Paulo Figueira anunciou que não se recandidata à presidência do FCOH
6 Junho, 2019 631 Views

Paulo Figueira anunciou que não se recandidata à presidência do FCOH

image_pdfimage_print

Paulo Figueira, presidente da direção do Futebol Clube de Oliveira do Hospital (FCOH) anunciou, ontem, na página do facebook do clube que não se recandidata ao cargo.

A Assembleia Geral do clube está agendada para amanhã, dia 7, e tem na sua ordem de trabalhos a eleição dos novos órgãos sociais do clube.

Na comunicação que dirige aos sócios e adeptos do FCOH, Paulo Figueira faz um balanço positivo da última época em que a direção conseguiu potenciar o crescimento do património do clube, com aquisição de um autocarro e realizou obras de requalificação no estádio. Nota o apoio das empresas do concelho, através da criação de parcerias e o aumento do número de sócios que passou de cerca de 200 para qual mil sócios.

Paulo Figueira destaca ainda a formação das camadas jovens que reúne 187 jovens em 10 escalões, dois deles femininos, assim com se orgulha da secção de Hóquei Patins e em particular da ginástica acrobática.

Motivo de satisfação é também a classificação conseguida pela equipa sénior no Campeonato de Portugal, série C (6º lugar) e que foi a 2ª melhor conseguida pelo clube.

Porém, a motivar a não recandidatura de Paulo Figueira está a não concretização de um projeto que previa o crescimento do departamento desportivo do concelho, avaliado em 2,5 milhões de Euros e que poderia ser um projeto decisivo. “Não foi possível prosseguir com o mesmo, o que me levou a tomar a decisão de não me candidatar”, refere Paulo Figueira assegurando que o FCOH será sempre a sua casa.

 

COMUNICADO DO PRESIDENTE DO FC OLIVEIRA DO HOSPITAL, PAULO FIGUEIRA

Caros amigos,
Quando aceitei o desafio de assumir a presidência do Futebol Clube de Oliveira do Hospital sabia as responsabilidades associadas a esta posição. No entanto, sempre acreditei no potencial não só dos jovens jogadores, mas de toda uma equipa de profissionais dedicados e adeptos encorajadores.

Neste último mandato, conseguimos elevar o clube para um novo nível. Potenciámos o crescimento do património do clube através da aquisição de um autocarro para a deslocação da equipa em eventos desportivos e procedemos à realização de obras de requalificação no estádio.
Contámos ainda com o apoio de empresas do concelho, através da criação de parcerias que aproximassem o clube da comunidade Oliveirense.
O apoio da mesma foi incansável em toda esta fase de crescimento do clube, que contava inicialmente com 200 sócios. Hoje em dia são quase 1000 sócios a apoiar o FCOH.
Apostámos, ainda, na formação das camadas jovens e, hoje, temos mais de 187 jovens, reunidos em 10 escalões de formação, dos quais 2 deles são escalões de futebol feminino.
Posso afirmar, com orgulho, que o Futebol Clube de Oliveira do Hospital tem todas as suas dívidas liquidadas, não possui passivos e o saldo do clube é positivo.
Para além de todas estas significativas mudanças, conseguimos alcançar o 6ª lugar no campeonato, a segunda melhor posição alguma vez alcançada na história do clube.
Todos estes sucessos só foram possíveis com o esforço, dedicação e empenho de todos os patrocinadores, atletas, treinadores, seccionistas, massagistas, roupeiro, cozinheiro, bombeiros voluntários, município e junta de freguesia de Oliveira do Hospital e membros da direção: Mário Brito, Zé Manel Pereira, Manuel Dinis, Pedro Dinis, Fernando Quintino, Tó Mendes, Rui Monteiro e Nuno Moura. A todos eles, deixo o meu mais sincero obrigado.

Um obrigado especial também ao Ricardo Dinis e Quim Pais pela devoção ao clube.

Deixo ainda o meu agradecimento a toda a equipa de Hóquei Patins e Ginástica, em particular ao Paulo Mota. Ressalvo ainda o fantástico crescimento desta equipa.
Não posso deixar ainda de demonstrar o meu profundo agradecimento à comissão de apoio – José Manuel Rogeira, António Sousa Martins, Pedro Luís Alves Martins e António Manuel Alves Martins – pelo incentivo e dedicação prestada ao clube.

