MAAVIM queixa-se de falta de apoios 11 meses depois do grande incêndio

MAAVIM queixa-se de falta de apoios 11 meses depois do grande incêndio

O Movimento Associativo de Apoio às Vítimas do Incêndio de Midões (MAAVIM) continua no terreno a ajudar as populações afetadas pelos incêndios de Outubro de 2017.

Onze meses após a tragédia, o movimento liderado por Fernando Tavares Pereira queixa-se de falta de apoios.

Em comunicado, o MAAVIM dá conta do apoio prestado a mais de três mil famílias que foram sinalizadas e que foram ajudadas com diversos bens nos diversos concelhos de Tábua, Oliveira do Hospital, Arganil, Góis, Seia, Gouveia, Nelas, Carregal do Sal, Tondela, Santa Comba Dão, Mangualde, Penacova, Vila Nova de Poiares, Lousã, Vouzela e Oliveira de Frades.

Volvido quase um ano, o MAAVIM verifica que “tudo falhou”, razão pela qual continua no terreno a apoiar as vítimas do grande incêndio.

De acordo com o Movimento Associativo “das mais de duas mil habitações de primeira habitação ardidas, poucas mais de 400 foram adjudicadas e outras tantas contam com apoio financeiro”. Também preocupado com a falta de apoio para as mais de cinco mil casas ardidas de segunda habitação , exceptuando-se “algumas autarquias que tentam com os seus poucos recursos ajudar a não perderem mais gente no seu território”, o MAAVIM verifica que a “região parece acabada de sair de uma guerra”.

Onze meses após o incêndio, o MAAVIM conta mais de mil imigrantes afetados e dos quais “cerca de 300 não têm direito à sua habitação que perderam, por mais vulnerável que fosse”.

O apoio insuficiente para a recuperação das indústrias e o abandono no que respeita ao apoio médico e aquisição de medicamentos a que ficaram votadas muitas vítimas são outras das queixas do MAAVIM, que também denuncia os “milhares” de agricultores que ficaram de fora dos apoios “por variados motivos”.

Passados 11 meses, o MAAVIM reclama para a região os mesmos apoios concedidos às vítimas de Pedrógão Grande. Assegura não compactuar com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro e o Ministério da Agricultura “que abandonou a região e está a passar um atestado de incompetência às autoridades locais e à população local”.

Previous Projeto pioneiro leva jovens exploradores à descoberta da Serra do Açor
Next Turismo do Centro congratula-se com sucesso da região no programa 7 Maravilhas à Mesa

Artigos Relacionados

Informação

GNR deteve 468 pessoas na última semana em todo o país

A GNR deteve 468 pessoas durante operações de combate à criminalidade violenta e de fiscalização rodoviária realizadas ao longo da última semana em todo o país, indicou hoje a corporação.

Destaque

CDS-PP ‘pisca o olho’ a José Carlos Alexandrino

Com as eleições autárquicas quase à porta, o CDS-PP  dirigiu um verdadeiro “piscar de olho” ao atual presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital. José Carlos Alexandrino assegurou não

Região

Homem encontrou cannabis quando apanhava míscaros no concelho de Oliveira do Hospital

Um homem encontrou um porta sacos com mais de dois quilos de cannabis, quando procedia à apanha de míscaros na localidade de Pinheirinho, freguesia de Lourosa, no concelho de Oliveira

Última Hora

Tábua quer “continuar a crescer e a atrair gente”. Hoje assinala-se o Dia do Município

Na primeira comemoração do Dia do Município de Tábua após o grande incêndio, Mário Loureiro destaca a determinação da autarquia no processo de recuperação. Em entrevista à Rádio Boa Nova,

Última Hora

“A Escola e o Meio”na Rádio Boa Nova

Este sábado, dia 14 de abril, entre as 19h00 e as 20h00, é emitido o 24.º programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do AEOH.

Informação

FCOH ganha frente ao Condeixa. Lagares e ADN acabam em empate.

O Futebol Clube de Oliveira do Hospital (FCOH) trouxe, este domingo, para casa uma vitória por uma bola frente ao Condeixa Futebol Clube.

Região

“Movimento de cidadãos por Uma Estrela Viva” em Seia

Está agendada para amanhã à tarde ,dia 21, pelas 18h, no Largo do Município de Seia, uma concentração de cidadãos, …

Informação

Projeto “Semear para Crescer” recebe menção honrosa da ABAE

O projeto “Semear para Crescer”, dinamizado pelo Município de Oliveira do Hospital, recebeu uma menção honrosa no concurso “Boas Práticas Bandeira Azul 2016” da Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE).

Região

Aveiro e Nazaré: Apreendidas 1,5 toneladas de crustáceos e pescado

A Unidade de Controlo Costeiro, através do Destacamento de Controlo Costeiro da Figueira da Foz, apreendeu, no passado dia 20 de novembro, nas localidades de Aveiro e Nazaré, 1 050

Região

Suspeito de incêndio em Penacova confessa o crime em tribunal

Um homem de 56 anos acusado de ser o autor de um incêndio em agosto de 2015 que consumiu cerca de 140 hectares de floresta …

Educação

Festival Municipal da Canção realiza-se dia 4 de junho em Oliveira do Hospital

A iniciativa promovida pela  Câmara  de Oliveira do Hospital vai contar com 19 participantes e  14 canções…

Sociedade

Museu da Vista Alegre e Centro de Negócios do Fundão venceram nos RegioStars 2018

O Museu do Património da Vista Alegre e o Centro de Negócios do Fundão saíram vitoriosos no concurso RegioStars, considerados uma espécie de “óscares europeus” para projectos de desenvolvimento regional.