Região Centro regista aumento de sofisticação em violência doméstica
21 Maio, 2019 286 Views

Região Centro regista aumento de sofisticação em violência doméstica

image_pdfimage_print

Os casos de violência doméstica que têm chegado ao Gabinete de Apoio à Vítima de Coimbra não têm aumentado ao longo dos anos, mas regista-se um incremento ao nível de sofisticação por parte dos agressores e no recurso às redes sociais.

Em 25 anos de existência, o Gabinete da APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima de Coimbra registou 12.299 processos (até 2018), sendo a grande maioria (cerca de 80%) relacionados com a violência doméstica, em que estão incluídas a violência conjugal e a violência contra idosos e contra crianças e jovens, disse à agência Lusa a coordenadora da organização, Natália Cardoso.

Nos casos de violência conjugal, o Gabinete tem registado um decréscimo de novos processos a partir de 2016, mas os casos apresentam cada vez “situações mais complexas, o que exige um trabalho e um esforço maior por parte da equipa”, notou.

Segundo Natália Cardoso, as vítimas entram em contacto com a APAV com mais conhecimento sobre o que podem fazer, mas o tipo de violência reportado “é diferente do de há 20 ou 25 anos”.

“Antes, havia muitas situações associadas ao alcoolismo. Agora já não é tanto assim e há uma sofisticação na própria violência”, constatou, referindo que se notam cada vez mais formas de violência psicológica.

Os agressores “conseguem efetuar estes atos de violência de forma que dificilmente possam ser detetados por terceiros, o que torna mais difícil provar a existência de violência”.

De acordo com a responsável pelo gabinete de Coimbra, que abrange não apenas o distrito, como a região Centro, as redes sociais também são cada vez mais usadas, seja como instrumento para perseguir e tentar localizar a vítima e contactá-la ou como meio para exercer violência.

“As redes sociais são usadas como forma de magoar a vítima, expondo a situação, fazendo divulgação de imagens ou de conversas ou denegrindo a pessoa junto de familiares e amigos. Após a rutura da relação, o agressor ou agressora, tendo em seu poder fotografias ou troca de mensagens de caráter íntimo, usa essas informações e documentos ou para chantagear a vítima ou para denegrir a imagem da vítima junto da sua rede”, explanou Natália Cardoso.

Em declarações à Lusa, Natália Cardoso referiu ainda que se tem registado um aumento na procura de pedidos de ajuda relativamente a pessoas idosas, sendo que, na maioria dos casos, não é a própria vítima a contactar o gabinete, mas familiares, vizinhos ou instituições, sendo frequentemente situações de violência por parte do cuidador.

O Gabinete da APAV de Coimbra celebra o seu 25.º aniversário na quinta-feira, com um ‘Open Day’ e a inauguração das novas instalações, na Avenida Fernão de Magalhães.

O momento vai contar com a presença do presidente da APAV, João Lázaro.

lusa.pt

Previous Região: Homem detido por tráfico de estupefacientes
Next Daniela Simões é convidada do Espaço BLC3- Ciência no Interior

Artigos Relacionados

Informação

FCOH aposta na publicidade estática no seu estádio

No próximo domingo, dia 19 de agosto, o Futebol Clube de Oliveira do Hospital vai divulgar, aos seus sócios e apoiantes, as melhorias realizadas no Estádio Municipal e também os

Última Hora

Rali de Portugal foi apresentado hoje em Coimbra

O Rali de Portugal está de regresso à zona Centro do país. Arganil, Góis e Lousã voltam a fazer parte do percurso que vai ter partida oficial de Coimbra, …

Informação

“A Escola e o Meio”na Rádio Boa Nova

Este sábado, dia 12 de maio, entre as 19h00 e as 20h00, é emitido o 28.º programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do AEOH.

Informação

Oliveira do Hospital comemora feriado 25 de abril com várias iniciativas

Nos próximos dias, o Município de Oliveira do Hospital assinala o 45.º aniversário do 25 de Abril de 1974 com a dinamização de várias iniciativas que convidam à participação ativa

Última Hora

Caminhada contra o cancro mobiliza 30 mil pessoas em 78 concelhos

Trinta mil pessoas são esperadas no domingo nas caminhadas ‘O que nos Liga’, que vão decorrer em 78 municípios abrangidos pelo núcleo regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o

Região

Gabinetes Técnicos Florestais da Região de Coimbra participam em formação no apoio no combate aos incêndios rurais

A “organização do Posto de Comando Operacional, Sistemas de Informação Geográfica e software de comportamento do fogo para o apoio à decisão operacional em incêndios rurais”…

Última Hora

Alunos de Oliveira do Hospital participam em Programa Empreendedorismo nas Escolas

No âmbito do Programa Empreendedorismo nas Escolas, iniciativa da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM-RC) com os 19 municípios seus constituintes, alunos do 1.º Ciclo do Ensino Básico… …

Região

Homem baleado em Carregal do Sal está em estado grave

Dois indivíduos do sexo masculino desentenderam-se, esta tarde, em Cabanas de Viriato, concelho de Carregal do Sal. Durante a troca de agressões um dos indivíduos foi baleado.

Cultura

São Paio de Gramaços acolhe 38º Festival de Folclore Beira Serra

O Rancho Folclórico Sampaense promove, no próximo fim-de-semana, 13 e 14 de julho, o 38º Festival de Folclore Beira Serra, em São Paio de Gramaços.

Cultura

Aldeia das Dez prestou homenagem a Viriato Gouveia

O tecelão e poeta popular, Viriato Gouveia, com 87 anos, foi ontem homenageado em Aldeia das Dez, no concelho de Oliveira do Hospital.

Informação

Marchas Populares proporcionaram “grande noite” em Oliveira do Hospital (com vídeo)

A cidade de Oliveira do Hospital viveu no sábado uma das principais noites. Mais de mil pessoas deram vida às Marchas Populares que atraíram um elevado número de pessoas ao

Região

Rancho Folclórico e Cultural de Lagares da Beira realiza 32º Festival

O Rancho Folclórico e Cultural de Lagares da Beira realiza amanhã, dia 27 de maio, o 32º Festival de Folclore. O evento tem um “sabor especial” por coincidir…