Pedrógão: Sobe para dez o número de arguidos em caso de apoios a casas destruídas pelo incêndio

Pedrógão: Sobe para dez o número de arguidos em caso de apoios a casas destruídas pelo incêndio

image_pdfimage_print

O número de arguidos envolvidos no inquérito sobre a reconstrução de casas em Pedrógão Grande subiu de quatro para dez, todos eles requerentes de apoio.

Segundo a Procuradoria-Geral da República (PGR), depois de ter sido anunciado em setembro que havia quatro arguidos, o número sobe agora para dez, todos eles “requerentes de apoios”, no âmbito do inquérito que investiga “irregularidades relacionadas com a reconstrução e reabilitação dos imóveis afetados pelos incêndios de Pedrógão Grande”.

De acordo com a nota publicada pelo Departamento de Instrução e Ação Penal (DIAP) de Coimbra em setembro, em investigação “estão factos suscetíveis de integrarem os crimes de corrupção, participação económica em negócio, burla qualificada e falsificação de documento”.

Em causa estão denúncias feitas por duas reportagens, uma da Visão e outra da TVI, que aludiam a situações eventualmente ilegais na atribuição de fundos para a reconstrução de habitações afetadas pelo incêndio de 2017, que deflagrou em Pedrógão Grande.

As duas reportagens referiam que casas que não eram de primeira habitação foram contempladas com obras em detrimento de outras mais urgentes e também que casas que não arderam foram reconstruídas com fundos solidários.

A presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, Ana Abrunhosa, disse não ter dúvidas sobre os procedimentos formais, mas, ainda assim, enviou para ao Ministério Público 21 processos para análise.

O presidente da Câmara de Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, Valdemar Alves, também negou estas acusações, mas enviou igualmente para análise um conjunto de processos.

O Conselho de Gestão do Fundo Revita revelou, em outubro que, das 259 casas de primeira habitação selecionadas para reconstrução devido aos incêndios de junho de 2017, sete processos vão ser alvo de “reavaliação por parte dos municípios”.

O presidente da Câmara de Pedrógão Grande anunciou ter pedido a saída do Conselho de Gestão do Fundo Revita, estrutura criada pelo Governo na sequência do incêndio de junho de 2017 naquele concelho.

Além da sua saída, Valdemar Alves optou por substituir Bruno Gomes, antigo vereador e técnico do município que coordenava o gabinete responsável pelos processos de reconstrução de casas destruídas pelo fogo e que tinha assento na comissão técnica do Revita.

Recorde-se que o incêndio que deflagrou em 17 de junho de 2017, no concelho de Pedrógão Grande, e que alastrou depois a concelhos vizinhos, provocou 66 mortos e 253 feridos, sete deles com gravidade, tendo destruído cerca de 500 casas, 261 das quais eram habitações permanentes, e 50 empresas.

Previous Greve das cantinas fecha escolas de Lagares, Ponte das Três Entradas e sede do Agrupamento em Oliveira do Hospital
Next Município de Penacova em Cerimónia Comemorativa do Centenário do Armistício em França

Artigos Relacionados

Informação

Região: GNR detém homem em flagrante por incêndio florestal

Um homem de 67 anos foi detido em flagrante delito, na quinta-feira, por militares da GNR do Posto Territorial de Alcains, pela prática de um crime de incêndio florestal.

Informação

Equipa de hóquei do Benfica desloca-se a Oliveira do Hospital para jogo solidário

A secção de hóquei patins do Futebol Clube de Oliveira do Hospital está a organizar um jogo, de carácter solidário, frente ao S.L. Benfica, a decorrer no próximo dia 20

Desporto

Secção Desportiva de Santo António do Alva venceu o Alqueidão e permanece em 2º lugar

A equipa de futsal da Secção Desportiva da Associação Progressiva de Santo António do Alva venceu, no passado sábado passado, o CP Alqueidão, por 6-1.

Última Hora

Resultados desportivos de fim-de-semana

O Futebol Clube de Oliveira do Hospital (FCOH) empatou, ontem, frente ao Vigor Mocidade por uma bola. A 23ª jornada do Campeonato da Divisão de Honra da Associação de Futebol

Região

CIM da Região de Coimbra afirma território na BTL

A Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra está a apostar numa afirmação forte dos 19 municípios que a integram na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL).

Última Hora

AD Nogueirense parte para nova época com o objetivo da “manutenção”

A Associação Desportiva Nogueirense apresentou, esta semana, a equipa com que vai disputar a próxima época desportiva no Campeonato de Portugal Prio.

Última Hora

Proteção Civil acredita que incêndio de Pedrógão Grande pode ser extinto até ao final da manhã

No primeiro balanço desta terça-feira, o comandante operacional da Proteção Civil, Vítor Vaz Pinto, disse que os trabalhos de combate ao incêndio em Pedrógrão Grande…

Desporto

Quem são as Gym Dream, vencedoras do “Soltem Talentos”? (com vídeo)

Gym Dream, grupo vencedor da 7ª edição do Soltem Talentos, é o resultado de um projeto já existente, o Clube de Ginástica de Oliveira do Hospital, e é composto por

Programas

“A Escola e o Meio” na Rádio Boa Nova

Este sábado, dia 16 de dezembro, entre as 19h00 e as 20h00, é emitido o 10.º e programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do

Informação

“Temos tido a preocupação de formar e atualizar os conhecimentos de todos aqueles que estão ligados ao fenómeno desportivo” (com vídeo)

O vereador do desporto, Nuno Ribeiro, destacou hoje na Rádio Boa Nova a preocupação que o município tem tido com a formação dos agentes desportivos do concelho de Oliveira do

Informação

Mundial 2018: Portugal joga hoje frente a Marrocos

O jogo entre Portugal e Marrocos é o primeiro dos três jogos que se vão realizar esta quarta-feira. A partida tem início às 13h00, hora portuguesa, e é a contar

Última Hora

Vinte operacionais em buscas por homem desaparecido na Figueira da Foz

Um homem de 47 anos está desaparecido desde quinta-feira no concelho da Figueira da Foz, informaram hoje fontes da GNR e da Proteção Civil, indicando que cerca de 20 operacionais