Morreu capelão do Santuário de Fátima quando se preparava celebrar missa da tarde

O capelão do Santuário de Fátima, padre Carlos Silva, de 59 anos, morreu na terça-feira à tarde quando se preparava para celebrar a missa das 16h30, revelou o Santuário de Fátima na sua página de Internet.

“O sacerdote da Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus faleceu esta tarde em Fátima quando se preparava para celebrar a eucaristia das 16h30”, indicou o Santuário num comunicado.

Segundo a nota, o sacerdote sentiu-se mal “quando se paramentava, na Sacristia das capelas do piso inferior da Basílica da Santíssima Trindade”.

“Foram chamados de imediato os meios de socorro, tendo sido desenvolvidas várias tentativas de reanimação sem sucesso, acabando por ser declarado o óbito”, lê-se no comunicado.

O Santuário de Fátima diz-se “consternado” pela morte do padre Carlos Silva, que estava no Santuário desde 2017, tendo sido nomeado capelão a 1 de outubro de 2018.

O sacerdote faria em agosto 60 anos e, em julho, 30 anos de ordenação sacerdotal. Natural de Benguela, o padre Carlos Silva era mestre em Teologia Sistemática pela Universidade Católica Portuguesa e foi ordenado em 2 de julho de 1989, por D. António Ribeiro, Patriarca de Lisboa. Como padre serviu nos Açores, em Castro Marim (distrito de Faro), Alfragide (distrito de Lisboa) e Póvoa de Santa Iria (distrito de Lisboa), antes de ir para Fátima, indicou o Santuário.