“Quase dois terços” de casas destruídas pelos incêndios estão “em obra ou já concluídas”
11 Maio, 2018 457 Views

“Quase dois terços” de casas destruídas pelos incêndios estão “em obra ou já concluídas”

O ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, disse hoje que “quase dois terços” das casas destruídas pelos incêndios de junho e de outubro de 2017 na região Centro “estão já em obra ou já concluídas”.

“Temos mais de 900 habitações, neste momento, em reconstrução, ou concluídas já, relativamente aos dois incêndios, das cerca de 1 500 que foram afetadas. Portanto, quase dois terços estão já em obra ou já concluídas”, disse o ministro.

“As habitações relativas ao primeiro incêndio de Pedrógão [Grande] estão praticamente todas ou concluídas ou em obra, cerca de 97 ou 98% neste momento. Essa parte do trabalho está adiantada”, afirmou.

Quanto ao apoio às empresas atingidas pelas chamas, disse que o mesmo “está muito adiantado também”.

O ministro adiantou que “foram feitos apoios significativos que estão no terreno, as empresas estão a retomar a sua laboração ou estão já a laborar”.

Segundo o governante, o Governo está a fazer o seu trabalho com a celeridade que conseguia fazer, “mas aplicando com muito rigor o dinheiro” dos impostos.

Explicou ainda que as empreitadas que ficaram sob responsabilidade da Comissão de Coordenação de Desenvolvimento Regional do Centro para reconstrução das casas daquelas famílias que entenderam atribuir essa responsabilidade ao Estado “estão todas lançadas e estão a generalidade delas em obras”.

Pedro Marques esclareceu que existe “um número de situações” de casos em que as famílias assumiram fazer de modo próprio a reconstrução das habitações, contratando empreiteiros para o efeito, e o Estado comparticipa financeiramente essa reconstrução.

No entanto, nestes casos, o ministro referiu que ocorre algum atraso nos apoios, porque “há situações em que as pessoas não conseguiram comprovar a titularidade das habitações ou que era a primeira habitação permanente” e “ninguém esperaria” que o Governo atribuísse o dinheiro “sem confirmar a titularidade das casas”.

Previous Ca$h Resto Z€ro olha para o jogo do título do FCOH
Next Nelas acolheu “Concurso Municipal de Ideias de Negócio”

Artigos Relacionados

Nacional

Semana começa com chuva mas temperaturas sobem terça-feira

A semana começa com alguma nebulosidade e aguaceiros nas regiões do norte e centro, mas terça-feira já está previsto céu pouco nublado e subida da temperatura entre 3 e 5

Sociedade

Filme Promocional do Centro de Portugal ganhou mais um prémio internacional

Um filme promocional do Turismo Centro de Portugal juntou mais um prestigiante prémio internacional à sua coleção. Poucas semanas depois de ter recebido um “Silver Screen”….

Região

Sete meios aéreos combatem incêndio em Castelo Branco

Um incêndio que deflagrou ao início da tarde, numa zona de mato no distrito de Castelo Branco, está a ser combatido por sete meios aéreos e mais de 100 bombeiros.

Informação

Viatura capotou após colisão na Zona Industrial de Oliveira do Hospital

Uma viatura capotou hoje ao início da tarde, cerca das 14h25, na Zona Industrial de Oliveira do Hospital, não havendo feridos a registar.

Informação

José Manuel Silva apresentou candidatura à Câmara Municipal de Coimbra

O ex-bastonário dos médicos José Manuel Silva é candidato à Câmara Municipal de Coimbra e disse que o que distingue o seu projeto é a independência, a liberdade de pensamento

Sociedade

Fábio Oliveira “Fux Acústico” em entrevista na Rádio Boa Nova

Fábio Oliveira inicia agora um novo projecto de música a solo. O rosto principal do filme “Aquele querido mês de agosto” lançado a 21 de agosto de 2008 e com