Marcelo espera que indemnizações definitivas fiquem definidas até 2017

Marcelo espera que indemnizações definitivas fiquem definidas até 2017

image_pdfimage_print

O Presidente da República afirmou hoje esperar que as indemnizações definitivas às famílias das vítimas mortais dos incêndios fiquem definidas até ao fim do ano, se possível, antes do Natal.

“Isso seria realmente o ideal e penso que há condições para isso”, declarou.

Marcelo Rebelo de Sousa falava aos jornalistas no Terreiro do Paço, em Lisboa, antes de um passeio de elétrico com a Presidente da Suíça, a propósito dos 70 mil euros fixados como valor mínimo de indemnização para os mais de cem casos de morte nos incêndios deste ano.

Questionado se considera justo esse valor, fixado num relatório hoje entregue ao primeiro-ministro, António Costa, por um conselho constituído para este efeito, o chefe de Estado respondeu: “Não me vou pronunciar sobre isso”.

“Aquilo que digo, e que foi explicado pela própria comissão que chegou a esse valor, é que a esse valor devem acrescer depois outros valores, correspondentes ao sofrimento dos familiares e ao sofrimento concreto da vítima antes da morte. E, portanto, as circunstâncias são diferentes de caso para caso”, referiu.

O Presidente da República salientou que “o montante global terá outras parcelas além dessa”, cabendo essa avaliação à Provedora de Justiça, Maria Lúcia Amaral, em função das circunstâncias de cada caso.

“O mais importante, que o senhor primeiro-ministro já sublinhou, é ser rápida – e há toda a disponibilidade da senhora provedora de Justiça para ser rápida – a definição da indemnização definitiva, antes do fim do ano e, se possível, antes do Natal”, acrescentou Marcelo Rebelo de Sousa.

As situações mais graves de incêndios em Portugal este ano ocorreram em junho, em Pedrógão Grande – quando um fogo alastrou a outros municípios e provocou, segundo a contabilização oficial, 64 mortos e mais de 250 feridos (registou-se ainda a morte de uma mulher que foi atropelada quando fugia deste fogo) -, e em 15 de outubro, o pior dia de fogos do ano segundo as autoridades, que provocaram 45 mortos e cerca de 70 feridos, perto de uma dezena dos quais graves.

Fonte: Lusa

Previous Agricultores exigem menos burocracia e mais apoios para recuperação após os fogos
Next Associação pede rapidez para que indemnizações “não demorem uma eternidade”

Artigos Relacionados

Região

Polícia Judiciária deteve traficante de estupefacientes em Pombal

A Polícia Judiciária, através da Diretoria de Centro, deteve uma mulher, desempregada, presumível autora da prática de um crime de tráfico de estupefacientes.

Última Hora

Proteção Civil alerta para situações de chuva, queda de neve e vento

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) emitiu, hoje, um aviso à população para os próximos três dias devido a um agravamento…

Última Hora

Leiria: PJ deteve suspeito da prática do crime de Pornografia de Menores

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Leiria, no âmbito de uma investigação, recolheu elementos de prova que levaram à detenção, no dia de ontem, em flagrante

Última Hora

Tondela consegue a chave certa para manutenção na Primeira Liga.

Não era só a vitória frente à Académica por 2-0, o suficiente para a manutenção. Mas da Madeira veio o resultado que ajudaria a que isso fosse possível. O União

Informação

Despiste provocou um morto na Covilhã

Um homem de 33 anos morreu, ontem à noite, na sequência do despiste da viatura que conduzia numa das artérias da cidade da Covilhã.  O acidente ocorreu pelas 20h30 horas.

Informação

Quatro arguidos entre os que pediram apoios para a reconstrução em Pedrógão Grande

O Ministério Público informou hoje que, “até agora, foram constituídos quatro arguidos” no âmbito do “inquérito onde se investigam as irregularidades relacionadas …

Opinião

Ca$h Resto Z€ro com olhar sobre a importância de “discutir Fátima”

Em mais um Ca$h Resto Z€ro na Rádio Boa Nova, Vítor Neves olha esta sexta-feira para as pessoas e para a fé.

Última Hora

Dois feridos graves em choque frontal em Oliveira do Hospital

Dois jovens ficaram gravemente feridos num acidente ocorrido no sábado à noite na EN17, localidade de Chamusca da Beira, no concelho de Oliveira do Hospital. Os dois jovens, residentes no

Região

95 bombeiros combatem fogo no parque da Interecycling em Tondela

Noventa e cinco bombeiros apoiados por 37 veículos combatiam às 13h 00 de hoje um incêndio que deflagrou às 11h50 no parque da Interecycling, empresa de reciclagem de resíduos de

Última Hora

Há 17 projetos candidatos ao 4º Orçamento Participativo em Seia

Do total de 20 propostas submetidas ao Orçamento Participativo (OP) de Seia 2019/2020 são finalistas 17 projetos, que agora são colocados …

Última Hora

Rally de Tábua e Oliveira do Hospital reserva “emoções fortes” nos dias 6 e 7 de abril

No próximo fim de semana, 6 e 7 de abril as atenções vão centrar-se no Rally de Tábua e de Oliveira do Hospital que promete “experiências fortes, adrenalina, …

Última Hora

Proteção Civil emite alerta à população

De acordo com os dados relativos às condições climatéricas disponibilizada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera, prevê-se para as próximas 48 horas um agravamento das condições meteorológicas.