Requalificação do IP3 arranca hoje

Requalificação do IP3 arranca hoje

image_pdfimage_print

O projeto de requalificação do primeiro troço do IP3, que liga Viseu a Coimbra, é adjudicado esta sexta-feira (18 de janeiro), numa cerimónia onde esteve presente o primeiro-ministro, António Costa.

A intervenção vai acontecer entre o nó de Penacova e a Foz do Rio Dão, abrangendo ainda a zona mais crítica do itinerário na zona da Livraria do Mondego.

A entrega da obra, avaliada em 15 milhões de euros, acontece cerca de um ano depois do anúncio da requalificação por parte do Governo. Em abril de 2018, o ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, anunciou após uma reunião com autarcas e empresários da região de Viseu, que a tutela escolheu a requalificação integral da via entre os três cenários que estavam em cima da mesa para aquela estrada.

O projeto escolhido representava um investimento de 134 milhões de euros e previa 85 por cento do trajeto em perfil de autoestrada, com uma extensão total de cerca de 73 quilómetros, embora o governante tenha garantido que o novo IP3 não iria ter portagens.

No total, só “3 por cento do troço poderá ter que permanecer apenas com uma faixa para cada lado”, nomeadamente nas pontes, onde ainda vai ser avaliado se há condições “para algum tipo de alargamento”, explicou o ministro.

Pedro Marques assegurou na altura que a obra deveria ficar pronta “dentro de três a quatro anos”, até ao final de 2022. Segundo o governante, a requalificação do IP3 iria permitir reduzir em cerca de um terço o tempo de viagem, dos 65 para os 43 minutos, garantindo também um “reforço muito grande da segurança da via e um reforço da própria competitividade económica da região”.

Face a este anúncio, os autarcas e empresários da região, que promoveram uma petição a reivindicar a requalificação da estrada com cerca de 20.000 assinaturas recolhidas, mostraram-se satisfeitos com o projeto revelado pelo Governo.

Ainda assim, reconheceram que havia constrangimentos que precisavam de ser ultrapassados e que o projeto estava “um pouco aquém dos nossos desejos”, como disse na altura o presidente da Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões e da Câmara de Carregal do Sal, Rogério Abrantes. O autarca homólogo de Tondela, José António Jesus, afirmou mesmo que não sendo a “solução ideal”, é “a solução possível no quadro em que vivemos”, apelando ainda ao consenso parlamentar sobre a matéria.

Já o presidente da Associação Empresarial da Região de Viseu, João Cotta, lembrou que não sendo Portugal um país rico, o que está previsto é uma solução que “permite, de uma forma sensata, resolver quase todos os problemas que o IP3 tem”. “Durante anos fomos demasiado passivos. Este é o momento da concentração. Isto não vai parar”, afirmou.

Fonte: Jornal do Centro

Previous Vice-presidente e diretores de unidades orgânicas do IPG tomaram posse
Next A Escola e o Meio na Rádio Boa Nova

Artigos Relacionados

Sociedade

Baixas temperaturas podem provocar “geada negra”

As baixas temperaturas previstas para os próximos dias podem provocar a chamada “geada negra”, que, segundo a meteorologista Madalena Rodrigues, é natural que aconteça com alguma frequência em Portugal.

Região

Vinte concelhos de seis distritos em risco máximo de incêndio

vinte concelhos dos distritos de Faro, Portalegre, Santarém, Castelo Branco, Guarda e Bragança apresentam hoje um risco máximo de incêndio, …

Última Hora

Arcial entrega duas mil árvores a proprietários do concelho de Oliveira do Hospital (com áudio)

Amanhã, dia 17 de maio, pelas 18h00, a ARCIAL – Associação de Recuperação de Cidadãos Inadaptados, vai entregar as primeiras duas mil árvores a proprietários do concelho de Oliveira do

Última Hora

BLC3 reconhecida pela capacidade e mérito para a criação de emprego científico

BLC3 avaliada e reconhecida como uma das 50 entidades em Portugal com capacidade e mérito para a criação de emprego científico, indo beneficiar do programa de incentivo e estímulo ao

Informação

Agrupamento de Escolas acolhe 2360 alunos e aguarda “visto” para remoção de amianto (com vídeo)

Começaram ontem e decorrem até amanhã as apresentações nas várias escolas do Agrupamento de Oliveira do Hospital. As aulas têm início na próxima sexta-feira, dia 14 de setembro.

Programas

“A Escola e o Meio” na Rádio Boa Nova

Este sábado, dia 16 de dezembro, entre as 19h00 e as 20h00, é emitido o 10.º e programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do

Informação

Irmandade de Loriga lança livro no dia 3 de agosto

A Irmandade do Santíssimo Sacramento e das Almas de Loriga vai proceder ao lançamento do livro que tem…

Última Hora

Hoje assinala-se o Dia Mundial do Cancro do Ovário, que  é a 7ª causa de morte feminina em todo o mundo

Hoje,dia 8 de maio assinala-se o Dia Mundial do Cancro do Ovário. Constituindo a 7ª causa de morte feminina em todo o mundo e sendo a neoplasia do aparelho feminino

Desporto

Sporting: Fernando Tavares Pereira quer um clube “estável” e “unido”

Fernando Tavares Pereira, conhecido empresário da região centro, que apresentou ontem a sua candidatura ao Sporting, afirmou que quer um clube estável e “unido” e que respeite todos os sportinguistas,

Informação

“15 Memórias do Fogo” em Festivais Internacionais de Cinema

A websérie “15 Memórias do Fogo”, rodada após o incêndio de 15 de outubro de 2017, compete em dois festivais internacionais de cinema, durante esta semana.

Última Hora

MAAVIM diz que Governo cedeu às suas exigências nos prazos

O Movimento Associativo de Apoio às Vítimas do Incêndio de Midões (MAAVIM), em Tábua, disse que o Governo acolheu os seus pedidos para alargamento dos prazos de limpeza das florestas…

Informação

PJ deteve mulher que tentou obrigar uma idosa a alterar testamento

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal da Guarda, deteve uma mulher pela presumível prática de vários crimes, …