Seia: Câmara promoveu sessões de esclarecimento sobre limpeza de terrenos e uso do fogo

Seia: Câmara promoveu sessões de esclarecimento sobre limpeza de terrenos e uso do fogo

image_pdfimage_print

A Câmara Municipal de Seia, através do Serviço Municipal de Proteção Civil, realizou durante a semana passada, nas freguesias prioritárias devido ao risco elevado de incêndio,…

…um conjunto de ações de sensibilização sobre as medidas preventivas e obrigatórias de proteção aos aglomerados populacionais e habitações isoladas, a desenvolver no âmbito do Sistema Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios, e sobre a realização de queimas e queimadas (alterações introduzidas recentemente pelo DL 14/2019 de 21 de janeiro).

A iniciativa, que contou com a colaboração dos presidentes de Juntas e Uniões de Freguesias, da Guarda Nacional Republicana e das três corporações de bombeiros voluntários do concelho, incorporou nesta fase as áreas prioritárias, nomeadamente Vide, Loriga e Alvoco da Serra (dia 11), Teixeira, Teixeira de Baixo e Cabeça (dia 12), Sabugueiro, Sazes da Beira, Vila Cova à Coelheira e Sandomil (dia 13), e Valezim (dia 14), e posteriormente realizar-se-á nas restantes freguesias do concelho.

Segundo comunicado enviado à Rádio Boa Nova, para além da apresentação e explicação da obrigação de execução das redes secundárias de faixas de gestão de combustível, definidas nos termos da lei e reforçadas na Lei de Orçamento de Estado de 2019, estas sessões são uma oportunidade para a população colocar dúvidas, bem como ter contacto com o levantamento previamente elaborado pelos serviços da autarquia que identificam as áreas a manter limpar em redor dos aglomerados populacionais, casas isoladas e polígonos industriais.

A obrigatoriedade da criação de faixas de proteção expressa na lei estabelece que os proprietários, arrendatários, usufrutuários ou entidades que, a qualquer título, detenham terrenos confinantes a edificações, designadamente habitações, estaleiros, armazéns, oficinas, fábricas ou outros equipamentos, são obrigados a proceder à gestão de combustível numa faixa de 50 metros à volta das edificações ou instalações.

Por força do Orçamento de Estado para 2019, os trabalhos de gestão de combustível devem ser realizados até dia 15 de março, sendo que o seu incumprimento prevê a aplicação de coimas, que variam entre 140€ a 5.000€ (pessoas singulares) e 800€ a 60.000€ (pessoas coletivas), em 2019 aumentadas para o dobro, a que acrescem despesas efetuadas com a gestão do combustível (em caso de execução coerciva dos trabalhos).

Proteção Civil tem nova linha de apoio

O Município de Seia criou uma linha de apoio à Proteção Civil – 238 313 035, para onde os munícipes podem comunicar a intenção de realizar queimas, sinalizar ninhos de vespas velutinas (asiáticas), entre outras situações de proteção civil.

A nova linha de apoio visa, sobretudo, libertar a linha da Proteção Civil existente, reservando-a unicamente para situações de emergência, em resposta ao elevado número de comunicações das últimas semanas, especialmente relacionados com queimas e queimadas, fruto das novas. Por este mesmo motivo, a nova linha de apoio apenas funciona durante os dias úteis e no horário de expediente, das 9h00 às 17h00.

De acordo com a legislação em vigor a realização de queimas está agora sujeita a comunicação prévia à Câmara Municipal. A informação pode ser comunicada para a linha de apoio (238 313 035) da Câmara Municipal (durante o horário de expediente e à sexta-feira até às 15h00), para o e-mail [email protected], ou diretamente no portal do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, I. P. – https://fogos.icnf.pt/InfoQueimasQueimadas.

Em ambas as situações o requerente deverá dar indicação do NIF, nome completo, morada, telefone, localização da queima, data da realização da queima e que tipo de queima pretende executar (amontoados ou extensiva).

