Seca agravou-se, mas situação ainda não é como a do ano passado

Seca agravou-se, mas situação ainda não é como a do ano passado

image_pdfimage_print

A falta de precipitação em janeiro tem agravado a seca meteorológica, principalmente no Sul do país, embora a situação não seja tão preocupante como…

… a ocorrida no ano passado, revelou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Vânia Lopes, meteorologista do IPMA, explicou que atualmente Portugal enfrenta um valor que é apenas de 20% em relação ao que é normal para janeiro, mês em que se verificaram só “quatro dias com valores de precipitação e apenas nas regiões do Norte e Centro, o que também está muito abaixo do que é normal” para esta altura.

“Temos uma situação de fraca precipitação neste mês que poderá levar a um agravamento da situação de seca que se fazia sentir. A ‘seca fraca’ do final de dezembro poderá ter um agravamento. O final deste mês poderá ficar com uma situação entre a ‘seca fraca’ e a ‘seca moderada'”, disse, salientando que a situação poderá alterar-se com a precipitação prevista para o final do mês, sobretudo para terça e quarta-feira.

A meteorologista realçou que esta é uma “seca meteorológica”, associada à ausência de precipitação, que se distingue da “seca hídrica”, originada pela falta de água nas barragens e sistemas de retenção.
A Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) mostrou-se este mês “apreensiva” devido à falta de chuva, defendendo a criação, por parte do Governo, de um grupo de trabalho permanente que estude os fenómenos das alterações climáticas. O ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, garantiu que estão a ser tomadas as “medidas necessárias para combater a seca” que possa vir a assolar o país.

O IPMA classifica em nove classes o índice meteorológico de seca, que varia entre “chuva extrema” e “seca extrema”. Segundo o Boletim Climatológico do IPMA, o mês de dezembro em Portugal Continental classificou-se como quente em relação à temperatura do ar, com a temperatura máxima a alcançar o terceiro valor mais alto em 87 anos, e muito seco em relação à precipitação.

com lusa.pt

Previous Rally de Portugal regressa a Arganil 18 anos depois
Next EPTOLIVA promoveu debate “Alterações Climáticas - Reverter o Aquecimento Global”

Artigos Relacionados

Sociedade

Conhecidos humoristas protagonizam espetáculo a favor das vítimas dos incêndios de outubro

O Auditório do Conservatório de Música de Coimbra acolhe, esta noite, pelas 22h00, “Rir por uma Causa Maior”, uma iniciativa da associação SOS Arganil, a favor das vítimas dos incêndios

Informação

Município de Penacova mantém apoios aos alunos que frequentam o 1º CEB

Os alunos que frequentam, na área geográfica do concelho de Penacova, o 1º ciclo do ensino básico, vão manter, no ano letivo de 2018-2019, os apoios atribuídos pelo Município de

Sociedade

Recuperação de jardins de Santuário de Nª Srª das Preces vence Prémio Vilalva

O projeto de recuperação dos jardins envolventes do Santuário de Nossa Senhora das Preces, afetados pelos incêndios de outubro, venceu a 10.ª edição do Prémio Vilalva, no valor de 50

Região

Coimbra: Recluso condenado a 13 anos de prisão por ter matado companheiro de cela

O recluso acusado de ter matado o companheiro de cela na cadeia de Coimbra foi hoje condenado a 13 anos e seis meses de prisão efetiva pelo Tribunal daquela cidade.

Programas

Município de Oliveira do Hospital promove música e património com “Ciclo pelas Igrejas”

  O Município de Oliveira do Hospital, através do seu pelouro da Cultura, vai promover, durante os próximos fins-de-semana,…

Destaque

Memorial de Homenagem às Vítimas pretende “recordar tragédia” que ficará “na memória coletiva de um povo que sofreu”

 O projeto do Memorial de Homenagem às Vítimas dos Incêndios já foi apresentado e tem como “objetivo claro” “recordar a maior tragédia que aconteceu” em Oliveira do Hospital, que ficará

Informação

AVMISP alertou Presidente da República para perigo de encerramento de empresas

A Associação das Vítimas do Maior Incêndio de Sempre em Portugal (AVMISP) lamentou, junto do Presidente da República, a falta de apoios à recuperação empresarial, alertando que há “muitos postos

Informação

Papa confirma visita a Fátima em 2017

O bispo auxiliar de Lisboa, Nuno Brás, disse ontem que o Papa Francisco lhe confirmou que se deslocará a Portugal em maio do próximo ano, “mas a Fátima”, …

Última Hora

Câmara de Pedrógão Grande estima prejuízos de 250 milhões de euros

O presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Valdemar Alves, estimou hoje em 250 milhões de euros os prejuízos no concelho decorrentes do incêndio que vitimou 64 pessoas e que provocou

Região

Viseu: Incêndio em serração provoca cinco feridos ligeiros

Um incêndio numa serração, ao início da tarde de hoje, provocou cinco feridos ligeiros e perda total do espaço.

Cultura

Lucinda Maria apresenta “Um Ano… 365 poemas” e expõe “Pincelando Poesia…”

A oliveirense Lucinda Maria está a preparar o lançamento do novo livro de poesia “Um Ano … 365 Poemas”. A apresentação acontece no sábado, dia 15 de dezembro, pelas 15h30,

Última Hora

PCP exige remoção de amianto do telhado do Centro de Saúde de Oliveira do Hospital

O PCP reclamou a substituição parcial do telhado do Centro de Saúde de Oliveira do Hospital, por conter amianto, após o grupo parlamentar comunista ter questionado também o Governo sobre