Oliveira do Hospital está fora do mapa das mais de mil freguesias com risco elevado de fogo

Oliveira do Hospital está fora do mapa das mais de mil freguesias com risco elevado de fogo

image_pdfimage_print

O Governo divulgou esta quinta-feira em Diário da República o mapa das mais de mil freguesias com risco elevado de incêndio florestal e que são prioritárias para limpeza de combustível.

O concelho de Oliveira do Hospital não é visado no mapa das 1.142 freguesias de primeira e segunda prioridade para ações de limpeza, que se situam em 190 municípios localizados sobretudo no Interior Norte e Centro.

Segundo o despacho conjunto dos secretários de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves, e das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas, a fiscalização da limpeza de terrenos confinantes a edificações (numa faixa 50 metros), aglomerados populacionais e áreas industriais (numa faixa de 100 metros) tem de ser efetuada entre 01 de abril e 31 de maio.

O despacho determina igualmente que a fiscalização da limpeza das faixas de proteção das redes viária e ferroviária e das linhas de transporte e distribuição de energia elétrica seja efetuada entre 01 e 30 de junho.

“Considerando que as alterações climáticas e os fenómenos atmosféricos extremos obrigam ao cumprimento firme das normas do SNDFCI [Sistema Nacional de Defesa da Floresta contra Incêndios], o despacho define orientações no domínio da fiscalização, respondendo, em especial, aos prazos mais exigentes para a execução da limpeza dos terrenos previstos na Lei do Orçamento de Estado para 2019”, refere um comunicado conjunto dos ministérios da Administração Interna da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural.

O despacho sustenta também que a definição das prioridades “não isenta os agentes fiscalizadores do cumprimento de todas as disposições previstas no SNDFCI, não limitando a fiscalização às áreas e períodos referidos”.

O diploma considera como áreas prioritárias para efeitos de fiscalização de gestão de combustível as freguesias de primeira e segunda prioridade, de acordo com a classificação feita pelo Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, as áreas confinantes a edificações, os aglomerados populacionais, as áreas industriais, as redes viária e ferroviária e as linhas de transporte e distribuição de energia elétrica.

A identificação das áreas de risco prioritário foi feita com base nas ocorrências de incêndio registadas em 2018.

Previous Homem detido em Mangualde por suspeita de violação
Next Postais ilustrados estão em exposição no Museu Municipal Dr. Antº Simões Saraiva

Artigos Relacionados

Programas

“A Escola e o Meio” apresenta 33º programa na Rádio Boa Nova

Este sábado, dia 16 de junho, entre as 19h00 e as 20h00, é emitido o 33.º programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do AEOH.

Informação

“Temos registo de perto de 10 mil pessoas” que ajudaram Oliveira do Hospital no pós grande incêndio

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital prepara-se para, no próximo domingo, juntamente com o Presidente da República, agradecer a solidariedade …

Educação

Oliveira do Hospital acolhe Receção ao Caloiro até 1 de dezembro

Oliveira do Hospital acolhe mais uma Receção ao Caloiro, protagonizada pela Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital (ESTGOH), que terá início já esta quinta-feira, 29 de

Destaque

Empresário da Mealhada ofereceu ovelhas Serra da Estrela a criadores de Oliveira do Hospital

Gonçalo Maria, proprietário de um restaurante na Mealhada, deslocou-se, ontem, a Oliveira do Hospital, num gesto solidário, para oferecer 82 ovelhas Serra da Estrela…

Última Hora

Bandeira ECO XXI hasteada hoje em Oliveira do Hospital

Oliveira do Hospital hasteou hoje as bandeiras ECO XXI e Município Familiarmente Responsável. Na cerimónia foi ainda atribuída a bandeira ECO ESCOLAS à Eptoliva, Estgoh e Agrupamento de Escolas de

Região

Município de Mangualde aprova orçamento de 26 milhões de euros

O presidente da Câmara de Mangualde, João Azevedo, revelou esta quarta-feira que foi aprovado um orçamento de 26 milhões de euros para 2019, destinado a “obras estruturantes” no concelho, como

Última Hora

Suspeita de radiação encerra serviço de TAC na Guarda

A administração da Unidade local de Saúde (ULS) da Guarda suspendeu o serviço de tomografias axiais computorizadas (TAC) no hospital da cidade.

Destaque

Homem que abusou, violentou e quase matou vizinha em Oliveira do Hospital condenado a 15 anos de prisão

Tribunal de Coimbra deu como provado que um homem de 33 anos violou a vizinha, que sofre de deficiência, num contexto de roubo, tendo ainda tentado tirar-lhe a vida, sem

Última Hora

Desporto – Resultados

No Distrital de Honra da AFC, o FCOH dividiu pontos ao empatar com o Sourense 0-0. Quem beneficiou foi o Condeixa que venceu o Ançã por 2-0, assumindo o 1º

Última Hora

Cooperativa promove colóquio sobre “Nutrição Animal”

A Cooperativa Agro Pecuária da Beira Central realiza no dia 21 de abril, pelas 11h00, um colóquio alusivo à “Nutrição Animal”.

Última Hora

Carregal do Sal: Mulher identificada por furto em interior de residência

O Comando Territorial de Viseu, através de militares do Posto Territorial de Carregal do Sal, identificou, no passado dia 8 de fevereiro, uma mulher, com 36 anos, pela prática do

Última Hora

Incêndios: Pampilhosa da Serra apoia reconstrução de segundas habitações

Um regulamento que viabiliza o apoio à reconstrução de segundas habitações de Pampilhosa da Serra, afetadas pelos incêndios de 2017, vai ser apresentado à Assembleia Municipal, na sexta-feira, após ter