MAAVIM acusa Ministro da Agricultura de não conhecer o terreno afetado pelos incêndios
17 Maio, 2018 519 Views

MAAVIM acusa Ministro da Agricultura de não conhecer o terreno afetado pelos incêndios

O Movimento Associativo de Apoio às Vitimas do Incêndio de Midões (MAAVIM), representado por Fernando Pereira, considera que o Ministro da Agricultura não conhece o terreno afetado pelos incêndios de outubro e que é um “urbano”.

As reações surgem após Capoulas Santos ter referido, numa audição na Comissão da Agriculta e Mar, que “só existem pouco mais de 2 500 agricultores nas regiões afetadas pelos incêndios”.

De acordo com o comunicado enviado à Rádio Boa Nova, a Associação refere que “o Sr. Ministro não sabe que as pessoas afetadas pelos incêndios são mais do que 50 000 pessoas”. Em causa estão as informações avançadas pelo Ministério que dizem que foram apoiadas 25 101 pessoas “que tiveram prejuízos agrícolas e que não são agricultoras de forma alguma”. “As 25 mil pessoas não são agricultores”, acrescenta.

Para a organização, “os verdadeiros agricultores, que fizeram as candidaturas ao PDR2020, até ao momento praticamente nada receberam e dificilmente irão executar os projetos tendo em conta os cortes e as validações efetuadas pelo Ministério”.

“O Sr. Ministro está confundido e baralhado falando em 92 milhões pagos, que não correspondem à verdade. Efetivamente programas lançados não são apoios pagos.

“Milhares de pessoas ficaram de fora por causa da trapalhada no processo de apoio, efetuado pelo Ministério da Agricultura e, por mais que queira passar outra imagem, o território afetado em outubro, não é igual ao de Pedrogão”, lê-se no comunicado.

O Associação defende que o Ministério da Agricultura “deve urgentemente acatar a recomendação do parlamento Português e abrir as candidaturas, com tabelas de referência reais”.

“Foram feitas várias candidaturas acima de 800 000€, informação que desmente a afirmação do Sr. Ministro, mas lembramos que quando o apoio de 50% foi alargado, já os processos de candidaturas tinham encerrado em 22 de Dezembro de 2017”, refere.

Para a MAAVIM, o “corte desenfreado de floresta” é “decorrente da má comunicação do Ministério ao informar a população”, constatando que continuam a “efetuar plantações de eucaliptos sem qualquer ordenamento na região afetada”. Fernando Pereira sugere que “sejam verificados 10 ou 100 casos aleatórios para efetivamente se verificar, no terreno, os cortes realizados e os seus critérios.

Em comunicado, a Associação refere que, neste momento, decorre uma petição online “que pretende abrir todos os apoios aprovados em Assembleia da República”.

“Não se podem continuar a apresentar milhões de ajudas que não chegam efetivamente ao terreno”, consta no comunicado.

A partir do dia 19 de maio, e até a 1 de Junho, a MAAVIM vai abrir o seu estabelecimento para receber todos os lesados que não tiveram ajudas ou não fizeram as suas candidaturas para juntar ao processo jurídico.

Previous Tábua promove integração de residentes estrangeiros em Encontro de Culturas
Next Região: PJ deteve suspeitos da prática de crimes de rapto, casamento forçado e violação

Artigos Relacionados

Educação

“A Escola e o Meio” na Rádio Boa Nova

Este sábado, dia 9 de junho, entre as 19h00 e as 20h00, é emitido o 32.º programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do AEOH.

Informação

Suspeito de atear fogo fica internado para tratamento de alcoolismo

Um homem de 37 anos, suspeito de ter ateado um fogo no concelho de Penacova num “quadro de alcoolismo” ficou sujeito à medida de “internamento para tratamento”,…

Região

Gouveia recebe primeiro festival ObservaEstrela

A cidade de Gouveia recebe, de 29 de junho a 1 de julho, o primeiro festival ObservaEstrela.

Opinião

Ca$h Resto Z€ro com olhar para “o que nós somos”

Em mais um Ca$h Resto Z€ro na Rádio Boa Nova, Vítor Neves olha esta sexta-feira para as pessoas e, em particular, para “o que nós somos”.

Destaque

Alunos colocados chegam confiantes à ESTGOH

Mais de meia centena de alunos já realizou, desde ontem, a matrícula na Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital (ESTGOH).

Última Hora

Coimbra entre os distritos sob aviso amarelo devido à agitação marítima e vento forte

Sete distritos de Portugal continental estão hoje e terça-feira sob aviso amarelo devido à previsão de agitação marítima e vento forte, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera

Última Hora

Pombal: Circulação na Linha do Norte retomada depois de atropelamento

A circulação ferroviária na Linha do Norte já foi normalizada, depois de um atropelamento que ocorreu ontem e que causou um morto em Pombal.

Última Hora

Marcelo Rebelo de Sousa em Gouveia para acompanhar processo de recuperação após incêndio

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, visita hoje, dia 21 de maio, o concelho de Gouveia, para acompanhar a evolução do processo de recuperação que se iniciou na

Desporto

ABC de Nelas sagra-se Campeão Distrital de Futsal de Infantis da AF de Viseu 2016/2017

A duas jornadas do final do campeonato, o ABC de Nelas sagrou-se Campeão Distrital de Juniores D/Infantis de Futsal da AF de Viseu, título que já não conquistava desde 2013/2014,

Informação

Convívio de Verão destacou importância da Rádio Boa Nova no concelho e na região

A Rádio Boa Nova realizou, no sábado, dia 15 de julho, o seu convívio de Verão. No Centro Cultural Dr. Vasco de Campos, em Avô, sobressaiu a importância da Rádio

Informação

Grande Rota do Alva valoriza percurso ribeirinho entre Seia e Penacova

Sete municípios criaram ontem a Grande Rota do Alva, numa sessão realizada em Penacova em que as partes assumiram o compromisso de valorização ambiental …

Informação

Despiste de automóvel provocou um morto e um ferido ligeiro em Viseu

O despiste de uma viatura provocou, ontem, um morto e um ferido ligeiro na Estrada Nacional 2, em Bigas, no concelho de Viseu.