Município oliveirense alerta proprietários de terrenos para remoção de árvores e materiais queimados nos incêndios

Município oliveirense alerta proprietários de terrenos para remoção de árvores e materiais queimados nos incêndios

image_pdfimage_print

Em resultado do grande incêndio que assolou todo o concelho de Oliveira do Hospital no dia 15 de outubro de 2017, o Município alerta para o elevado número de árvores que foram totalmente queimadas e,…

…ao não terem sido removidas até à data pelos seus proprietários, encontram-se secas, inclinadas e com os ramos a pender sobre infraestruturas, apresentando um significativo risco de queda, colocando em causa a circulação e/ou presença de pessoas e bens, nomeadamente junto de vias nacionais/municipais e aglomerados populacionais e industriais.

Assim, de acordo com a Lei vigente que regula esta matéria, Lei 2110, de 19 de agosto de 1961 (Regulamento Geral de Caminhos e Estradas Municipais), torna-se público que ao abrigo do artigo 71º, “…ficam os proprietários, usufrutuários ou rendeiros de prédios confinantes com as vias municipais obrigados, no prazo de 5 dias”, a cortar as árvores que ameaçam cair para as referidas vias; remover árvores que por efeito de queda se encontrem a obstruir a circulação rodoviária; cortar os troncos e ramos das árvores que pendem sobre as vias, reduzindo as condições de visibilidade do trânsito e a segurança pública; em caso de queda ou obstrução da via pública, da qual resultem danos pessoais ou materiais, os proprietários/usufrutuários ou detentores de quaisquer outros direitos sobre o terreno ficam sujeitos a responsabilidade civil pelos danos causados e, consequentemente obrigados ao ressarcimento dos mesmos a título de indemnização”.

Em caso de incumprimento das ações no prazo fixado, serão as mesmas executadas pela Câmara Municipal, a expensas dos respetivos proprietários/usufrutuários ou detentores de quaisquer direitos sobre terrenos, nos termos do artigo 101.º do citado Diploma Legal.

O Município informa ainda que, no cumprimento do disposto no n.º 1 e 2 do artigo 36º do Decreto-Lei n.º 124/2006, de 28 de Junho, na sua redação atual, os proprietários, arrendatários, usufrutuários, ou entidades que a qualquer título, detenham terrenos situados nas faixas de 25 metros para cada lado das vias de circulação rodoviária, em áreas atingidas por incêndios florestais, e de forma a criar condições de circulação rodoviária em segurança, devem remover os materiais queimados nos incêndios.

O Município oliveirense alerta ainda para o não corte de sobreiros e azinheiras, sem obter as devidas autorizações das entidades competentes, tendo em atenção o Decreto-Lei n.º 155/2004, de 30 de Junho e o Decreto-Lei n.º 169/2001, de 25 de Maio, que estabelece as Medidas de Protecção ao Sobreiro e à Azinheira.

Para aconselhamento adicional deve ser contactado o Gabinete Técnico Florestal do Município de Oliveira do Hospital (238605250).

Previous Vai ser lançado o livro do professor José Ramos Mendes
Next Futebolistas do distrito de Coimbra em situação irregular forçados a abandonar o país

Artigos Relacionados

Região

Homem apanhado com droga já era procurado por furto e dano

Um homem de 52 anos foi detido em flagrante delito quando transportava droga que tinha adquirido em Espanha. O Comando Territorial da GNR da Guarda, …

Sociedade

ADIBER aposta em site mais apelativo e funcional

A ADIBER – Associação de Desenvolvimento Integrado da Beira Serra tem disponível um novo site na internet, no endereço www.adiber.pt, o qual se apresenta com uma imagem mais moderna, apelativa e

Informação

FCOH desceu ao último lugar da Série E do Campeonato de Portugal Prio

  Com a derrota por 2-1 frente ao Sabugal nesta jornada 9 do Campeonato de Portugal Prio, a equipa oliveirense vê mais perto a descida de divisão. Se  antes era

Informação

Oliveira do Hospital acolhe Encontro Internacional de Karaté

Nos dias 8, 9 e 19 de julho realiza-se em Oliveira do Hospital o 9º Estágio Internacional de Karaté orientado pelo Sensei Dino Contarelli (Itália)…

Informação

Guarda: Detido por rapto e abuso sexual

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal da Guarda, identificou e deteve um homem, de 26 anos, pela presumível prática de um crime de rapto de menor…

Informação

Primeiro fim de semana de outono com temperaturas a chegar aos 30 graus

O primeiro fim de semana de outono vai ser marcado em Portugal continental por alguma nebulosidade, vento fraco e temperaturas máximas…

Última Hora

Acompanhe os trabalhos da Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital

Rádio Boa Nova em reportagem na reunião da Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital: Dulce Pássaro, presidente da Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital, anunciou o valor da comparticipação dos deputados

Informação

Oliveira do Hospital participou na caminhada “O que nos Liga”

Esta manhã, os oliveirenses responderam de forma positiva ao repto lançado pelo Núcleo Regional do Centro da Liga Contra o Cancro e participaram na Caminha “O que nos Liga”.

Região

Cerca de 200 jovens participam no acampamento do Bloco ‘Liberdade 2017’ em S. Gião

Cerca de 200 jovens participam até domingo no acampamento “Liberdade 2017”, organizado pela Coordenadora Nacional de Jovens do Bloco de Esquerda, em Oliveira do Hospital, com debates, ‘workshops’, filmes e

Destaque

Seilimp completou 15 anos de sucesso

A empresa Seilimp, que se dedica ao comércio de produtos de higiene e limpeza, completou no passado dia 14 de julho, 15 anos de atividade. Nascida em Seia, mas a

Última Hora

Coligação liderada pelo CDS-PP aposta em programa “inovador” confiante na eleição de vereador

É com um programa composto por cerca de 80 medidas que a candidatura “Construir o Futuro” à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital apela ao “voto útil” …

Última Hora

FCOH aposta na publicidade estática no seu estádio

No próximo domingo, dia 19 de agosto, o Futebol Clube de Oliveira do Hospital vai divulgar, aos seus sócios e apoiantes, as melhorias realizadas no Estádio Municipal e também os