de parapente sofreu ferimentos graves em Linhares da Beira

Um homem ficou hoje gravemente ferido ao aterrar mal de parapente em Linhares da Beira, disse à agência Lusa o comandante dos Bombeiros Voluntários de Celorico da Beira, Carlos Almeida.