“Profissionalismo e humanismo” na base do sucesso da Eptoliva

“Profissionalismo e humanismo” na base do sucesso da Eptoliva

O presidente da Adeptoliva, associação que gere o ensino profissional ministrado pela Eptoliva regozijou-se por a escola ser a melhor escola do distrito de Coimbra e a terceira melhor do país,…

… em matéria de desempenho. Um bom resultado que Daniel Costa atribui ao “profissionalismo e humanismo” que se verificam na escola com sede em Oliveira do Hospital.

Segundo os dados disponibilizados, no passado dia 3 de fevereiro, pela Direção Geral de Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC), a EPTOLIVA – Escola Profissional de Oliveira do Hospital, Tábua e Arganil, situa-se entre as melhores escolas profissionais do País, ocupando o 3º lugar no melhor desempenho dos cursos profissionais.

“Tendo em conta o triénio de formação 2013-2016, a DGEEC apurou o número e a idade de alunos inscritos, a taxa de abandono, os apoios da Ação Social Escolar e a taxa de conclusão dos cursos profissionais e, de entre 589 escolas, que reuniam os requisitos para serem analisadas, a EPTOLIVA ocupa o honroso terceiro lugar no ranking a nível nacional e o meritório primeiro lugar na região de Coimbra”, refere a Eptoliva em comunicado enviado à Rádio Boa Nova.

Para Daniel Costa, o” Ranking das Escolas 2017 vem, assim, confirmar o trabalho sério e digno de todos os agentes educativos que integram a EPTOLIVA”. “Comprovando ainda a estratégia clara dos Municípios de Oliveira do Hospital e Tábua no investimento do Ensino Profissional como factor de desenvolvimento nos territórios de abrangência da EPTOLIVA”, Daniel Dinis Costa, congratula-se “pelo lugar que o ensino profissional tem conquistado e pelo reconhecimento que começa a ser atribuído a esta modalidade de ensino e em particular à EPTOLIVA, referindo que os resultados alcançados pela escola se devem ao trabalho e empenho de todos os professores, alunos, pessoal não docente e comunidade educativa, salientando-se o profissionalismo e o humanismo deste contexto escolar”.

Considerando que “os rankings valem o que valem”, Daniel Costa não deixa de verificar que os mesmo “podem e devem ser instrumentos de trabalho e indicadores de sucesso escolar que importa analisar e valorizar, de forma a melhorar e adequar práticas de ensino e aprendizagem”. “Com este resultado, fica clara a estratégia da EPTOLIVA na aposta na qualidade do ensino. Afinal esta escola não ganha apenas prémios. Esta escola tem um ensino de referência reconhecido, fruto de uma educação em que os alunos não são números, são pessoas”, refere em comunicado.

Previous Altice liga maciço central da Serra da Estrela por fibra ótica
Next 1400 figurantes dão vida ao desfile de Carnaval do Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital (com áudio)

Artigos Relacionados

Última Hora

IMT recorre de decisão que declara ilegal fecho de centros de inspeção

O Instituto de Mobilidade e Transportes (IMT), anunciou que vai recorrer das decisões judiciais que declaram “ilegal” o encerramento, em 2016, de três centros de inspeção automóvel em Ponte de

Última Hora

Oliveira do Hospital apresentou 150 candidaturas para recuperação de casas afetadas pelo incêndio

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital disse hoje, na Rádio Boa Nova, que foram encaminhadas para a Comissão de Coordenação e…

Última Hora

Rádio Boa Nova comemora 32º aniversário

Acompanhe a emissão especial da Rádio Boa Nova em 100.2 FM e em www.radioboanova.pt. Comemoração do 32º aniversário.

Informação

Autarca de Oliveira do Hospital acusa o governo de discriminação na ajuda pós-incêndios

O presidente da câmara de Oliveira do Hospital acusa o Governo de estar a discriminar o concelho, comparando com a ajuda dada a Pedrogão Grande, por causa dos incêndios.

Informação

Atletas de Seia com boa prestação na Maratona de Bilbao

No passado dia 22 de outubro, realizou-se a 8ª EDP Bilbao Night Marathon, na cidade de Bilbao em Espanha. A representar o Maratona Clube Vila Chã, o atleta Jacinto Correia

Região

Sapador suspeito de atear fogo na Covilhã fica em prisão preventiva

O sapador florestal de 34 anos suspeito de ter ateado um fogo no concelho da Covilhã vai ficar em prisão preventiva.  Segundo disse à agência Lusa fonte da Polícia Judiciária