Linha da Beira Alta novamente interrompida por deslizamento de terras

Linha da Beira Alta novamente interrompida por deslizamento de terras

image_pdfimage_print

A circulação na Linha da Beira Alta voltou a ser cortada às 08h00 de hoje devido a um novo deslizamento de terras junto ao túnel do Coval, Mortágua, Viseu, onde ontem um comboio de passageiros descarrilou, sem vítimas.

Fonte da Infraestruturas de Portugal (IP) disse que na altura do novo deslizamento não estava nenhum comboio a passar. A CP referiu, por sua vez, que já está a ser acionado o transbordo dos passageiros.

A circulação na linha da Beira Alta tinha sido retomada entre as 02h00 e as 02h30 de hoje, depois de ter estado interrompida desde a manhã de domingo por causa de um descarrilamento em Mortágua, Viseu.

Desde as 08h40 de domingo que a circulação de comboios na linha da Beira Alta esteve cortada junto ao túnel de Coval, em Mortágua, devido ao descarrilamento de um intercidades que ligava a Guarda a Lisboa.

Na sequência do acidente, que não provocou feridos, a CP teve de assegurar o transbordo rodoviário dos passageiros entre Santa Comba Dão e Mortágua.

Em declarações à Lusa no domingo, o presidente da Câmara de Mortágua, Júlio Norte, disse que foi um deslizamento de terras, devido à chuva dos últimos dias, que causou o descarrilamento do comboio.

“O acidente não teve a ver com as obras” em curso nalguns troços da Linha da Beira Alta, acrescentou, frisando que, na sequência dos incêndios de 15 outubro de 2017, os taludes da linha e as encostas na zona estão desprovidos de vegetação, o que “tende a provocar deslizamentos” que arrastam terra, pedras e troncos.

O secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme W. d’Oliveira Martins, disse em declarações à Lusa no domingo que o troço da linha da Beira Alta onde o comboio descarrilou já estava em obras e que o talude em causa será urgentemente intervencionado.

Segundo disse, de momento estão a decorrer intervenções nos taludes (planos de terreno inclinado que dão estabilidade e sustentação ao solo) da linha da Beira Alta entre os quilómetros 59 e 82,6, pelo que acidente ao quilómetro 82,1 aconteceu dentro da área em obras.

“Esta situação no talude já tinha sido sinalizada, evidentemente as circunstâncias temporais agravaram a situação”, justificou.

O governante disse ainda que, além destas intervenções, a linha da Beira Alta terá “intervenções mais fortes” a partir de 2019, no âmbito do plano de investimentos Ferrovia 2020. Já este ano, acrescentou, haverá uma intervenção mais pequena no troço Guarda-Cerdeira.

Previous Semana da Gastronomia em Oliveira do Hospital de 3 a 11 de março
Next Vila Real, Bragança e Guarda sob aviso laranja devido à queda de neve

Artigos Relacionados

Última Hora

PJ de Coimbra detém quatro suspeitos de tráfico de drogas

A PJ identificou e deteve, hoje, em Coimbra e Leiria três homens e uma mulher suspeitos do crime de tráfico de estupefacientes, no âmbito de ação de combate ao tráfico

Última Hora

GNR aconselha população em caso de incêndio florestal

A Guarda Nacional Republicana, perante as ocorrências de incêndios florestais que se têm verificado, com maior incidência na região algarvia,…

Última Hora

“A Floresta- Presente e Futuro” em debate no auditório Crédito Agrícola

Amanhã, dia 20 de março, pelas 18h30, o auditório do Crédito Agrícola, em Oliveira do Hospital, acolhe o debate “ A Floresta – Presente e Futuro”. 

Região

Região Centro: 45 mortes, 800 casas e 500 empresas atingidas nos incêndios de 15 e 16 de outubro

Os incêndios que há um mês atingiram particularmente 27 concelhos da região Centro provocaram 45 mortos e cerca de 70 feridos, destruíram total ou…

Informação

Penalva de Alva acolhe XV Encontro de Tunas

A Sociedade Recreativa Penalvense recebe, no próximo domingo, dia 18 de novembro, o XV Encontro de Tunas, a partir das 14h30.

Região

Colisão faz um morto e um ferido grave no IP2

Um homem morreu e outro ficou ferido com gravidade,ontem, após uma colisão entre os carros que conduziam, no IP2, …

Informação

Padre António Loureiro apresentou “Fracasso e Misericórdia no Matrimónio”

“Fracasso e Misericórdia no Matrimónio” é o título do novo livro de António Loureiro, pároco de Oliveira do Hospital”. A apresentação…

Informação

“Espaço BLC3” estreia esta terça-feira na Rádio Boa Nova

“Espaço BLC3 – Ciência no Interior” é o novo programa que inicia, hoje, na Rádio Boa Nova, numa parceria com a BLC3- Campus de Inovação e Tecnologia.

Cultura

Direção Regional de Cultura do Centro participa na Bienal Ibérica do Património Cultural

A Direção Regional de Cultura do Centro (DRCC) participa na Bienal Ibérica de Património Cultural – AR&PA. A iniciativa decorre de 13 a 15 de outubro, no centro histórico da

Última Hora

Finanças prolongam até esta sexta-feira prazo para validar faturas e entregar IVA

As Finanças anunciaram que o prazo para a entrega da declaração periódica de IVA, comunicação e classificação das faturas, bem como comunicação do agregado familiar foi alargado até sexta-feira, devido

Informação

“Em vez de seis meses parecem seis dias. Foi tudo demasiado rápido e com desafios permanentes…”

Passaram seis meses após o grande incêndio, mas para o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino parece que passaram “seis dias”.

Última Hora

Oliveira do Hospital reconhecida como “Autarquia + Familiarmente Responsável” pelo terceiro ano consecutivo

O Município de Oliveira do Hospital foi novamente distinguido como “Autarquia + Familiarmente Responsável 2017” – um galardão atribuído pelo Observatório das Autarquias Familiarmente…