“Neste 6º lugar acho que está espelhada a qualidade que eu tinha e o trabalho que fizemos ao longo da época” (com vídeo)
4 Junho, 2019 1384 Views

“Neste 6º lugar acho que está espelhada a qualidade que eu tinha e o trabalho que fizemos ao longo da época” (com vídeo)

image_pdfimage_print

O sexto lugar na tabela classificativa da Série C do Campeonato Nacional foi o feito alcançado pelo Futebol Clube de Oliveira do Hospital (FCOH) que, esta época, regressou à competição depois de se sagrar campeão da Divisão de Honra da Associação de Futebol de Coimbra.

“Uma época fantástica a todos os níveis” é o balanço que o treinador Miguel Valença faz, neste que foi o seu grande desafio enquanto profissional, a primeira vez que assumiu o comando de uma equipa sénior.

O objetivo nesta época desportiva por parte da direção era claro: a manutenção. Mas os oliveirenses foram mais além e, aos poucos, foram subindo na tabela classificativa, conseguindo o 6º lugar. “Conseguimos trabalhar, desde cedo, na construção do plantel, condizendo com as dificuldades que íamos encontrando no campeonato de Portugal”, refere Miguel Valença, em declarações à Rádio Boa Nova.

Para o treinador dos oliveirenses, a união do plantel e equipa técnica foi a chave do sucesso. “Tivemos muita qualidade, tanto humana como futebolística, e acabou por ser um dos pontos mais fortes”, conta Miguel Valença, realçando que “domingo a domingo, o objetivo era sempre os três pontos”.

Com o registo de 13 vitórias, 13 empates e somente oito derrotas, ao longo das 34 jornadas, o FCOH teve o máximo de jogos sem perder (14), que significa que houve, aos olhos do técnico, “uma prioridade na construção de uma identidade defensiva sólida, para que todos os jogadores soubessem a importância que tinham em todos os momentos defensivos”. “Não é por acaso que tivemos maior parte do tempo nas melhores equipas a nível nacional em termos defensivos”, afirma.

Mas as estatísticas revelam mais. A equipa oliveirense foi a quarta equipa com mais golos marcados (42), motivo de orgulho para Miguel, que no início viu o seu papel enquanto treinador questionado.

“Posso dizer que se calhar 90 por cento das pessoas não acreditava nem em mim nem no clube. Mas, neste 6º lugar, acho que está espelhada a qualidade que eu tinha e o trabalho que nós fizemos ao longo desta época”.

O objetivo da equipa passava pela conquista de, pelo menos, um ponto por jogo porque “ponto a ponto, o objetivo estaria mais perto”. À Rádio Boa Nova, Miguel Valença mostra-se orgulhoso no seu plantel, afirmando que os seus jogadores “foram enormes”.

Com apenas 29 anos e a liderar uma equipa sénior pela primeira vez, o técnico adianta que “não foi fácil porque foi o deixar de uma carreira de vinte anos como guarda-redes”. “No momento em que me foi feito o convite não foi fácil, mas tive a coragem e a audácia de perceber para onde queria ir. Aceitei o projeto, rodeei-me das melhores pessoas que eu achei que tinham competência e ambição para chegar ao patamar que eu também quero chegar como treinador, que é aos campeonatos profissionais”, diz, realçando que “os treinadores só se fazem se conseguirem escolher os melhores jogadores”. “Tenho uma liderança partilhada. Comigo, os jogadores têm opinião”.

Na competição da Taça de Portugal, o clube não foi tão feliz, tendo sido eliminado logo na segunda eliminatória, com os dois jogos decididos através de grandes penalidades. Contudo, não foi motivo de desânimo por parte do plantel. “A Taça acaba por ser um sonho”, considera Miguel Valença que revela que é uma “oportunidade para rodar jogadores que, até essa data, não tenham sido colocados em prática no jogo”.

