Oliveira do Hospital vai investir um milhão de euros para eliminar eucaliptos

Oliveira do Hospital vai investir um milhão de euros para eliminar eucaliptos

A Câmara de Oliveira do Hospital anunciou que vai investir um milhão de euros na compra de árvores autóctones como incentivo aos proprietários para arrancarem os eucaliptos que nasceram após os incêndios.

Com este  “esforço financeiro enorme”, o presidente do Município de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino. pretende que os donos dos terrenos, infestados por milhões de eucaliptos nascidos espontaneamente na sequência dos fogos de 15 de outubro de 2017, “se sintam motivados” a remover esta espécie exótica.

Numa “tentativa para combater esta nova desgraça do concelho”, no distrito de Coimbra, a autarquia vai doar aos interessados castanheiros, medronheiros, carvalhos, pinheiros-mansos e outras espécies da flora primitiva.

De acordo com o autarca, a Câmara “vai investir 500 mil euros numa primeira fase” com esse objetivo, disponibilizando a restante verba em momento posterior.

Refira-se que o município de Oliveira do Hospital está a promover “várias ações de sensibilização junto dos proprietários”, incentivando-os a procederem “rapidamente ao arranque dos pequenos eucaliptos”, com “especial enfoque” nos terrenos junto aos aglomerados populacionais”.

Em declarações à Rádio Boa Nova, José Francisco Rolo, vice-presidente da autarquia lembrou que “a partir de Oliveira do Hospital” o presidente do Município desencadeou este processo de alerta relativamente à regeneração natural do eucalipto após o incêndio. “Fizemos a denúncia pública do problema”, referiu o vice-presidente, notando que da própria Assembleia da República já saíram recomendações tendo em vista o arranque da espécie. À Rádio Boa Nova, José Francisco Rolo disse que o município está a sensibilizar e a preparar programas para o arranque de eucaliptos, para convencer as pessoas a fazer o mesmo nas suas propriedades. “Apela-se ao voluntariado para o arranque no domínio público e que os privados indiquem áreas que querem ver livres desta espécie infestante”, referiu, avisando que se tal não se verificar o concelho pode estar “à beira de um novo paradigma (florestal) com consequente erosão dos solos, perda de água e de vegetação”. “Obriga a uma ação conjunta”, reforça José Francisco Rolo.

Previous A hora muda já este fim de semana
Next GNR intensifica patrulhamento em áreas florestais e agrícolas até 31 de janeiro de 2019

Artigos Relacionados

Destaque

Praia Fluvial de Avô eleita como “Praia + Acessível” de Portugal

A praia fluvial de Avô, no concelho de Oliveira do Hospital, acaba de ser classificada como a  “Praia + Acessível 2016” de Portugal pelo Instituto Nacional para a Reabilitação.

Informação

Soure: Homem detido por tráfico de estupefacientes

O Comando Territorial de Coimbra, através do Destacamento Territorial de Montemor-o-Velho, deteve, ontem, dia 4 de setembro, um homem com 46 anos, por tráfico de estupefacientes, no concelho de Soure.

Nacional

GNR realiza operação “Natal Tranquilo” com intensificação do patrulhamento

A Guarda Nacional Republicana (GNR) intensifica, a partir de amanhã, 21 de dezembro e até ao final da próxima quarta-feira, dia 26 de dezembro, em todo o território nacional, o

Última Hora

Guarda: Bebé morreu no ventre da mãe à espera do parto

O Conselho de Administração da Unidade de Saúde Local da Guarda está a investigar o caso da morte de um bebé no ventre da mãe. A família fala em negligência

Última Hora

Federação de Folclore Português reconheceu “mérito” a Manuel Madeira Mendes no processo de edificação da sede social (com vídeo)

Manuel Madeira Mendes, conhecido empresário oliveirense e presidente do Rancho Folclórico Sampaense foi um, dos responsáveis pela edificação da sede social…

Região

65 acidentes e 674 infrações na última semana no distrito de Coimbra

Na semana de 21 a 27 de novembro, o Comando Territorial de Coimbra da GNR registou 65 acidentes nas estradas do distrito e 674 infrações.

Última Hora

Região de Coimbra e Tábua apresentam programa de inovação na educação

A Câmara Municipal de Tábua e a Comunidade Intermunicipal Região de Coimbra apresentaram, no passado dia 21 de janeiro, o programa “Ambientes Inovadores de Educação”, no âmbito do Plano Integrado

Informação

Mãe de Luís Baila faleceu aos 85 anos

Maria de Lurdes Baila, mãe do jornalista oliveirense, correspondente da RTP no Brasil, faleceu ontem, com 85 anos.

Última Hora

Sobe para 11 o número de vítimas de incêndio em Vila Nova de Rainha

Morreu, hoje, a 11.ª vítima do incêndio que deflagrou a 13 de janeiro na Associação Cultural, Recreativa e Humanitária de Vila Nova da Rainha, em Tondela.

Informação

Piódão promove simulacro de evacuação

Decorre no próximo dia 8 de junho um simulacro de evacuação da aldeia do Piódão, inserido no âmbito dos programas “Aldeia Segura” e “Pessoas Seguras”.

Programas

“A Escola e o Meio” na Rádio Boa Nova

Este sábado, dia 10 de junho, entre as 19h00 e as 20h00, é emitido o 33.º programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do AEOH.

Informação

Autarca de Oliveira do Hospital quer “sinais claros” do governo de que “quer concretizar a obra” (das acessibilidades)

O problema das acessibilidades ao concelho, voltou a marcar a comemoração do Dia do Município de Oliveira do Hospital, com o presidente, José Carlos Alexandrino a pedir ao governo “sinais