Mais de metade dos jovens já sofreram de violência no namoro

Mais de metade dos jovens já sofreram de violência no namoro

image_pdfimage_print

Mais de metade dos jovens que namoram ou namoraram dizem já ter sofrido uma qualquer forma de violência por parte do companheiro e 67% acham isso natural, motivo para uma nova campanha pelo fim da violência no namoro.

A campanha é apresentada hoje, tal como os resultados do estudo nacional sobre a violência no namoro, feito pela União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR), com o apoio da Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro.

Em comunicado, o gabinete da secretária de Estado adianta que o Estudo Nacional sobre a Violência no Namoro 2019 revela que “58% de jovens que namoram ou já namoraram reportam já ter sofrido pelo menos uma forma de violência por parte de atual ou ex-companheiro/a”.

Por outro lado, “67% de jovens consideram como natural algum dos comportamentos de violência”, sendo que o estudo demonstra que existe uma “elevada prevalência e legitimação de formas especificais de violência”.

Em causa estão, casos de violência psicológica, violência exercida através das redes sociais ou atitudes de controlo, seja sobre vestuário, hábitos de convívio ou outros comportamentos.

Aproveitando o facto de hoje se assinalar o Dia dos Namorados, o Governo apresenta a campanha #NamorarMemeASério pela eliminação da violência no namoro, com o objetivo de identificar alguns dos comportamentos que são demonstrativos de situações de violência, seja física, psicológica ou sexual.

A campanha é lançada em conjunto com várias organizações não-governamentais (ONG) e federações académicas, além da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG) e conta com o rosto de algumas figuras públicas e influenciadores digitais seguidos pelo público mais jovem, que lançam alertas sobre as atitudes de namorados ou namoradas.

“Se não gosta que uses maquilhagem”, “se a discussão acaba sempre com uma ameaça”, “se te humilha frente a outras pessoas” ou “quando te proíbe de falar com outras pessoas”, são sinais de violência que a campanha pretende combater.

“Se o teu namorado ou namorada tem atitudes que te deixam desconfortável, com o objetivo de te controlar, dominar ou humilhar, isso é um sinal de que algo está errado e isso não é um namoro a sério”, é uma das mensagens principais da campanha.

A campanha salienta ainda que a violência é crime público e que, por isso, cabe a todos denunciá-lo, podendo essa denúncia ser feita para o número 800 202 148.

Fonte: Lusa

Previous Rádio Boa Nova participou no programa "Portugal em Direto" da Antena 1 (Com vídeo)
Next Góis promove Orçamento Participativo pela primeira vez

Artigos Relacionados

Informação

Tuna Cantares de Avô comemora 7º aniversário

A Tuna Cantares de Avô comemora no domingo, dia 23 de abril, o 7º aniversário com um programa cultural que vai ter lugar no Centro Cultural Vasco de Campos, a

Informação

Bombeiros procuram ocupantes de carro que caiu para barragem da Guarda

Mais de 30 bombeiros estão a realizar buscas para localizar os eventuais ocupantes de uma viatura ligeira que hoje foi vista a afundar-se na barragem do Caldeirão, nas proximidades da

Sociedade

Férias Ativas 2016 terminaram com um encontro de todos os participantes

As Férias Ativas 2016 terminaram com um mega encontro onde se reuniram os participantes deste programa ocupacional dos tempos livres …

Última Hora

Missão Sorriso apoia “Casa da Obra” em projeto de recuperação das estufas e promoção de alimentação saudável

A Obra D. Josefina da Fonseca, instituição de Oliveira do Hospital, foi uma das contempladas pela Missão Sorriso, promovida pelo Continente,…

Última Hora

Região: Homem encontrado morto numa piscina

Um homem foi encontrado morto numa piscina, esta quarta-feira, em S. Martinho das Chãs, no concelho de Armamar.

Última Hora

65 acidentes e 674 infrações na última semana no distrito de Coimbra

Na semana de 21 a 27 de novembro, o Comando Territorial de Coimbra da GNR registou 65 acidentes nas estradas do distrito e 674 infrações.

Última Hora

Incêndio destruiu anexo de habitação em Coimbra

Um incêndio destruiu ontem à tarde um anexo de uma habitação na Rua da Baldeira, na Póvoa de S. Martinho do Bispo, em Coimbra.

Última Hora

Plano Municipal para a Igualdade cumprido com sucesso em Oliveira do Hospital

As comemorações do Dia Municipal para a Igualdade, que se desenrolaram entre 18 e 24 de junho em Oliveira do Hospital, terminaram com uma mesa redonda…

Última Hora

Concerto em Coimbra apoia vítimas do incêndio com entrega de receita à FAAD

As receitas do quarto espetáculo do III Ciclo de Concertos de Música de Coimbra, no domingo, com a participação do checo Jaroslav Mikus…

Informação

Figueira da Foz: Mulher encontrada morta dentro de carro

Uma mulher, de 58 anos, foi encontrada morta dentro de uma viatura, esta quarta-feira, 12 de setembro, no centro da cidade da Figueira da Foz.

Sociedade

Prémio Portugal é Nobre: Associação dos Amigos da Lageosa recebe 70,9 quilos de produtos alimentares

A Associação dos Amigos da Lageosa vai receber 70,9 quilos de produtos alimentares correspondentes ao peso do vencedor da 3ª etapa da Volta a Portugal em Bicicleta na cidade de

Última Hora

Nogueirense suspeita de viciação de resultado no Oliveira do Hospital-Pampilhosa

A Associação Desportiva Nogueirense apresentou uma denúncia à Polícia Judiciária por suspeita de viciação de resultado no jogo Oliveira do Hospital-Pampilhosa, da Série E…