Pedrógão: Concluídas 189 das 259 casas a reabilitar através do Revita

Pedrógão: Concluídas 189 das 259 casas a reabilitar através do Revita

image_pdfimage_print

O Fundo Revita revelou hoje que está já concluída a reconstrução de 189 das 259 casas de primeira habitação afetadas pelos incêndios de junho de 2017, pelo que se encontram ainda em obras 70 habitações.

Criado pelo Governo para apoiar as populações e a revitalização das áreas afetadas pelos incêndios ocorridos em junho de 2017, o fundo recebeu já o contributo de 62 entidades, “das quais 50 com donativos em dinheiro, oito em espécie de bens móveis não sujeitos a registo e quatro em prestações de serviços”, de acordo com o quinto relatório trimestral do Fundo Revita.

Assim, “os donativos em dinheiro ascendem a 4.760.078,68 euros”, ao qual se junta uma verba de 2.500.000 euros disponibilizada pelo Ministério da Solidariedade e Segurança Social.

Neste âmbito, o quinto relatório trimestral do Fundo Revita indica que foram atribuídos aos diversos fundos a reconstrução de 259 casas de primeira habitação: 154 em Pedrógão Grande, 66 em Castanheira de Pera, 29 em Figueiró dos Vinhos e 10 nos municípios adjacentes de Góis, Pampilhosa, Sertã e Penela.

Das 259 casas de primeira habitação a reconstruir, “189 já se encontram concluídas”, das quais 111 em Pedrógão Grande, 51 em Castanheira de Pera, 22 em Figueiró dos Vinhos e cinco nos municípios adjacentes de Góis, Pampilhosa, Sertã e Penela, segundo apurou o Fundo Revita, indicando que as restantes casas estão ainda em execução.

“Das obras realizadas pode-se constatar que mais do que 41% das intervenções são acima dos 25.000 euros, sendo o concelho de Pedrógão Grande aquele que envolve maior volume de intervenções”, lê-se no relatório.

O processo de identificação das primeiras habitações atingidas pelos fogos de junho de 2017 foi desenvolvido pela Comissão Técnica do Fundo Revita, que é constituída por representantes dos três municípios afetados – Pedrógão Grande, Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos – da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Centro e da Unidade de Missão de Valorização do Interior.

O Fundo Revita tem responsabilidade direta pela “reabilitação de 100 casas, com um perfil de intervenção mais exigente, já que se tratam, na sua maioria, de reconstruções integrais”, encontrando-se já concluídas 66 destas casas.

Para a reabilitação das restantes casas de primeira habitação foram celebrados protocolos com os principais fundos constituídos a partir de donativos destinados à reconstrução dos territórios atingidos, nomeadamente a União das Misericórdias Portuguesas, a Fundação Calouste Gulbenkian e a Cáritas Diocesana.

O Fundo Revita celebrou ainda um protocolo com a Cruz Vermelha Portuguesa para que esta assuma o papel de Coordenadora Logística de Apetrechamento, exercendo funções de suporte no âmbito da estratégia de apetrechamento das habitações afetadas e na preparação das respetivas propostas de afetação de recursos.

Em termos de verbas, o Fundo Revita procedeu já ao pagamento de 1.925.219,71 euros para recuperação e reconstrução de habitações e 3.442.931,76 euros para apoiar 1.131 produtores agrícolas.

Fonte: Lusa

Previous Incêndios: Marcelo Rebelo de Sousa diz que o país tudo fará para vencer as "forças da natureza"
Next Montemor-o-Velho: Detido autor de crimes de violação, coação sexual e abuso sexual de criança

Artigos Relacionados

Região

Nelas investe 1,2 milhões de Euros em ligações à “grande ETAR”

Em Nelas, está em curso a construção do chamado “Sistema Intercetor” em toda a Freguesia de Nelas (vila, Folhadal, Póvoa de Roçada e Algerás) para as ligações…

Informação

Homem detido por crime de incêndio em habitação em Aveiro

A Polícia Judiciária (PJ), através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, identificou e deteve um homem de 48 anos pela prática do crime de incêndio em habitação.

Informação

Explosão de botija de gás provocou um morto em Moimenta da Beira

Uma pessoa morreu, hoje, no concelho de Moimenta da Beira, no distrito de Viseu, na sequência da explosão de uma botija de gás.

Informação

Fogo da Pampilhosa da Serra consumiu mais de 6.500 hectares de florestas

O incêndio florestal que começou na sexta-feira à noite na Pampilhosa da Serra e alastrou para o concelho de Arganil, no distrito de Coimbra, consumiu mais de 6.500 hectares, …

Informação

Incêndios: Festival de música ajuda Oliveira do Hospital a recuperar dos fogos

Um festival de música eletrónica vai decorrer em São Gião, Oliveira do Hospital, de 21 a 24 de junho, e inclui trabalhos de reflorestação e ajuda financeira à reconstrução de

Informação

“Há Festa…” animou Zona Histórica de Oliveira do Hospital

A zona antiga da cidade de Oliveira do Hospital já não passa sem o “Há Festa na Zona Histórica”.

Informação

FCOH e Condeixa não dão tréguas na luta pela subida de divisão

A luta pela subida no Campeonato da Divisão de Honra da Associação de Futebol de Coimbra continua ao rubro. A faltarem apenas duas jornadas para o término da época, o

Informação

Adeptoliva aprovou orçamento e plano de anual de atividades

A Assembleia Geral da ADEPTOLIVA – Associação para o Desenvolvimento do Ensino Profissional dos Concelhos de Tábua, Oliveira do Hospital e Arganil aprovou, por unanimidade, o plano anual de atividades

Informação

Homem de 49 anos morreu em acidente de trator

Um homem de 49 anos morreu ontem, no concelho de Miranda do Corvo, distrito de Coimbra, vítima de um acidente com um trator agrícola.

Última Hora

Estradas da Serra da Estrela reabertas ao trânsito

As estradas da Serra da Estrela, que estavam encerradas ao trânsito desde domingo à noite devido à neve, foram todas reabertas hoje de manhã, …

Informação

Jantar das Mulheres foi “um sucesso” e reverteu para a Liga Portuguesa Contra o Cancro

No último sábado, 12 de março, cumpriu-se em Oliveira do Hospital o já tradicional Jantar das Mulheres. Cerca de 265 mulheres participaram na 31ª edição, que reverteu a favor da

Destaque

“É um choque enorme. É como se entrasse num país que realmente eu desconhecia”

Fátima Campos Ferreira, que esta segunda feira, pelas 21h00, vai conduzir o habitual programa “Prós e Contras” a partir da BLC3, em Oliveira do Hospital,…