Mais de  500 mil árvores já foram plantadas no Pinhal de Leiria

Mais de  500 mil árvores já foram plantadas no Pinhal de Leiria

O Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e centenas de voluntários já plantaram mais de 500 mil árvores em ações de reflorestação da Mata Nacional de Leiria (MNL), cujo pinhal ardeu em outubro de 2017.

De acordo com o ICNF, a Mata Nacional de Leiria será “reflorestada com recurso a dois métodos distintos de rearborização: a plantação e a regeneração natural”, com a germinação de dezenas de milhões de plantas.

Os incêndios de outubro de 2017, que atingiram 36 concelhos da região Centro, provocaram 49 mortos e cerca de 70 feridos, e destruíram total ou parcialmente perto de 1.500 casas e cerca de meio milhar de empresas.

Extensas áreas de floresta e de terrenos agrícolas foram igualmente destruídas pelos fogos de 15 e 16 de outubro de 2017, que afetaram de forma mais grave os municípios de Castelo de Paiva e Vagos, no distrito de Aveiro; Oleiros e Sertã (Castelo Branco); Arganil, Figueira da Foz, Lousã, Mira, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Penacova, Tábua e Vila Nova de Poiares (Coimbra); Gouveia e Seia (Guarda); Alcobaça, Marinha Grande e Pombal (Leiria); e Carregal do Sal, Mortágua, Nelas, Oliveira de Frades, Santa Comba Dão, Tondela e Vouzela (Viseu).

Nas manchas florestais atingidas, destaque designadamente para o Pinhal de Leiria, na Marinha Grande, que ficou reduzido a cerca de 20% da sua extensão, e seus prolongamentos para norte (Mata Nacional do Urso, em Pombal) e para sul (orla costeira de Alcobaça), para as matas nacionais de Quiaios (Figueira da Foz), onde arderam mais de três mil hectares, equivalentes a cerca de 50% da sua área, e da Margaraça (Arganil), classificada como Reserva Biogenética do Conselho da Europa, que perdeu cerca de 70% da flora, e ainda para o Parque Natural da Serra da Estrela, penalizado nos municípios de Gouveia, Oliveira do Hospital e Seia.

Na sequência dos fogos que deflagram em 15 de outubro foram consumidos mais de 220.000 hectares de floresta, cerca de 45% da área total ardida durante 2017, de acordo com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). Os dois incêndios que, em outubro, destruíram maiores áreas ocorreram no distrito de Coimbra, nos concelhos da Lousã, onde foram atingidos cerca de 43.900 hectares, e de Oliveira do Hospital (perto de 43.200 hectares).

com:lusa.pt

Previous Espetáculo de Ricardo Araújo Pereira deslocalizado para o Pavilhão Serafim Marques
Next Mostra  “Da Nossa Terra” realiza-se no próximo sábado

Artigos Relacionados

Última Hora

Seia promove Festival Internacional da Canção Serra da Estrela

Seia volta a acolher, na última semana de agosto, o Festival Internacional da Canção da Serra da Estrela (FICSE). Esta segunda edição do festival …

Região

Jovens estrangeiros querem atrair mais pessoas para a região do Pinhal Interior

Com o projecto Wildings, um grupo de jovens quer atrair mais pessoas para a região do Pinhal Interior. Para isso, têm um site, uma websérie e, em breve, um guia

Última Hora

Álvaro Assunção expõe pintura na Casa da Cultura César Oliveira

Foi ontem inaugurada a exposição de pintura “Vê moinhos… são moinhos. Vê gigantes… são gigantes” de Álvaro Assunção. A mostra está patente até 31 de maio na Casa da Cultura

Informação

Assembleia Municipal vota contas de 2016 e subsídios às Juntas de Freguesia

A Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital reúne na próxima segunda feira, dia 24 de abril, em sessão ordinária, a partir das 14h30, no Salão Nobre da Câmara.

Informação

Hoje é o último dia para a entrega do IRS

Termina esta quarta-feira o prazo para todos os contribuintes entregarem a declaração de Imposto do Rendimento de pessoas Singulares (IRS) relativa aos rendimentos auferidos em 2016.

Destaque

Assunção Cristas defendeu unidade de missão para reconstrução na visita a empresas devastadas pelo fogo em Oliveira do Hospital

Depois de visitar a corporação de bombeiros na cidade de Oliveira do Hospital, Assunção Cristas testemunhou, esta manhã,..

Destaque

“Sonho” da Taça de Portugal terminou para FCOH

O “sonho” da Taça de Portugal terminou, ontem, para o Futebol Clube de Oliveira do Hospital (FCOH), depois de ter sido derrotado nas grandes penalidades pelo Lusitano Futebol Clube Vildemoinhos.

Região

Politécnico de Castelo Branco aboliu a praxe e optou por integração solidária

A Associação Académica do Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB) aboliu a praxe nas seis escolas da instituição, substituindo-a por ações culturais e solidárias de integração.

Informação

Nasceu mais um bebé no Centro de Saúde de Oliveira do Hospital

Na tarde de hoje, o Centro de Saúde de Oliveira do Hospital “assistiu” a mais um nascimento de uma criança oliveirense.

Última Hora

Alunos da ESTGOH vão ter transporte grátis no próximo ano

O Município de Oliveira do Hospital alargou a isenção no pagamento de transportes aos alunos do ensino superior que frequentem a Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do

Região

Vice-presidente e diretores de unidades orgânicas do IPG tomaram posse

No Instituto Politécnico da Guarda (IPG) decorreu dia 15 de Janeiro a cerimónia de tomada de posse do novo vice-presidente, da diretora da Unidade de Investigação…

Informação

Seis distritos do continente e Madeira sob aviso laranja devido a chuva

Seis distritos de Portugal continental e a Madeira estão hoje sob aviso laranja devido à previsão de chuva por vezes forte e acompanhada de trovoadas, segundo o Instituto Português do