Terminada a época desportiva, o treinador sente-se realizado e com os objetivos cumpridos. “Sou muito ambicioso e acho que a classificação que obtivemos demonstra a ambição que a minha equipa técnica, jogadores e direção tinham”, defende.

Quanto ao futuro do técnico no clube, questão que muitos colocam a esta altura, está ainda reservado, uma vez que “o clube vai a eleições”, mas o mesmo revela que gostaria de continuar no comando dos oliveirenses. “Já houve abordagens mas ainda é cedo para responder. Já tive outros convites que rejeitei. Estamos em conversações e vamos ver se chegam a bom porto”, conclui.

Previous Maria Moura é convidada do Espaço BLC3- Ciência no Interior
Next Meios aéreos de combate a incêndios saem de Seia por razões de segurança

Artigos Relacionados

Região

Suspeito de atirar contra militares da GNR de Coimbra foi detido em Espanha

A Polícia Judiciária do Centro anunciou hoje ter sido detido em Espanha o homem suspeito da tentativa de homicídio de dois militares …

Sociedade

Casimiro Santos chega à cidade de Oliveira do Hospital com L’Artista Colcurinho

Abriu hoje em Oliveira do Hospital um novo espaço com a marca L’Artista. Trata-se do L’Artista Colcurinho que, a partir da recuperação de uma emblemática sala da cidade, …

Informação

CDS-PP vai estar ausente da cerimónia do feriado municipal de Oliveira do Hospital

A Comissão Política concelhia do CPS-PP de Oliveira do Hospital informou, hoje, que o partido não se vai fazer representar na cerimónia comemorativa do feriado municipal,…

Sociedade

Cerca de 200 crianças vão recriar “Terço Humano” em Oliveira do Hospital

A Catequese de Oliveira do Hospital realiza, na próxima sexta-feira, 25 de maio, pelas 21h30, o “Terço Humano”. A iniciativa, que vai contar com o envolvimento de cerca de 200

Informação

Ervedal da Beira recupera tradição perdida há mais de 70 anos. Solene Procissão do Senhor dos Passos acontece domingo à tarde

No próximo domingo, dia 13, realiza-se em Ervedal da Beira, no concelho de Oliveira do Hospital, a Solene Procissão do Senhor dos Passos. Própria deste período quaresmal, a iniciativa acontece

Destaque

Festa das Vindimas revive tradição que se está a perder em Lagares da Beira (com vídeo)

É já no próximo fim de semana, 29 e 30 de setembro, que se realiza a 9ª edição da Festa das Vindimas em Lagares da Beira, com o objetivo de

Politica

Alexandrino diz que ausência de candidato do PSD no debate “envergonha a democracia”

O candidato do PS à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital acredita que, depois do debate, os oliveirenses “ficaram esclarecidos…

Sociedade

Natal vai ser frio, mas sem chuva

A véspera e o dia de Natal vão ser marcados pelo tempo frio, com temperaturas máximas a variar entre 7 e 18 graus Celsius, mas sem chuva.

Informação

Biblioteca Municipal de Oliveira do Hospital assinalou cinco anos

A Biblioteca Municipal de Oliveira do Hospital assinalou no dia 10 de junho, o seu 5.º aniversário, momento a que se associaram leitores e utilizadores …

Informação

BLC3 promove “Open Day” dirigido à comunidade

A BLC3 arrancou, no passado dia 14 de novembro, com o primeiro dia da iniciativa “Open Day”, …

Educação

 “Mini repórteres” da Rádio Boa Nova partiram à descoberta da gastronomia local

No âmbito do programa “Férias Ativas”, as crianças voltam a ser “Mini Repórteres” na Rádio Boa Nova numa parceria com o Município de Oliveira do Hospital.

Destaque

Presidente da CCDRC adianta que 90 por cento das casas ardidas em outubro estão recuperadas

Foi em Oliveira do Hospital que a presidente da Comissão de Coordenação de Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) fez,…