MAAVIM denuncia irregularidades nos apoios a casas afetadas pelos incêndios na Assembleia da República

MAAVIM denuncia irregularidades nos apoios a casas afetadas pelos incêndios na Assembleia da República

O Movimento Associativo de Apoio às Vítimas dos Incêndios de Midões (MAAVIM) denunciou ontem, junto da Comissão de Agricultura e Mar da Assembleia da República, situações de irregularidades na reconstrução de casas afetadas pelos fogos de outubro de 2017.

No documento entregue aos deputados, durante a audiência do MAAVIM na Comissão Parlamentar de Agricultura e Mar, em Lisboa, o movimento denunciou situações de reconstrução de casas de “segunda e terceira” habitação que estão a ser apoiadas como se fossem de habitação permanente.

Para o movimento, tem de “ser assumida a responsabilidade de quem validou e contratou estes processos”.

Questionado pela Lusa no final da audiência, o porta-voz do movimento, Nuno Pereira, salientou que o MAAVIM tem conhecimento de dois casos que estão a ser apoiados como sendo de primeira habitação quando não o são, referindo que “poderá haver mais”.

Além disso, o movimento criticou a lentidão do processo de reconstrução, nomeadamente os pedidos para novas declarações a confirmarem que as vítimas moravam nas casas afetadas e a demora no arranque das obras em muitas das habitações destruídas pelos grandes incêndios de outubro de 2017.

O porta-voz do MAAVIM realçou que o preço para a subempreitada é “muito baixo” e os empreiteiros locais ou estão a rejeitar fazer as obras (integradas em grandes empreitadas que agregam dezenas de casas afetadas) ou acabam por executar com “materiais mais baratos”.

Segundo Nuno Pereira, ainda há casos de pessoas que não receberam o apoio da Segurança Social para pagar a renda, enquanto a casa de primeira habitação é reconstruída.

No documento entregue aos deputados da comissão, o movimento alerta ainda para o programa de apoio à reconstrução de segunda habitação, em que em alguns municípios ainda não arrancou, para imigrantes que não tiveram direito à reconstrução da sua habitação e para pequenos agricultores que não receberam qualquer tipo de apoio.

Já na área das florestas, o movimento alertou para a falta de apoios para a reflorestação bem como para a necessidade de controlo de pragas, como “a vespa asiática, ratos ou javalis”.

Previous Sinistralidade: nove detenções, 532 infrações e 90 acidentes no distrito de Coimbra
Next Seia distinguido com galardão “Município Amigo do Desporto”

Artigos Relacionados

Informação

Marcelo espera que indemnizações definitivas fiquem definidas até 2017

O Presidente da República afirmou hoje esperar que as indemnizações definitivas às famílias das vítimas mortais dos incêndios fiquem definidas até ao fim do ano, se possível, antes do Natal.

Informação

Frio acentua-se com descida da temperatura máxima

Sol e frio são as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera para esta terça-feira. As condições meteorológicas devem manter-se pelo menos até quarta-feira.

Última Hora

CISE promove passeio Botânico e workshop de Macrofotografia em julho

Nos dias 9 e 10 de julho, o Centro de Interpretação da Serra da Estrela (CISE) vai promover, sob a orientação do formador Pedro Martins, um Workshop de Macrofotografia.

Região

Concelho de Arganil recebe apoio para recuperação das casas ardidas

O Município de Arganil oficializou, ontem, a atribuição do primeiro apoio destinado à recuperação das habitações afetadas pelo incêndio de 15 de outubro…

Destaque

Comissão Politica do PSD de Oliveira do Hospital, apresenta os seus candidatos às autárquicas 2017

A Comissão Politica Concelhia do PSD de Oliveira do Hospital marcou para esta segunda-feira, dia 14 de agosto, pelas 21:00 horas na sua sede na Rua António Canastrinha, a apresentação

Politica

Alexandrino acusa PSD de “querer ganhar eleições com desgraça alheia”

O deputado do PSD, João Brito, opôs-se na última reunião da Assembleia Municipal ao executivo de José Carlos Alexandrino por continuar a “atribuir verbas para as festas” quando “as suas

Última Hora

Detido homem que ameaçava vizinhos com armas de fogo em Trancoso

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação Criminal de Pinhel, deteve esta terça-feira, um homem por posse ilegal de armas de fogo, no concelho de Trancoso, distrito da

Destaque

Agricultores exigem menos burocracia e mais apoios para recuperação após os fogos

Cerca de 150 agricultores e produtores florestais manifestaram-se hoje, em Coimbra, para exigir mais apoios e menos burocracia no processo de candidaturas…

Cultura

Ermelinda da Silva, com 94 anos, reedita livro em Vila Franca da Beira

Este sábado, pelas 15h00, na sede da União Desportiva e Tuna Vilafranquense, em Vila Franca da Beira, terá lugar o lançamento da…

Cultura

É já esta sexta feira o Festival Infantil da Canção

É já amanhã, 1 de abril, que se realiza mais um Festival Infantil da Canção organizado pelas Instituições Particularidades de Solidariedade Social (IPSS) de Oliveira do Hospital. A iniciativa acontece,

Destaque

Feridos graves têm até 30 de maio para requerer indemnizações

Autarcas, dirigentes associativos e, sobretudo, vítimas dos incêndios de outubro passado deslocaram-se na tarde de ontem à Casa da Cultura de Oliveira do Hospital…

Desporto

Nogueirense e FCOH vencem partidas e sobem nas respectivas tabelas classificativas

Campeonato de Portugal Prio  –  Série C – Fase de manutenção  – Jornada 3 AD Nogueirense 1 Pampilhosa 0 Vitória sofrida do Nogueirense com um golo marcado ao minuto 75