MAAVIM manifesta falta de apoios em Coimbra
23 Maio, 2018 616 Views

MAAVIM manifesta falta de apoios em Coimbra

O Movimento Associativo de Apoio às Vítimas dos Incêndios de Midões (MAAVIM), em conjunto com a Comissão Nacional de Agricultores e a Associação Distrital de Agricultores de Coimbra,…

…vai manifestar-se junto da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDR-C), amanhã, 24 de maio, pelas 11h00, na Rua Miguel Torga, em Coimbra.

O propósito da manifestação prende-se com o desejo que a Associação tem em ser recebida em audiência pelo Ministro do Planeamento para apresentar o caderno reivindicativo a lamentar a falta de apoio verificada no terreno.

Segundo o comunicado enviado à Rádio Boa Nova, em causa está o facto de “o Ministro do Planeamento e da Infraestruturas insistir em dizer que há habitações prontas e pagas pelo seu ministério”, sendo que “ainda não as veio inaugurar”.

Segundo a Associação, a CCDR-C “continua sem resolver os problemas das habitações e chumbou centenas de habitações permanentes, por motivos que até os proprietários desconhecem”.

“Registam-se grandes e inadmissíveis atrasos na recuperação das habitações ardidas. Se não houver ajudas públicas para a respetiva recuperação, muitas delas não vão ser reconstruídas”, lê-se no comunicado.

Na indústria, refere a MAAVIM, “o Ministério do Planeamento pagou, até ao momento, pouco mais de 10% e as empresas precisam de se reerguer, urgentemente, sob pena de serem extintas, como já algumas foram com a tragédia dos incêndios”.

A listagem de agricultores apoiados pelo Governo, publicada na passada sexta-feira, “mais uma vez prova que os valores anunciados na Assembleia da República pelo Ministro não estão corretos”.

A Associação defende que o Ministro “deve urgentemente acatar a recomendação do Parlamento Português e reabrir as candidaturas simplificadas para os lesados dos incêndios que ainda não se candidataram”.

“O Senhor Ministro da Agricultura não pára de falar nos apoios para a revitalização das áreas ardidas no Pinhal Interior, mas o que é facto é que os concelhos afetados pelos incêndios de outubro ficam praticamente de fora de apoios reais”, defende a MAAVIM.

Previous CODIS Coimbra promove simulacro na empresa Aquinos em Tábua
Next Dois homens identificados por pesca ilegal no rio Ceira

Artigos Relacionados

Destaque

Cáritas Diocesana de Coimbra assegura importante apoio aos jovens e idosos de Oliveira do Hospital

No concelho de Oliveira do Hospital ganha expressão o apoio social que é prestado pela Cáritas Diocesana de Coimbra, com três centros ATL para crianças…

Região

Rally Vinho do Dão arranca este fim-de-semana em Nelas

O Rally Vinho do Dão, fruto da parceria Município de Nelas e Clube Automóvel do Centro, volta aos troços do concelho este fim-de-semana, dia 26 de maio, desta vez com

Desporto

Atletas do CCPOH em estágio da Associação de Ténis de Mesa de Coimbra

Quatro atletas dos escalões de formação de ténis de mesa do Clube de Caça e Pesca de Oliveira do Hospital (CCPOH) estiveram presentes, na passada quarta-feira,…

Sociedade

CCDRC premiou 82 “empresas gazela”

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) premiou, na passada sexta-feira, na 4ª Gala das Empresas Gazela 2017, em Viseu, 82 “empresas gazela”,…

Última Hora

Centro reforça estatuto europeu de referência no envelhecimento ativo

A região Centro renovou e consolidou o estatuto de região europeia de referência na área do envelhecimento ativo e saudável, adquirido em 2013,..

Região

GNR deteve dois homens por incêndio florestal em Castelo Branco e Guarda

A GNR deteve em flagrante dois homens, de 55 e 77 anos, e identificou um terceiro, de 86 anos, pelo crime de incêndio florestal, em Casegas (Covilhã), Soito (Sabugal) e