Por sua vez, a realização de queimadas só é permitida após autorização do município, tendo em conta a proposta de realização da queima, o enquadramento meteorológico e operacional, bem como a data e local onde a mesma é proposta. A execução de queimadas carece de acompanhamento, através da presença de técnico credenciado em fogo controlado ou operacional de queima ou, na sua ausência, de equipa de bombeiros ou de equipa de sapadores florestais.

Posteriormente, a decisão é comunicada ao proponente através de correio eletrónico ou sms. A realização de queimas e queimadas sem autorização e sem o acompanhamento é considerada uso de fogo intencional.

Previous Início de semana com trovoada, chuva, neve e agitação marítima
Next Conheça os resultados desportivos

Artigos Relacionados

Última Hora

Coimbra: Recluso condenado a 13 anos de prisão por ter matado companheiro de cela

O recluso acusado de ter matado o companheiro de cela na cadeia de Coimbra foi hoje condenado a 13 anos e seis meses de prisão efetiva pelo Tribunal daquela cidade.

Educação

Dia + Contigo promove saúde mental nos jovens

A Unidade de Cuidados na Comunidade Pinheiro dos Abraços, em parceria com o Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital (AEOH), está a organizar uma atividade relativa ao Dia +

Informação

Semana da Gastronomia em Oliveira do Hospital de 3 a 11 de março

No âmbito da Festa do Queijo Serra da Estrela, que se realiza nos dias 10 e 11 de março, no Largo Ribeiro do Amaral, Oliveira do Hospital promove mais uma

Informação

IP Guarda e Câmara de Fornos de Algodres assinam protocolo em prol da qualidade da água

O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e a Câmara Municipal de Fornos de Algodres (CMFA) assinaram, hoje, um protocolo de colaboração com vista à elaboração de um Plano Estratégico de

Informação

Incêndio em Pampilhosa da Serra é o que mais meios mobiliza

Dois aviões Canadair foram hoje mobilizados para o combate ao incêndio na Pampilhosa da Serra, no distrito de Coimbra, que às 08h30 era o fogo que mobilizava mais meios.

Região

Colaboradores da autarquia de Seia dão vida a personagens do imaginário infantil

A primeira Semana da Criança e do Brincar de Seia, que se iniciou no dia 25 de maio, com mais uma edição do Parque Encantado: uma viagem ao mundo da

Sociedade

Educação Ambiental: Quer arborizar? Evite o eucalipto e faça comunicação ao ICNF para evitar coimas…

As ações de arborização e rearborização estão sujeitas a uma comunicação e pedido de autorização ao Instituto de Conservação da Natureza e Florestas, …

Informação

Temperaturas vão subir a partir de amanhã, em especial no interior

As temperaturas vão subir a partir de quinta-feira, mantendo-se elevadas até ao dia 20 de julho, em especial no interior do país, informou hoje o Instituto Português do Mar e

Última Hora

Abertas as candidaturas para o Orçamento Participativo de Seia

Depois do sucesso das edições anteriores, o Orçamento Participativo de Seia está de regresso, sendo a verba alocada para o efeito a mesma do ano passado, 125 mil euros. 

Região

ESTGOH com mais um curso e mais vagas no concurso nacional de acesso que hoje inicia

A Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira Hospital (ESTGOH), do Instituto Politécnico de Coimbra, parte para o concurso nacional de acesso com um novo curso,…

Informação

Evento Dão Primores premeia colheitas de 2015

No passado dia 23 de Maio, a Comissão Vitivinícola Regional do Dão cumpriu, mais uma vez, a tradição de divulgar os prémios…

Informação

Entregues mais três casas no concelho oliveirense. “Na região, cerca de 55% estão concluídas e pagas”

Foram entregues mais três habitações que foram destruídas pelo grande incêndio de 2017, no concelho de Oliveira do Hospital. “Na região Centro, das cerca de 800 habitações incluídas no programa