Marcelo espera que indemnizações definitivas fiquem definidas até 2017

Marcelo espera que indemnizações definitivas fiquem definidas até 2017

image_pdfimage_print

O Presidente da República afirmou hoje esperar que as indemnizações definitivas às famílias das vítimas mortais dos incêndios fiquem definidas até ao fim do ano, se possível, antes do Natal.

“Isso seria realmente o ideal e penso que há condições para isso”, declarou.

Marcelo Rebelo de Sousa falava aos jornalistas no Terreiro do Paço, em Lisboa, antes de um passeio de elétrico com a Presidente da Suíça, a propósito dos 70 mil euros fixados como valor mínimo de indemnização para os mais de cem casos de morte nos incêndios deste ano.

Questionado se considera justo esse valor, fixado num relatório hoje entregue ao primeiro-ministro, António Costa, por um conselho constituído para este efeito, o chefe de Estado respondeu: “Não me vou pronunciar sobre isso”.

“Aquilo que digo, e que foi explicado pela própria comissão que chegou a esse valor, é que a esse valor devem acrescer depois outros valores, correspondentes ao sofrimento dos familiares e ao sofrimento concreto da vítima antes da morte. E, portanto, as circunstâncias são diferentes de caso para caso”, referiu.

O Presidente da República salientou que “o montante global terá outras parcelas além dessa”, cabendo essa avaliação à Provedora de Justiça, Maria Lúcia Amaral, em função das circunstâncias de cada caso.

“O mais importante, que o senhor primeiro-ministro já sublinhou, é ser rápida – e há toda a disponibilidade da senhora provedora de Justiça para ser rápida – a definição da indemnização definitiva, antes do fim do ano e, se possível, antes do Natal”, acrescentou Marcelo Rebelo de Sousa.

As situações mais graves de incêndios em Portugal este ano ocorreram em junho, em Pedrógão Grande – quando um fogo alastrou a outros municípios e provocou, segundo a contabilização oficial, 64 mortos e mais de 250 feridos (registou-se ainda a morte de uma mulher que foi atropelada quando fugia deste fogo) -, e em 15 de outubro, o pior dia de fogos do ano segundo as autoridades, que provocaram 45 mortos e cerca de 70 feridos, perto de uma dezena dos quais graves.

Fonte: Lusa

Previous Agricultores exigem menos burocracia e mais apoios para recuperação após os fogos
Next Associação pede rapidez para que indemnizações “não demorem uma eternidade”

Artigos Relacionados

Região

Município de Penacova aprova Relatório de Gestão e Prestação de Contas

 A Assembleia Municipal de Penacova aprovou o Relatório de Gestão e Prestação de Contas do Município de Penacova do ano económico de 2017, que espelha os grandes eixos de investimento

Informação

Mulher despista-se e embate contra posto de combustível em Oliveira do Hospital (com vídeo)

O posto de abastecimento do Grupo Tavfer, localizado na Chamusca da Beira, no concelho de Oliveira do Hospital, foi alvo de um embate de um carro, esta manhã, pelas 7h43.

Última Hora

Fernando Correia apresenta novos livros em Oliveira do Hospital

O conhecido jornalista Fernando Correia regressa a Oliveira do Hospital para apresentar os seus dois últimos livros: a recém publicada autobiografia “O Que Eu Sei de Mim” e…

Região

Quatro detidos por tráfico de estupefacientes em Gouveia

Militares do Núcleo de Investigação Criminal de Gouveia detiveram três homens e uma mulher, com idades entre os 21 e os 24 anos, por tráfico de estupefacientes, em Gouveia.

Última Hora

Incêndios: Um quinto dos agricultores afetados apresentou pedidos de pagamento. Outros admitem desistir

Passados sete meses do término das candidaturas para o apoio aos incêndios de 15 de outubro de 2017, cerca de um quinto dos agricultores (19%) com prejuízos acima dos cinco

Informação

Dez concelhos em risco máximo de incêndio com temperaturas acima dos 35ºC

Dez concelhos dos distritos de Faro, Santarém, Portalegre e Castelo Branco apresentam hoje um risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Destaque

Oliveira do Hospital: Septuagenários ficaram feridos com gravidade em despiste automóvel

Um homem e uma mulher, com idade na casa dos 70 anos, ficaram feridos com gravidade num despiste ocorrido esta manhã, na estrada que liga Oliveira do Hospital à Bobadela,

Região

Região: Homem foi detido por homicídio na forma tentada

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, com a colaboração da GNR, deteve, na passada quinta-feira, …

Informação

Despiste de mota provoca um morto em Viseu

Um homem morreu ao início da noite desta segunda-feira na sequência do despiste de uma mota em Gumirães, na cidade de Viseu.

Informação

“Gala dos Pequenos Grandes Heróis” alerta para incidência de cancro na infância e idade jovem (com vídeo)

A equipa “Vida com Arte”, do Projeto “Dou Mais tempo à Vida” da Liga Portuguesa Contra o Cancro – Núcleo Regional do Centro promove , no dia 18 de junho,

Informação

Conheça o calendário desportivo do fim-de-semana

Este domingo, 27 de janeiro, disputa-se a 19ª jornada da Série C do Campeonato Nacional.