O constante crescimento do clube era a nossa principal prioridade. Como tal, para além destas mudanças, estava planeado um projeto estruturante para o crescimento do departamento desportivo do concelho, avaliado em cerca de 2.500.000€ – 1.000.000€ de investimento público e 1.500.000€ de investimento privado. Este podia ter sido um projeto decisivo, que ia permitir o crescimento do futebol em termos de formação, o aperfeiçoamento do futebol sénior e a criação de uma maior ligação entre os sócios e a comunidade oliveirense.

Apesar dos nossos esforços, um projeto que podia ter sido estruturante para o nosso concelho, não foi possível prosseguir com o mesmo, o que me levou a tomar a decisão de não me candidatar ao cargo de presidência nas eleições agendadas para dia 7 de junho.

Foram 17 anos de dedicação e sacrifícios, que permitiram que também eu crescesse, a nível pessoal e profissional.

Quero, sinceramente, que entendam este texto não como uma despedida, mas sim como um agradecimento por todos os momentos passados. O Futebol Clube de Oliveira do Hospital será sempre a minha casa.

Muito obrigado a todos por tudo.

O presidente,
Paulo Figueira”

Previous Região: Polícia Judiciária deteve homem suspeito do crime de pornografia de menores agravado
Next Junho é o mês da Igualdade em Oliveira do Hospital

Artigos Relacionados

Região

Despiste provocou um morto na Covilhã

Um homem de 33 anos morreu, ontem à noite, na sequência do despiste da viatura que conduzia numa das artérias da cidade da Covilhã.  O acidente ocorreu pelas 20h30 horas.

Politica

Luís Almeida foi reeleito líder do PSD de Arganil

Luís Almeida foi reeleito presidente da Comissão Política de Secção de Arganil, no passado sábado, dia 7 de abril, tendo obtido cem por cento dos votos. Marcado por uma forte

Destaque

Floresta, prevenção de incêndios e proteção civil marcaram “Prós e Contras” em Oliveira do Hospital

Autarcas, elementos do governo, dirigentes associativos e população foram os protagonistas do programa debate da RTP “Prós e Contras”, realizado a partir de Oliveira do Hospital e conduzido pela jornalista

Região

Incêndio deflagrou em hotel desativado em Penacova

Um incêndio deflagrou, ao inicio da tarde desta sexta-feira, num hotel que estava desativado há um ano, em Penacova. O incêndio já se encontra em fase de rescaldo. São desconhecidas

Última Hora

Recuperação das minas de urânio de Ázere prevista para 2017

A recuperação ambiental das minas de urânio de Ázere, no concelho de Tábua, foi programada pelo Governo para 2017, anunciou hoje a Câmara Municipal.

Informação

Exposição de alunos de Oliveira do Hospital alerta para a Violência no Namoro

“O amor só existe quando um não agride o outro seja de que forma for. Quem ama não agride.” As palavras são da Conselheira Municipal para a Igualdade, Teresa Gouveia

Informação

PSD candidata Luís Paulo Costa à Câmara Municipal de Arganil

A Comissão Política de Secção do Partido Social Democrata de Arganil anunciou o nome do candidato à Câmara Municipal. Trata-se de Luís Paulo Costa, atual vice-presidente da autarquia liderada por

Cultura

Nogueira do Cravo acolhe Experiências Criativas de Montanha

A Rede de Aldeias de Montanha, em parceria com o Município de Oliveira do Hospital, proporcionam este fim-de-semana, em Nogueira do Cravo, mais um evento com a marca “Experiências Criativas

Informação

Detido coautor de homicídio de homem em Vila Nova de Foz Côa

Foi detido pela Polícia Judiciária o coautor foragido de um homicídio que ocorreu no dia 5 de julho e que vitimou um homem de 39 anos, em Vila Nova de Foz Côa. O suspeito

Região

Quase 20 concelhos do país em risco máximo de incêndio

Quase duas dezenas de concelhos dos distritos de Castelo Branco, Guarda, Viseu, Portalegre, Santarém e Faro estão hoje em risco máximo de incêndio, …

Cultura

“Ciclo pelas Igrejas” inicia amanhã na Igreja da Misericórdia em Galizes

O Município de Oliveira do Hospital, através do seu pelouro da Cultura, está a promover vários concertos no âmbito da iniciativa “Ciclo pelas Igrejas”…

Região

Figueira da Foz: Carlos Monteiro assume presidência da Câmara

Carlos Monteiro, até agora segundo no executivo da Figueira da Foz, assume a presidência do município após a saída de João Ataíde para secretário de Estado do Ambiente, disse à