Requalificação do IP3 arranca hoje

Requalificação do IP3 arranca hoje

O projeto de requalificação do primeiro troço do IP3, que liga Viseu a Coimbra, é adjudicado esta sexta-feira (18 de janeiro), numa cerimónia onde esteve presente o primeiro-ministro, António Costa.

A intervenção vai acontecer entre o nó de Penacova e a Foz do Rio Dão, abrangendo ainda a zona mais crítica do itinerário na zona da Livraria do Mondego.

A entrega da obra, avaliada em 15 milhões de euros, acontece cerca de um ano depois do anúncio da requalificação por parte do Governo. Em abril de 2018, o ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, anunciou após uma reunião com autarcas e empresários da região de Viseu, que a tutela escolheu a requalificação integral da via entre os três cenários que estavam em cima da mesa para aquela estrada.

O projeto escolhido representava um investimento de 134 milhões de euros e previa 85 por cento do trajeto em perfil de autoestrada, com uma extensão total de cerca de 73 quilómetros, embora o governante tenha garantido que o novo IP3 não iria ter portagens.

No total, só “3 por cento do troço poderá ter que permanecer apenas com uma faixa para cada lado”, nomeadamente nas pontes, onde ainda vai ser avaliado se há condições “para algum tipo de alargamento”, explicou o ministro.

Pedro Marques assegurou na altura que a obra deveria ficar pronta “dentro de três a quatro anos”, até ao final de 2022. Segundo o governante, a requalificação do IP3 iria permitir reduzir em cerca de um terço o tempo de viagem, dos 65 para os 43 minutos, garantindo também um “reforço muito grande da segurança da via e um reforço da própria competitividade económica da região”.

Face a este anúncio, os autarcas e empresários da região, que promoveram uma petição a reivindicar a requalificação da estrada com cerca de 20.000 assinaturas recolhidas, mostraram-se satisfeitos com o projeto revelado pelo Governo.

Ainda assim, reconheceram que havia constrangimentos que precisavam de ser ultrapassados e que o projeto estava “um pouco aquém dos nossos desejos”, como disse na altura o presidente da Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões e da Câmara de Carregal do Sal, Rogério Abrantes. O autarca homólogo de Tondela, José António Jesus, afirmou mesmo que não sendo a “solução ideal”, é “a solução possível no quadro em que vivemos”, apelando ainda ao consenso parlamentar sobre a matéria.

Já o presidente da Associação Empresarial da Região de Viseu, João Cotta, lembrou que não sendo Portugal um país rico, o que está previsto é uma solução que “permite, de uma forma sensata, resolver quase todos os problemas que o IP3 tem”. “Durante anos fomos demasiado passivos. Este é o momento da concentração. Isto não vai parar”, afirmou.

Fonte: Jornal do Centro

Previous Vice-presidente e diretores de unidades orgânicas do IPG tomaram posse
Next A Escola e o Meio na Rádio Boa Nova

Artigos Relacionados

Informação

11 detenções e 51 acidentes na última semana no distrito de Coimbra

No âmbito de um conjunto de operações realizadas na semana de 11 a 17 de abril, o Comando Territorial de Coimbra da GNR registou 11 detenções e 51 acidentes no

Informação

Homem baleado em Carregal do Sal está em estado grave

Dois indivíduos do sexo masculino desentenderam-se, esta tarde, em Cabanas de Viriato, concelho de Carregal do Sal. Durante a troca de agressões um dos indivíduos foi baleado.

Última Hora

Festas do Concelho animam Seia durante cinco dias

Seia está em festa entre 11 e 15 de agosto. Durante cinco dias, o centro histórico da sede do concelho, na área envolvente à Praça do Município, ganha mais vida…

Última Hora

Triatleta Rafael Gomes conseguiu 2º lugar no Ironman de Espanha

Depois de uma paragem forçada com intervenção cirúrgica, Rafael Gomes está de regresso à competição. No IRONMAN NORTHWEST TRIMAN disputado em Espanha … … conseguiu o 2º Lugar Absoluto entre

Última Hora

A “Barbearia Moderna” é já uma barbearia de sucesso em Oliveira do Hospital

A Barbearia Moderna, aberta por Rui Gonçalves, conta apenas com sete meses de existência em Oliveira do Hospital, mas com muito sucesso. Ciente da falta de oferta deste tipo de

Região

Homem morreu em Penela após queda numa lareira

Um homem de 90 anos morreu esta terça-feira, em Penela, na sequência de uma queda sobre a lareira da sua casa.

Informação

Seia: Cancelada construção da barragem de Girabolhos

O Governo decidiu cancelar a construção da barragem de Girabolhos no concelho de Seia e do Alvito e suspender por três anos a barragem do Fridão e manter a construção

Cultura

Viseu: Fogo-de-artifício marcou arranque da Feira de S. Mateus

Um espetáculo de fogo-de-artifício marcou, ontem à noite, a abertura da Feira de S. Mateus, em Viseu.

Sociedade

ESTGOH promove aula inaugural do Mestrado em Gestão de Negócios

A Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital (ESTGOH) realiza amanhã, dia 14 de outubro, pelas 18 horas, a Aula Inaugural da 1ª edição Mestrado em Gestão

Informação

Município de Arganil promove Programa de Ocupação de Tempos Livres

 O Auditório da Biblioteca Municipal de Arganil acolheu, no passado dia 18 de maio, uma sessão de divulgação sobre o Programa de Ocupação de Tempos Livres,…

Educação

“A Escola e o Meio”na Rádio Boa Nova.

Este sábado, dia 5 de maio, entre as 19h00 e as 20h00, é emitido o 27.º programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do AEOH.

Cultura

Vote na “Mesa da Beira Serra” até ao dia 12 de agosto

A “Mesa da Beira Serra” encontra-se em votação, através do número 760 10 70 24, até ao dia 12 de agosto, no concurso “7 Maravilhas de Portugal à Mesa”, uma