Queimadas entre as principais causas dos fogos até 15 de agosto

Queimadas entre as principais causas dos fogos até 15 de agosto

image_pdfimage_print

As queimadas foram a principal causa dos incêndios investigados entre 1 de janeiro e 15 de agosto, segundo do último relatório provisório de incêndios rurais do Instituto de Conservação da Natureza e da Floresta (ICNF).

Os dados do relatório apontam que entre 1 de janeiro e 15 de agosto foram registados 7 670 incêndios rurais, o segundo mais baixo dos últimos dez anos.

Até 15 de agosto de 2018, as causas mais frequentes dos incêndios foram o uso do fogo — queimadas, com 66%, e incendiarismo — Imputáveis, com 14%.

Do total de 7 670 incêndios rurais verificados este ano, foram investigados e têm o processo de averiguação de causas concluído (63% do número total de fogos — responsáveis por 17% da área ardida).

Segundo o relatório, até 15 de agosto foram registados 7 670 incêndios rurais que resultaram em 34 791 hectares de área ardida, entre povoamentos (19 377 hectares), matos (13 433) e agricultura (1 881).

Este ano foram registados menos 40% de incêndios rurais e menos de 49% de área ardida relativamente à média anual do período dos últimos dez anos, destaca o ICNF.

“O ano de 2018 apresenta, até ao dia 15 de agosto, o 2.º valor mais reduzido em número de ocorrências e o 5.º mais reduzido de área ardida, desde 2008”, é referido.

Ainda no que diz respeito à área ardida, o ICNF destaca que os incêndios com área ardida inferior a um hectare são os mais frequentes em 2018 (87% do total de incêndios rurais).

No que se refere a fogos de maior dimensão, até 15 de agosto existe apenas um incêndio com área ardida superior ou igual a 1 000 hectares (o de Monchique, distrito de Faro, que destruiu uma área de 26 763 hectares).

O ICNF adianta também no relatório que até 15 de agosto registaram-se nove incêndios que resultaram em 28 685 hectares de área ardida, cerca de 82% do total.

De acordo com o documento, o distrito mais afetado em área ardida, é o de Faro com 26 642 hectares, cerca de 77% da área total, seguido de Santarém com 1 109 hectares (3% do total) e Braga com 1 010 hectares (3%).

Quanto ao maior número de ocorrências, o relatório indica que ocorreram nos distritos do Porto (1 275), Braga (729) e Aveiro (693), sendo que são fogos maioritariamente de reduzida dimensão (não ultrapassam um hectare de área ardida).

Previous Coimbra chumba proposta que defendia ligação para Viseu em autoestrada
Next Suspeito de homicídio na Figueira da Foz já foi capturado

Artigos Relacionados

Informação

Mulher de Mangualde e jovem de Viseu são novos casos de “Baleia Azul”

Estão confirmados mais dois casos relacionados com o jogo “Baleia Azul”. Segundo a PSP e a GNR trata-se de uma jovem de 14 anos de Viseu e uma mulher, de

Última Hora

Plano de Coimbra mantém meios no período mais crítico

O Plano Operacional Distrital de Coimbra de combate a incêndios está “aprovado e homologado desde 15 de maio”, mantendo no período mais crítico de fogos um dispositivo semelhante ao dos

Informação

Penacova aposta na gestão de combustível no âmbito da Prevenção e Defesa da Floresta Contra Incêndios

A Câmara Municipal de Penacova tem, ao longo dos últimos meses, promovido um conjunto de ações de Prevenção e Defesa da Floresta Contra Incêndios, com o objetivo de reduzir os

Opinião

O Monte do Colcurinho e a falta de um outdoor na cidade em “Ca$h Resto Z€ro”

Os vídeos que se tornaram virais produzidos por uma das maiores produtoras de drones do mundo e por uma dos maiores produtores de skates serviram de mote ao espaço de

Região

“Missão Sorriso” premiou projeto SER da UCC Pinheiro dos Abraços

A Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC) Pinheiro dos Abraços viu, hoje, o seu mérito reconhecido pela Missão Sorriso-Continente, que atribuiu um prémio de mais de 25 mil Euros ao projeto

Região

Guarda: Encontrado cadáver carbonizado no interior de carro que ardeu

Foi encontrado, esta manhã, um cadáver carbonizado no interior de um carro que ardeu em Pousadinhas, na Guarda.

Última Hora

Bispo de Coimbra cumpre visita pastoral ao concelho de Oliveira do Hospital

O Bispo de Coimbra realiza, neste mês de março, uma visita às paróquias do concelho de Oliveira do Hospital. Amanhã, D. Virgílio Antunes vai estar em direto na Rádio Boa Nova.

Última Hora

Mais de 40 concelhos de 10 distritos em risco máximo de incêndio

Mais de 40 concelhos de 10 distritos de Portugal continental estão hoje em risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Última Hora

Mais de 50 concelhos de 12 distritos em risco máximo de incêndio

Mais de 50 concelhos de 12 distritos de Portugal continental estão hoje em risco ‘máximo’ de incêndio, de acordo com informação do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Informação

Pedrogão: Fundo Revita apoia 363 agricultores afetados com 812 mil euros

O Conselho de Gestão do Fundo Revita decidiu atribuir subsídios a 363 produtores afetados pelo incêndio que começou em junho em Pedrógão Grande,…

Nacional

Governo adia fim do período crítico de incêndios para 15 de outubro

O Governo adiou, hoje, o fim do período crítico de incêndios para 15 de outubro, devido às condições meteorológicas, permanecendo a proibição,…

Região

Um morto e um ferido ligeiro após despiste em Tábua

Um despiste de um veículo ligeiro resultou, na tarde de domingo, num morto e num ferido ligeiro em Tábua. O ferido, que inicialmente foi anunciado como grave, viria a perder