Região: Unidade de Ação Fiscal da GNR desmantelou rede de contrafação

Região: Unidade de Ação Fiscal da GNR desmantelou rede de contrafação

image_pdfimage_print

A Unidade de Acção Fiscal, através do Destacamento de Acção Fiscal de Coimbra, desmantelou nos dia 19 e 20 de fevereiro, “uma rede organizada que se dedicava ao fabrico e comercialização …

… de artigos contrafeitos, em feiras e mercados ou através das redes sociais e sites de venda eletrónica, com ocultação à administração tributária dos proveitos obtidos com a atividade criminosa desenvolvida”.

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, a GNR refere que a operação é resultado  de uma investigação que decorre há cerca de dezoito meses, dirigida pelo “Departamento de Investigação e Ação Penal de Coimbra, e que levou à realização de  114 buscas, em localidades dos distritos de Castelo Branco, Setúbal, Lisboa, Aveiro, Braga, Viseu e Porto, das quais 41 a locais de fabrico, armazenagem, distribuição e de intermediação de venda de produtos contrafeitos, 38 a domicílios e 35 buscas a veículos automóveis”.

A GNR adianta que em resultado das diligências realizadas foram apreendidos 30 veículos automóveis de gama média-alta e de transporte de mercadorias, mais de 1 milhão de etiquetas, logótipos e outras matérias-primas utilizadas no fabrico de artigos contrafeitos,   48 900 peças de vestuário e calçado contrafeitos, 73 507 euros em numerário,  418 quadros de estampagem,  290 misonetes,  20 máquinas de costura,  49 telemóveis,  10 peças em ouro (valor aproximado de 6.000 euros),  quatro armas de fogo (uma pistola, um taser e duas caçadeiras),  um colete balístico, um carregador e  99 munições.

“A atividade criminosa desmantelada consistia no fabrico de vestuário e calçado em garagens, anexos de residências e zonas industriais, com utilização fraudulenta e não autorizada de marcas e patentes registadas no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) e sem o cumprimento de quaisquer obrigações declarativas em sede dos impostos sobre os rendimentos e do IVA”, refere e comunicado.

Adianta a GNR que o valor do vestuário contrafeito apreendido durante a operação ascende a mais de 2 milhões de euros, estimando-se uma fraude ao Estado num montante na ordem dos 500 mil euros. No decurso da investigação tinham sido já apreendidas 52 900 peças de vestuário contrafeito, no valor estimado de cerca de 1,4 milhões euros.

Foram constituídos 25 arguidos, com idades compreendidas entre os 18 anos e os 63 anos, sendo que os principais suspeitos se encontram indiciados na prática dos ilícitos criminais de associação criminosa, fraude fiscal qualificada, branqueamento de capitais, contrafação e fraude sobre mercadorias.

Nesta operação foram empenhados 115 militares da Unidade de Ação Fiscal, apoiados por efetivo dos Comandos Territoriais de Viseu, Aveiro e Setúbal e por forças da Polícia de Segurança Pública.

Previous Limpeza de terrenos tem de estar concluída até 15 de março
Next Termómetros vão atingir valores anormais para a época este fim-de-semana

Artigos Relacionados

Informação

GNR realiza Operação Floresta Segura 2019 até 6 de dezembro

A Guarda Nacional Republicana (GNR) realiza, a partir de hoje, 15 de janeiro e até 6 de dezembro, em todo o território nacional, a operação “Floresta Segura 2019”, através do Serviço de Proteção da

Informação

Subida Épica Ponte das Três Entradas – Colcurinho realiza-se no próximo domingo

Realiza-se no próximo domingo, 18 de novembro, a Subida Épica Ponte das Três Entradas –  Colcurinho. São 18 quilómetros de constante subida, onde os rios Alva e Alvôco se unem,

Informação

Corpo de homem foi encontrado a boiar nas marinhas de sal de Aveiro

Os bombeiros e a Polícia Marítima retiraram um cadáver que foi encontrado a boiar nas marinhas de sal na localidade de Desterro das Leivas, em Aveiro.

Informação

PJ deteve casal suspeito do crime de abuso sexual de crianças

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, identificou e constituiu arguidos quatro pessoas, dois homens e duas mulheres,…

Informação

GNR recuperou objetos furtados e apreendeu estupefacientes em Oliveira do Hospital

O Comando Territorial da Guarda da GNR, através do Núcleo de Investigação Criminal de Gouveia, recuperou ontem, dia 22 de março, na localidade de Oliveira o Hospital, diversos artigos furtados.

Última Hora

Morreu o empresário Américo Amorim

O empresário Américo Amorim morreu, esta quinta-feira, na sequência de complicações de saúde que o afetavam há algum tempo.

Região

Seia assinala “Abril – Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância”

Laços azuis em mais de 50 edifícios assinalam o início da campanha “Abril – Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância” em Seia, iniciativa que contempla um amplo programa

Informação

Resultados desportivos de fim-de-semana

O Futebol Clube de Oliveira do Hospital, apesar da vitória de ontem em casa por 3-2 frente à Académica, ainda não conseguiu recuperar a liderança do Campeonato da Divisão de

Sociedade

Oliveira do Hospital aprova orçamento de 27,6 milhões de Euros para 2017

O Município de Oliveira do Hospital aprovou o Orçamento e Grandes Opções do Plano para 2017 no valor de 27,6 milhões de Euros.

Região

Suspeito de atear fogo fica internado para tratamento de alcoolismo

Um homem de 37 anos, suspeito de ter ateado um fogo no concelho de Penacova num “quadro de alcoolismo” ficou sujeito à medida de “internamento para tratamento”,…

Última Hora

GNR apreendeu artigos contrafeitos a rondar os 18 mil euros em Seia

O Comando Territorial da GNR da Guarda apreendeu, em Seia, 415 peças de vestuário e acessórios de várias marcas, com o valor a rondar os 18 mil euros.

Informação

PJ deteve suspeito de tentar incendiar uma casa de madeira na Praia de Mira

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, deteve um homem suspeito de tentar incendiar uma casa de apoio, com recurso a uma pinha, na Praia de